Tem certeza que deseja sair da sua conta?

#Verificamos: Vídeo é antigo e mostra recepção a Bolsonaro em Natal, não em Nova York

Repórter | Rio de Janeiro | lupa@lupa.news
20.set.2021 | 19h05 |

Circula pelas redes sociais um vídeo em que o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) é recebido por centenas de pessoas em um aeroporto aos gritos de “mito”. Segundo a legenda, a cena mostra a chegada do mandatário ao Aeroporto Internacional John F. Kennedy, em Nova York, nos Estados Unidos. Bolsonaro chegou àquele país no último domingo (19) para discursar na Assembleia Geral da Organização das Nações Unidas (ONU). Por meio doprojeto de verificação de notícias​, usuários do Facebook solicitaram que esse material fosse analisado. Confira a seguir o trabalho de verificação da Lupa:

“Bolsonaro chegando no aeroporto internacional JFK em Nova York ! Olha a situação que ficou o saguão de desembarque do aeroporto……..”
Texto em vídeo que, até 18h30 do dia 20 de setembro de 2021, havia sido compartilhado por 99 usuários no Facebook

FALSO

A informação analisada pela Lupa é falsa. O vídeo foi gravado em 2017 no Aeroporto Internacional de Natal, capital do Rio Grande do Norte. Não há nenhuma relação com a viagem de Bolsonaro a Nova York, nos Estados Unidos, para discursar na Assembleia Geral da ONU.

Em 8 de junho de 2017, a convite da União Nordestina de Produtores de Cana, Bolsonaro viajou a Natal para discursar para apoiadores. Na ocasião, o vídeo analisado foi publicado por páginas de apoiadores de Bolsonaro. As redes sociais do presidente também registraram sua recepção no aeroporto de Natal, a partir de outro ângulo. Nas imagens, é possível ver centenas de pessoas aos gritos de “mito”. Em um determinado momento, Bolsonaro chegou a ser carregado por apoiadores, além de colocar óculos escuros. À época, o então deputado federal pelo Rio de Janeiro rodava o país em pré-campanha.

Bolsonaro chegou a Nova York no domingo para participar da 76ª Assembleia Geral da ONU. Sete ministros acompanham o mandatário na comitiva, entre eles os da Saúde, Marcelo Queiroga, e da Economia, Paulo Guedes, além da primeira-dama, Michelle. O presidente brasileiro, que tradicionalmente faz o discurso da abertura do encontro, lerá sua mensagem nesta terça-feira (21).

Na porta do hotel em que a comitiva brasileira está hospedada, alguns manifestantes contrários ao presidente seguravam faixas e gritavam “Bolsonaro genocida” e “criminoso”, informou uma reportagem do jornal O Estado de S. Paulo. Não havia apoiadores do mandatário no local. Bolsonaro entrou pela porta dos fundos. 

Em maio, a gravação analisada foi falsamente atribuída a outra localidade, o Equador, como mostrou uma checagem da Lupa. À época, o presidente viajou ao país latino-americano para acompanhar a posse do presidente Guillermo Lasso. Também não houve nenhum registro de que uma multidão teria recebido Bolsonaro no aeroporto.

Uma versão semelhante dessa checagem foi feita pelo Fato ou Fake.

Nota:‌ ‌esta‌ ‌reportagem‌ ‌faz‌ ‌parte‌ ‌do‌ ‌‌projeto‌ ‌de‌ ‌verificação‌ ‌de‌ ‌notícias‌‌ ‌no‌ ‌Facebook.‌ ‌Dúvidas‌ sobre‌ ‌o‌ ‌projeto?‌ ‌Entre‌ ‌em‌ ‌contato‌ ‌direto‌ ‌com‌ ‌o‌ ‌‌Facebook‌.

Editado por: Maurício Moraes

O conteúdo produzido pela Lupa é de inteira responsabilidade da agência e não pode ser publicado, transmitido, reescrito ou redistribuído sem autorização prévia.

A Agência Lupa é membro verificado da International Fact-checking Network (IFCN). Cumpre os cinco princípios éticos estabelecidos pela rede de checadores e passa por auditorias independentes todos os anos

A Lupa está infringindo esse código? Clique aqui e fale com a IFCN

 

Esse conteúdo foi útil?

1 2 3 4 5

Você concorda com o resultado desta checagem?

Sim Não

Leia também

SIGNATORY- International Fact-Checking Network
Etiquetas
VERDADEIRO
A informação está comprovadamente correta
VERDADEIRO, MAS
A informação está correta, mas o leitor merece mais explicações
AINDA É CEDO PARA DIZER
A informação pode vir a ser verdadeira. Ainda não é
EXAGERADO
A informação está no caminho correto, mas houve exagero
CONTRADITÓRIO
A informação contradiz outra difundida antes pela mesma fonte
SUBESTIMADO
Os dados são mais graves do que a informação
INSUSTENTÁVEL
Não há dados públicos que comprovem a informação
FALSO
A informação está comprovadamente incorreta
DE OLHO
Etiqueta de monitoramento
Seções
Arquivo