Tem certeza que deseja sair da sua conta?

#Verificamos: É falso que Mohamed Salah dedicou três gols a Jair Bolsonaro

Estagiária | Rio de Janeiro | lupa@lupa.news
27.out.2021 | 15h45 |

Circula nas redes sociais uma publicação que afirma que o jogador egípcio Mohamed Salah, atacante do time inglês Liverpool, ofereceu os três gols que marcou na partida contra o Manchester United no último domingo (24) ao presidente Jair Bolsonaro (sem partido). Por meio do ​projeto de verificação de notícias​, usuários do Facebook solicitaram que esse material fosse analisado. Confira a seguir o trabalho de verificação da Lupa:

 

“Eu já era fã desse craque, agora mais ainda. Após marcar 3 gols no domingo no clássico contra o Manchester United, o atacante egípcio, Mohamed Salah deu uma entrevista dedicando os 3 gols ao Presidente Jair Bolsonaro. “É um grande homem, Firmino, Alisson e Fabinho me falam muito sobre ele. Para ele (Bolsonaro) todos os dias dar o sangue para ajudar uma nação que o odeia sem motivo nenhum, ele tem que ser muito forte mentalmente, e isso me inspira”

Fonte: Jorge Nicolas”

Legenda de post publicado no Facebook que, até as 16h de 26 de outubro de 2021, tinha 15 compartilhamentos

FALSO

A informação analisada pela Lupa é falsa. Não há registros de publicações do jornalista esportivo Jorge Nicola, que é apontado como fonte na postagem, com conteúdo semelhante. Nas redes sociais oficiais do comunicador — Instagram, Twitter e Facebook — não há qualquer conteúdo sobre a partida do Liverpool contra o Manchester United de 24 de outubro. A Lupa entrou em contato com Nicola, que declarou em nota que nunca compartilhou a informação descrita na postagem. A peça de desinformação credita o jornalista, embora erre ao escrever o nome de Nicola com a letra “s” no final.

O jogo da Premier League, liga profissional de futebol da Inglaterra, é exclusivo para assinantes da plataforma de streaming Star+, do grupo Disney. A única entrevista de Salah sobre a partida disponível gratuitamente está no YouTube. Em nenhum momento o atacante menciona o nome de Bolsonaro ou dos jogadores citados na postagem.

Nenhum dos principais jornais esportivos mencionou que Salah tenha dedicado os três gols que marcou na partida a Bolsonaro: Globo Esporte, ESPN, Fox Sports e Lance!. Os jornais ingleses The Sun, The Guardian e Daily Mirror também não relataram esse suposto ocorrido. As principais manchetes dos periódicos foram sobre a performance do jogador egípcio e sobre a permanência dele no Liverpool.

Nos perfis oficiais do jogador no Twitter e Instagram também não há nenhuma citação a Bolsonaro. No dia 25 de outubro, um dia após o jogo, há uma postagem no Twitter do atacante sobre a partida contra o Manchester United, na qual Salah comenta que, com a equipe da qual faz parte, vencer era a única opção.

Liverpool e Manchester United se enfrentaram no último domingo (24), pela 9ª rodada da Premier League. A partida começou às 12h30 (horário de Brasília) e aconteceu no Old Trafford, estádio da equipe do Manchester, na Inglaterra. O Liverpool venceu o Manchester United por 5 a 0. A goleada foi sacramentada com gols de Keita, Diogo Jota e Salah, que marcou três.

Nota:‌ ‌esta‌ ‌reportagem‌ ‌faz‌ ‌parte‌ ‌do‌ ‌‌projeto‌ ‌de‌ ‌verificação‌ ‌de‌ ‌notícias‌‌ ‌no‌ ‌Facebook.‌ ‌Dúvidas‌ sobre‌ ‌o‌ ‌projeto?‌ ‌Entre‌ ‌em‌ ‌contato‌ ‌direto‌ ‌com‌ ‌o‌ ‌‌Facebook‌.

Editado por: Marcela Duarte e Maurício Moraes

O conteúdo produzido pela Lupa é de inteira responsabilidade da agência e não pode ser publicado, transmitido, reescrito ou redistribuído sem autorização prévia.

A Agência Lupa é membro verificado da International Fact-checking Network (IFCN). Cumpre os cinco princípios éticos estabelecidos pela rede de checadores e passa por auditorias independentes todos os anos

A Lupa está infringindo esse código? Clique aqui e fale com a IFCN

 

Esse conteúdo foi útil?

1 2 3 4 5

Você concorda com o resultado desta checagem?

Sim Não

Leia também

SIGNATORY- International Fact-Checking Network
Etiquetas
VERDADEIRO
A informação está comprovadamente correta
VERDADEIRO, MAS
A informação está correta, mas o leitor merece mais explicações
AINDA É CEDO PARA DIZER
A informação pode vir a ser verdadeira. Ainda não é
EXAGERADO
A informação está no caminho correto, mas houve exagero
CONTRADITÓRIO
A informação contradiz outra difundida antes pela mesma fonte
SUBESTIMADO
Os dados são mais graves do que a informação
INSUSTENTÁVEL
Não há dados públicos que comprovem a informação
FALSO
A informação está comprovadamente incorreta
DE OLHO
Etiqueta de monitoramento
Seções
Arquivo