questões de estilo

Correio literário

Como chegar (ou não chegar) a ser escritor

Wisława Szymborska
Conselho a um aspirante a escritor: “Tudo neste mundo se desgasta com o uso constante, menos as regras gramaticais. Faça uso delas sem medo – tem bastante para todos.”
Conselho a um aspirante a escritor: “Tudo neste mundo se desgasta com o uso constante, menos as regras gramaticais. Faça uso delas sem medo – tem bastante para todos.” ILUSTRAÇÃO_NEGREIROS_2018

Tradução e apresentação de Regina Przybycien

O nome é difícil – Wisława Szymborska – e a língua na qual ela escreveu – o polonês, com suas fileiras de consoantes – é quase inconcebível para os brasileiros. Apesar disso, a poeta tornou-se conhecida e estimada entre os leitores no Brasil, principalmente depois da publicação de duas coletâneas: Poemas (2011) e Um Amor Feliz (2016), ambas pela Companhia das Letras.

MATÉRIA FECHADA PARA ASSINANTES
Para acessar, assine a piauí

Wisława Szymborska

Wisława Szymborska (1923–2012), poeta polonesa, ganhou o Prêmio Nobel de Literatura de 1996

Leia também

Últimas Mais Lidas

O Irlandês – memória e maldição

Filme de Scorsese alcança grandeza ao fazer acerto de contas do diretor com sua obra

Fragmentos de vida e morte

Os 300 dias de luto e espera das famílias de pessoas engolidas pela lama em Brumadinho

Foro de Teresina #77: Lula solto, crise na Bolívia e o novo partido de Bolsonaro

O podcast de política da piauí discute os principais fatos da semana

Trégua negociada atrás das grades

Documento do sistema penitenciário mostra como chefes do tráfico presos em Rondônia disputam à distância o controle da Rocinha

Bolsonaro, Marielle e a tempestade no Twitter

Entre os voos para Brasília e a presença do então deputado na Câmara, tempo apertado afasta hipótese de que Bolsonaro estivesse no Rio para receber acusado de matar vereadora  

Ruptura de bolsonaristas com PSL ganhou asas no Twitter

Disputa por controle do partido impulsionou menções a Eduardo e Joice na rede

Scorsese pede para se explicar

Quem sonha em fazer filmes enfrenta situação brutal, afirma cineasta

Silêncio na “República de Curitiba”

Com Lula solto, acampamentos de militantes se desfazem, e capital paranaense volta à rotina

Mais textos
1

Trégua negociada atrás das grades

Documento do sistema penitenciário mostra como chefes do tráfico presos em Rondônia disputam à distância o controle da Rocinha

2

Bolsonaro, Marielle e a tempestade no Twitter

Entre os voos para Brasília e a presença do então deputado na Câmara, tempo apertado afasta hipótese de que Bolsonaro estivesse no Rio para receber acusado de matar vereadora  

3

A chicana

Uma floresta contra o autódromo de Crivella e Bolsonaro

4

Fragmentos de vida e morte

Os 300 dias de luto e espera das famílias de pessoas engolidas pela lama em Brumadinho

5

A vida dos outros e a minha

Memórias de uma estudante brasileira fichada pela Stasi

7

O estelionatário

O brasileiro que enganou um mafioso italiano, políticos panamenhos e Donald Trump

8

Foro de Teresina #77: Lula solto, crise na Bolívia e o novo partido de Bolsonaro

O podcast de política da piauí discute os principais fatos da semana

9

Scorsese pede para se explicar

Quem sonha em fazer filmes enfrenta situação brutal, afirma cineasta

10

Letra preta

Os negros na imprensa brasileira