Tem certeza que deseja sair da sua conta?

#Verificamos: Vídeos das manifestações de 7 de setembro de 2021 circulam como se fossem atuais

Rio de Janeiro | lupa@lupa.news
02.maio.2022 | 18h17 |

Circulam no WhatsApp quatro vídeos que mostram manifestações pró-Jair Bolsonaro (PL) e contra o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), supostamente realizadas no dia 1º de maio, data em que se celebra o Dia do Trabalho. As quatro gravações mostram atos em cidades como Brasília, Rio de Janeiro e São Paulo. Por WhatsApp, leitores da Lupa sugeriram que esse conteúdo fosse analisado. Confira a seguir o trabalho de verificação​:
“1º de maio de 2022. Rio de Janeiro. Lula ladrão seu lugar é na prisão”
Texto em vídeo compartilhado no WhatsApp

FALSO

O vídeo analisado pela Lupa é antigo. Embora tenham sido registradas manifestações no último domingo (1º) na cidade do Rio de Janeiro, o vídeo que circula no WhatsApp foi gravado no ano passado. O registro foi feito originalmente em 7 de setembro de 2021, e não em 1º de maio de 2022. Apenas o letreiro foi adicionado digitalmente para levar usuários a equivocadamente entender que se trata de uma filmagem recente.

Uma busca reversa das imagens em plataformas como o Google mostra que as cenas que aparecem na filmagem correspondem aos mesmos registros das manifestações realizadas no Rio em 7 de setembro do ano passado. O vídeo que circula atualmente foi gravado a partir da sacada de um prédio e foi publicado pela primeira vez em um perfil no Twitter. É possível notar que a voz que se escuta ao fundo, de uma mulher, diz exatamente a mesma frase (“meu pai do céu, gente”). Na ocasião, apoiadores de Bolsonaro se reuniram na orla de Copacabana em um protesto com pauta antidemocrática. Outras imagens feitas nesse dia mostram várias quadras do bairro tomadas por manifestantes. 

Já as cenas sobre as manifestações realizadas no dia 1º de maio na cidade mostram que o volume de pessoas foi menor se comparado a 7 de setembro do ano passado. No Rio, foram realizados atos tanto a favor do ex-presidente Lula quanto a favor do presidente Jair Bolsonaro. Em Copacabana, o mesmo bairro que aparece nessa gravação viral, de fato apoiadores de Bolsonaro se reuniram na avenida Atlântica. Os atos favoráveis ao petista foram realizados na região do Aterro do Flamengo.



“Esse vídeo é de hoje”
Legenda que circula junto com vídeo compartilhado no WhatsApp

FALSO

O vídeo analisado pela Lupa é antigo. A gravação foi feita no dia 7 de setembro de 2021 em Brasília, quando o presidente Jair Bolsonaro participou de uma manifestação para celebrar o Dia da Independência com seus apoiadores. Na ocasião, a multidão cantou o hino nacional para comemorar a data e demonstrar seu apoio ao presidente. Bolsonaro também esteve em São Paulo naquela data. 

Atualmente, usuários vêm publicando esse vídeo nas redes sociais, indicando que as imagens são dos atos pró-Bolsonaro que aconteceram no último domingo (1º) – o que é falso. 



“A verdadeira pesquisa. Podem começar a chorar!!”
Texto em vídeo compartilhado no WhatsApp

FALSO

O vídeo analisado pela Lupa é antigo. As imagens foram registradas no dia 7 de setembro de 2021 em Brasília e não têm relação com os atos que aconteceram a favor do presidente Bolsonaro no último domingo  (1º). Em setembro, Bolsonaro esteve em São Paulo e em Brasília para discursar para apoiadores.

Na internet, uma busca reversa mostra imagens desse dia gravadas de outros ângulos. Comparando as imagens, é possível ver uma longa faixa verde e amarela entre o carro de som e o Palácio Itamaraty, no canto esquerdo superior do vídeo, nos primeiros segundos. Também é possível notar que os prédios e propagandas presentes nos vídeos são iguais, além de considerar o espaço específico de Brasília que o carro de som está localizado


“Ato pró pro Bolsonaro, no dia primeiro de Maio 2022 [em São Paulo]”
Vídeo compartilhado no WhatsApp

FALSO

O vídeo analisado pela Lupa é antigo. Diferentemente do que sugere a publicação, a gravação foi feita em 7 de setembro de 2021 e não tem qualquer relação com as manifestações realizadas no último domingo (1º) nas principais capitais do Brasil. Uma busca reversa das imagens mostra que essa mesma filmagem foi publicada pela primeira vez no ano passado e mostra os atos do Dia da Independência na Avenida Paulista, em São Paulo. Um trecho dessa mesma gravação foi publicada, inclusive, no perfil no Twitter do presidente Jair Bolsonaro (PL) naquela ocasião

Detalhes como a grande faixa em verde e amarelo levada por manifestantes na avenida, mostrada por vários veículos de imprensa (Jovem Pan, UOL e Estadão, entre outros)  naquele dia, evidenciam que a cena é antiga. 

Além disso, os registros na imprensa sobre as manifestações realizadas no último domingo (1º)  em São Paulo mostram que o número de participantes foi menor do que o que aparece nas imagens.

Esta‌ ‌verificação ‌foi sugerida por leitores através do WhatsApp da Lupa. Caso tenha alguma sugestão de verificação, entre em contato conosco pelo número +55 21 99193-3751.

Editado por: Maurício Moraes

O conteúdo produzido pela Lupa é de inteira responsabilidade da agência e não pode ser publicado, transmitido, reescrito ou redistribuído sem autorização prévia.

A Agência Lupa é membro verificado da International Fact-checking Network (IFCN). Cumpre os cinco princípios éticos estabelecidos pela rede de checadores e passa por auditorias independentes todos os anos

A Lupa está infringindo esse código? Clique aqui e fale com a IFCN

 

Esse conteúdo foi útil?

1 2 3 4 5

Você concorda com o resultado desta checagem?

Sim Não

Leia também

SIGNATORY- International Fact-Checking Network
Etiquetas
VERDADEIRO
A informação está comprovadamente correta
VERDADEIRO, MAS
A informação está correta, mas o leitor merece mais explicações
AINDA É CEDO PARA DIZER
A informação pode vir a ser verdadeira. Ainda não é
EXAGERADO
A informação está no caminho correto, mas houve exagero
CONTRADITÓRIO
A informação contradiz outra difundida antes pela mesma fonte
SUBESTIMADO
Os dados são mais graves do que a informação
INSUSTENTÁVEL
Não há dados públicos que comprovem a informação
FALSO
A informação está comprovadamente incorreta
DE OLHO
Etiqueta de monitoramento
Seções
Arquivo