A PRIMEIRA AGÊNCIA DE FACT-CHECKING DO BRASIL

Tem certeza que deseja sair da sua conta?

#Verificamos: É falso que Lula ficou bêbado e precisou ser retirado de fórum em Davos por assessores

Repórter | Rio de Janeiro | lupa@lupa.news
23.set.2021 | 17h11 |

Circula pelo WhatsApp uma foto em que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) teria supostamente urinado nas calças durante uma reunião do Fórum Econômico Mundial em Davos, na Suíça, em 2003. A legenda diz que assessores precisaram retirar “discretamente” o petista do evento, ocasião em que a então ministra Dilma Rousseff (PT) teria ficado “profundamente envergonhada”. Por WhatsApp, leitores da Lupa sugeriram que esse conteúdo fosse analisado. Confira a seguir o trabalho de verificação​:

“Quando criticarem o Mito, esfreguem essa foto… reativa a memória!
Lula Bêbado, Mijado e Fazendo Caretas em Davos, durante o Forum – Janeiro 2003
Lula dá vexame na Suíça, fica bêbado, se mija todo e os assessores tiveram que o levar discretamente embora para o Hotel. Ministra fica profundamente envergonhada”
Legenda de imagem que circula em grupos de WhatsApp

FALSO

A informação analisada pela Lupa é falsa. Posts semelhantes usando essa imagem circulam pelo menos desde 2019. A foto de Lula supostamente urinado na verdade foi registrada em 2009, durante uma cerimônia no Palácio do Planalto, em Brasília. O petista brincava com as crianças presentes no local, informaram jornais da época. Não há relação com a reunião de 2003 do Fórum Econômico Mundial em Davos, na Suíça, à qual a então ministra Dilma não compareceu.

A foto em que aparecem Lula e Dilma, então ministra da Casa Civil, foi registrada durante a cerimônia de entrega do Prêmio Brasil de Esporte e Lazer de Inclusão Social, realizada em 17 de fevereiro de 2009 no Palácio do Planalto, em Brasília. A imagem que circula pelo WhatsApp foi editada para eliminar a ex-primeira dama Marisa Letícia, que estava à esquerda de Lula no registro original. O momento de descontração do petista, capturado pelo fotógrafo Wilson Dias, da Agência Brasil, foi publicado na edição do dia seguinte da Folha de S.Paulo. Segundo o jornal, o petista brincava com a plateia de crianças, imitando um binóculo com as mãos.

Reprodução/Acervo Folha de S.Paulo

O jornal O Estado de S.Paulo também publicou uma foto do mesmo momento, mas registrada pelo repórter Dida Sampaio, da Agência Estado. De acordo com a legenda da imagem, Lula brincava com as crianças presentes na cerimônia. Em nenhum dos jornais há menção de que o ex-presidente estivesse bêbado, nem de que tenha se urinado na ocasião.

Em um vídeo do evento, que exibe os minutos finais da fala do ex-presidente, Lula demonstrava descontração, mas discursou normalmente, sem qualquer alteração na voz. Também é possível ver Dilma, que de forma alguma aparentava estar “profundamente envergonhada”, como menciona a postagem analisada.

Em janeiro de 2003, Lula, recém-empossado presidente brasileiro, cobrou em Davos a criação de um fundo internacional de combate à miséria e à fome em países pobres, segundo reportagem da Folha de S.Paulo. O discurso do ex-presidente teria, inclusive, sido elogiado por presidentes de grandes bancos, informou O Estado de S.Paulo. Não há nos jornais qualquer menção a um suposto “vexame” que tenha obrigado seus assessores a retirarem o petista do evento. Além disso, a então ministra de Minas e Energia, Dilma Rousseff, não fez parte da comitiva brasileira que viajou à Suíça

As fotos da Agência Brasil registradas em 26 de janeiro de 2003, dia em que Lula discursou no Fórum Econômico Mundial, também mostram o ex-presidente com um terno escuro – muito diferente daquele exibido na imagem do post verificado.

Em 2019, a Lupa verificou um conteúdo semelhante, igualmente falso, com uma foto de Lula supostamente “caindo na grama em Davos”. Na verdade, a imagem foi registrada em 2008 no município de Dianópolis (TO), quando o ex-presidente quebrou o protocolo da visita e passou debaixo de uma cerca para cortar caminho.

Essa informação também foi verificada por Aos Fatos, Fato ou Fake e AFP.

Esta‌ ‌verificação ‌foi sugerida por leitores através do WhatsApp da Lupa. Caso tenha alguma sugestão de verificação, entre em contato conosco pelo número +55 21 99193-3751.

Editado por: Maurício Moraes

O conteúdo produzido pela Lupa é de inteira responsabilidade da agência e não pode ser publicado, transmitido, reescrito ou redistribuído sem autorização prévia.

A Agência Lupa é membro verificado da International Fact-checking Network (IFCN). Cumpre os cinco princípios éticos estabelecidos pela rede de checadores e passa por auditorias independentes todos os anos

A Lupa está infringindo esse código? Clique aqui e fale com a IFCN

 

Esse conteúdo foi útil?

1 2 3 4 5

Você concorda com o resultado desta checagem?

Sim Não

Leia também

SIGNATORY- International Fact-Checking Network
Etiquetas
VERDADEIRO
A informação está comprovadamente correta
VERDADEIRO, MAS
A informação está correta, mas o leitor merece mais explicações
AINDA É CEDO PARA DIZER
A informação pode vir a ser verdadeira. Ainda não é
EXAGERADO
A informação está no caminho correto, mas houve exagero
CONTRADITÓRIO
A informação contradiz outra difundida antes pela mesma fonte
SUBESTIMADO
Os dados são mais graves do que a informação
INSUSTENTÁVEL
Não há dados públicos que comprovem a informação
FALSO
A informação está comprovadamente incorreta
DE OLHO
Etiqueta de monitoramento
Seções
Arquivo