Tem certeza que deseja sair da sua conta?

#Verificamos: É falso que presidente da Comissão Europeia defendeu eliminação do Código de Nuremberg

Estagiária | Rio de Janeiro | lupa@lupa.news
16.dez.2021 | 19h45 |

Circula pelas redes sociais a imagem de um tuíte com a afirmação de que a presidente da Comissão Europeia, Ursula von der Leyen, disse que é a favor da eliminação do Código de Nuremberg. A publicação diz ainda que ela considera que toda a população deve ser forçada a se vacinar contra a Covid-19. Por meio do ​projeto de verificação de notícias​, usuários do Facebook solicitaram que esse material fosse analisado. Confira a seguir o trabalho de verificação da Lupa​:

 

“A alemã Ursula von der Leyen, presidente da Comissão Europeia disse à imprensa que é a favor da eliminação do antigo Código de Nuremberg e que as pessoas devem ser forçadas a se vacinarem contra a COVID-19. É o nazi-totalitarismo da União Europeia”

Legenda de imagem publicada no Facebook que, até as 15h de 16 de dezembro de 2021, tinha 18 compartilhamentos

FALSO

A informação analisada pela Lupa é falsa. As alegações da imagem deturpam os comentários que Ursula von der Leyen fez durante uma entrevista coletiva em 1º de dezembro sobre como lidar com os desafios relacionados à Covid-19. Em momento algum da entrevista a presidente da Comissão Europeia mencionou o Código de Nuremberg. Ela também alegou que não é responsabilidade da União Europeia impor a vacinação obrigatória. Não há também entrevistas ou manifestações recentes em que ela tenha defendido a eliminação do Código Nuremberg.

Quando questionada por uma repórter sobre sua posição sobre a vacinação obrigatória contra Covid-19 em 1º de dezembro (21:31), Leyen disse que cabia a cada estado-membro da União Europeia decidir sobre a aplicação das vacinas (22:07). Ou seja, a Comissão Europeia não pode tomar medidas sobre esse assunto. Durante a coletiva, a presidente somente indicou que seria apropriado que os países da União Europeia discutissem uma potencial vacinação obrigatória para combater a Covid-19 (23:28). 

O Código de Nuremberg foi estabelecido em 1947 após a Segunda Guerra Mundial (1939-1945) para proteger as pessoas de experiências médicas involuntárias e antiéticas. O código estabelece dez princípios éticos que regem a pesquisa com seres humanos. Contudo, as vacinas contra a Covid-19 não estão mais em fase experimental, sendo seguras para gerar anticorpos para proteção da Covid-19. Uma busca na conta do Twitter de Leyen mostra que ela não escreveu sobre o Código de Nuremberg em nenhum momento. Durante a coletiva, não há declarações dela sobre o regulamento

Essa informação também foi checada por AFP e Reuters.

Nota:‌ ‌esta‌ ‌reportagem‌ ‌faz‌ ‌parte‌ ‌do‌ ‌‌projeto‌ ‌de‌ ‌verificação‌ ‌de‌ ‌notícias‌‌ ‌no‌ ‌Facebook.‌ ‌Dúvidas‌ sobre‌ ‌o‌ ‌projeto?‌ ‌Entre‌ ‌em‌ ‌contato‌ ‌direto‌ ‌com‌ ‌o‌ ‌‌Facebook‌.

Editado por: Maurício Moraes

O conteúdo produzido pela Lupa é de inteira responsabilidade da agência e não pode ser publicado, transmitido, reescrito ou redistribuído sem autorização prévia.

A Agência Lupa é membro verificado da International Fact-checking Network (IFCN). Cumpre os cinco princípios éticos estabelecidos pela rede de checadores e passa por auditorias independentes todos os anos

A Lupa está infringindo esse código? Clique aqui e fale com a IFCN

 

Esse conteúdo foi útil?

1 2 3 4 5

Você concorda com o resultado desta checagem?

Sim Não

Leia também

SIGNATORY- International Fact-Checking Network
Etiquetas
VERDADEIRO
A informação está comprovadamente correta
VERDADEIRO, MAS
A informação está correta, mas o leitor merece mais explicações
AINDA É CEDO PARA DIZER
A informação pode vir a ser verdadeira. Ainda não é
EXAGERADO
A informação está no caminho correto, mas houve exagero
CONTRADITÓRIO
A informação contradiz outra difundida antes pela mesma fonte
SUBESTIMADO
Os dados são mais graves do que a informação
INSUSTENTÁVEL
Não há dados públicos que comprovem a informação
FALSO
A informação está comprovadamente incorreta
DE OLHO
Etiqueta de monitoramento
Seções
Arquivo