Tem certeza que deseja sair da sua conta?

#Verificamos: Eike Batista não confessou ter pago propina para ministros do STF, Lula, Dilma e Temer

Repórter | Rio de Janeiro | lupa@lupa.news
26.ago.2021 | 18h53 |

Circula pelas redes sociais que o empresário Eike Batista teria confessado que pagou propina para ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) como Edson Fachin, Rosa Weber, Gilmar Mendes e Dias Toffoli. A imagem compartilhada também cita outros políticos como o senador Renan Calheiros (MDB-AL), o deputado federal Rodrigo Maia (DEM-RJ) e os ex-presidentes Luiz Inácio Lula da Silva (PT), Dilma Rousseff (PT) e Michel Temer (MDB). Por WhatsApp, leitores da Lupa sugeriram que esse conteúdo fosse analisado. Confira a seguir o trabalho de verificação​:

“Eike Batista confessou: “Eu paguei propina pro ministro Fachin, pra Rosa Weber, pro Gilmar Mendes, pro Tófoli, pro Renan, pro Rodrigo Maia, pro Lula, pra Dilma, pra Gleisi Hoffmann, pro Temer”
Texto em imagem que circula pelo WhatsApp

FALSO

A informação analisada pela Lupa é falsa. O advogado do empresário Eike Batista, Bruno Fernandes, negou que ele tenha dito que pagou propina para ministros do STF e outros políticos, como Renan Calheiros, Rodrigo Maia, Lula, Dilma e Temer. Em nota, o advogado afirmou que o nome do empresário vem sendo utilizado indevidamente para atacar o Supremo e seus ministros. Essa desinformação já circulava em abril, mas viralizou nos últimos dias, em meio à escalada de conflitos dos apoiadores do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) com o tribunal.

“Nas últimas 24 horas, Eike Batista tomou conhecimento de que seu nome vem sendo utilizado em ataques políticos direcionados ao Supremo Tribunal Federal e seus ministros, tendo atribuídas a si falas e alegações totalmente falsas – declarações essas que nunca fez e com as quais não concorda. O orgão máximo do Poder Judiciário é um importante pilar da democracia, sem o qual não viveríamos num Estado Democrático de Direito”, diz a nota

Também não há reportagens em veículos jornalísticos que indiquem que o empresário tenha falado a frase sinalizada na imagem em entrevistas ou depoimentos a autoridades. Na realidade, existem apenas textos dizendo que a informação que circula atualmente nas redes sociais é “falsa”, como uma coluna publicada pelo jornal O Globo na última quarta-feira (25).

Esta‌ ‌verificação ‌foi sugerida por leitores através do WhatsApp da Lupa. Caso tenha alguma sugestão de verificação, entre em contato conosco pelo número +55 21 99193-3751.

Editado por: Maurício Moraes

O conteúdo produzido pela Lupa é de inteira responsabilidade da agência e não pode ser publicado, transmitido, reescrito ou redistribuído sem autorização prévia.

A Agência Lupa é membro verificado da International Fact-checking Network (IFCN). Cumpre os cinco princípios éticos estabelecidos pela rede de checadores e passa por auditorias independentes todos os anos

A Lupa está infringindo esse código? Clique aqui e fale com a IFCN

 

Esse conteúdo foi útil?

1 2 3 4 5

Você concorda com o resultado desta checagem?

Sim Não

Leia também

SIGNATORY- International Fact-Checking Network
Etiquetas
VERDADEIRO
A informação está comprovadamente correta
VERDADEIRO, MAS
A informação está correta, mas o leitor merece mais explicações
AINDA É CEDO PARA DIZER
A informação pode vir a ser verdadeira. Ainda não é
EXAGERADO
A informação está no caminho correto, mas houve exagero
CONTRADITÓRIO
A informação contradiz outra difundida antes pela mesma fonte
SUBESTIMADO
Os dados são mais graves do que a informação
INSUSTENTÁVEL
Não há dados públicos que comprovem a informação
FALSO
A informação está comprovadamente incorreta
DE OLHO
Etiqueta de monitoramento
Seções
Arquivo