Tem certeza que deseja sair da sua conta?

#Verificamos: Foto de homem chorando com menina no colo é antiga e não foi feita no Afeganistão

Repórter | Rio de Janeiro | lupa@lupa.news
26.ago.2021 | 19h22 |

Circula pelas redes sociais uma imagem de um homem chorando enquanto carrega uma menina no colo. A legenda que acompanha a fotografia afirma que ela teria sido tirada no Afeganistão e mostraria um pai protegendo a sua filha. Por meio do ​projeto de verificação de notícias​, usuários do Facebook solicitaram que esse material fosse analisado. Confira a seguir o trabalho de verificação da Lupa:

“Um pai vai proteger seus filhos!!! Rezemos pelo Afeganistão! Jesus, Misericórdia!!!”
Legenda de imagem publicada no Facebook que, até às 17h do dia 26 de agosto de 2021, tinha mais de 140 compartilhamentos 

FALSO

A fotografia analisada pela Lupa é antiga e não mostra um episódio recente do Afeganistão. Na realidade, a imagem foi feita em março de 2017 em Mosul, no Iraque. Segundo a galeria de imagens da Reuters, o homem estava carregando sua filha enquanto caminhava em uma região do Iraque que era controlada pelo Estado Islâmico. 

A imagem vem sendo utilizada erroneamente como registro da ação do Talibã no Afeganistão. No dia 15 de agosto, o grupo extremista – que tem um histórico de violações aos direitos humanos e de violência contra as mulheres – tomou a capital daquele país. Muitos moradores tentam fugir, com medo de possíveis restrições que venham a ser impostas. O Talibã apelou para que a população voltasse a sua rotina e prometeu que não haveria proibições severas contra mulheres.

A Lupa verificou pelo menos três casos em que fotos ou vídeos de outros anos e lugares que estão sendo utilizados para retratar – de maneira incorreta – os eventos recentes no Afeganistão. Dois deles, que mostram o assassinato de uma mulher e a execução de um grupo de homens na Síria, por exemplo, e circularam como se tivessem sido gravados neste mês. Contudo, ambos eram antigos. 

Essa informação também foi verificada pela AFP.

Nota:‌ ‌esta‌ ‌reportagem‌ ‌faz‌ ‌parte‌ ‌do‌ ‌‌projeto‌ ‌de‌ ‌verificação‌ ‌de‌ ‌notícias‌‌ ‌no‌ ‌Facebook.‌ ‌Dúvidas‌ sobre‌ ‌o‌ ‌projeto?‌ ‌Entre‌ ‌em‌ ‌contato‌ ‌direto‌ ‌com‌ ‌o‌ ‌‌Facebook‌.

Editado por: Maurício Moraes

O conteúdo produzido pela Lupa é de inteira responsabilidade da agência e não pode ser publicado, transmitido, reescrito ou redistribuído sem autorização prévia.

A Agência Lupa é membro verificado da International Fact-checking Network (IFCN). Cumpre os cinco princípios éticos estabelecidos pela rede de checadores e passa por auditorias independentes todos os anos

A Lupa está infringindo esse código? Clique aqui e fale com a IFCN

 

Esse conteúdo foi útil?

1 2 3 4 5

Você concorda com o resultado desta checagem?

Sim Não

Leia também

SIGNATORY- International Fact-Checking Network
Etiquetas
VERDADEIRO
A informação está comprovadamente correta
VERDADEIRO, MAS
A informação está correta, mas o leitor merece mais explicações
AINDA É CEDO PARA DIZER
A informação pode vir a ser verdadeira. Ainda não é
EXAGERADO
A informação está no caminho correto, mas houve exagero
CONTRADITÓRIO
A informação contradiz outra difundida antes pela mesma fonte
SUBESTIMADO
Os dados são mais graves do que a informação
INSUSTENTÁVEL
Não há dados públicos que comprovem a informação
FALSO
A informação está comprovadamente incorreta
DE OLHO
Etiqueta de monitoramento
Seções
Arquivo