A PRIMEIRA AGÊNCIA DE FACT-CHECKING DO BRASIL

Tem certeza que deseja sair da sua conta?

#Verificamos: É falso que Giovanna Ewbank terá que devolver R$ 3 milhões da Lei Rouanet

Estagiária | Rio de Janeiro | lupa@lupa.news
26.out.2021 | 12h11 |

Circula pelas redes sociais uma imagem da atriz e apresentadora Giovanna Ewbank e do ator e empresário Bruno Gagliasso com um texto que afirma que o casal terá que devolver mais de R$ 3 milhões arrecadados pela Lei Rouanet. Por meio do ​projeto de verificação de notícias​, usuários do Facebook solicitaram que esse material fosse analisado. Confira a seguir o trabalho de verificação da Lupa:

“Giovanna Ewbank esposa de Bruno Gagliasso terá q devolver mais de 3 milhões (Lei Rouanet) agora já sabemos porque esse casalzinho odeia tanto Bolsonaro. A teta secou.”

Texto em imagem que circula no Facebook que, até as 16h de 25 de outubro de 2021, tinha 1,8 mil compartilhamentos

FALSO

A informação analisada pela Lupa é falsa. A atriz Giovanna Ewbank não tentou captar verba para projetos culturais, de acordo com o Versalic, base onde estão todos os projetos da Lei de Incentivo à Cultura, da Secretaria Especial da Cultura do governo federal. O ator e empresário Bruno Gagliasso, marido de Ewbank, também não tentou obter recursos. Em nota enviada por e-mail, a assessoria de imprensa da atriz informou que ela nunca captou incentivos por leis de benefícios fiscais, nem mesmo por meio de pessoa jurídica. As empresas que a atriz tem em sociedade com seu marido também não são proponentes da Lei Rouanet. Entre essas organizações estão Nina Produções, Foco 40 Produções, Greg Produções e Princesa Fiona.

A nota afirma ainda que a atriz, assim como a maioria dos profissionais que trabalham com arte, já foi contratada para participar de projetos apoiados pela Lei do Audiovisual. Contudo, ela nunca participou de qualquer função executiva de tais produtoras, sendo sempre contratada como atriz ou apresentadora.

Criada em 1991, a Lei de Incentivo à Cultura, conhecida como Lei Rouanet, oferece incentivos fiscais para projetos e ações culturais. Se a proposta cultural apresentada for aprovada, o produtor pode captar recursos junto a apoiadores (pessoas físicas e empresas), oferecendo a eles a oportunidade de abater aquele apoio do Imposto de Renda. O governo abre mão do imposto (renúncia fiscal) para que seja direcionado à realização de atividades culturais.

Nota:‌ ‌esta‌ ‌reportagem‌ ‌faz‌ ‌parte‌ ‌do‌ ‌‌projeto‌ ‌de‌ ‌verificação‌ ‌de‌ ‌notícias‌‌ ‌no‌ ‌Facebook.‌ ‌Dúvidas‌ sobre‌ ‌o‌ ‌projeto?‌ ‌Entre‌ ‌em‌ ‌contato‌ ‌direto‌ ‌com‌ ‌o‌ ‌‌Facebook‌.

Editado por: Marcela Duarte

O conteúdo produzido pela Lupa é de inteira responsabilidade da agência e não pode ser publicado, transmitido, reescrito ou redistribuído sem autorização prévia.

A Agência Lupa é membro verificado da International Fact-checking Network (IFCN). Cumpre os cinco princípios éticos estabelecidos pela rede de checadores e passa por auditorias independentes todos os anos

A Lupa está infringindo esse código? Clique aqui e fale com a IFCN

 

Esse conteúdo foi útil?

1 2 3 4 5

Você concorda com o resultado desta checagem?

Sim Não

Leia também

SIGNATORY- International Fact-Checking Network
Etiquetas
VERDADEIRO
A informação está comprovadamente correta
VERDADEIRO, MAS
A informação está correta, mas o leitor merece mais explicações
AINDA É CEDO PARA DIZER
A informação pode vir a ser verdadeira. Ainda não é
EXAGERADO
A informação está no caminho correto, mas houve exagero
CONTRADITÓRIO
A informação contradiz outra difundida antes pela mesma fonte
SUBESTIMADO
Os dados são mais graves do que a informação
INSUSTENTÁVEL
Não há dados públicos que comprovem a informação
FALSO
A informação está comprovadamente incorreta
DE OLHO
Etiqueta de monitoramento
Seções
Arquivo