questões de família & sociedade

O enigma e o demógrafo

Vida de professor mineiro é um espelho da virada populacional que ele ajudou a detectar e que explica boa parte do desemprego baixo, mesmo em época de crescimento fraco

Rafael Cariello
José Alberto de Carvalho (sentado, de óculos e cabelo comprido) com os dez irmãos, a mãe e o tio padre nos anos 70, época em que notou a queda no tamanho das famílias brasileiras
José Alberto de Carvalho (sentado, de óculos e cabelo comprido) com os dez irmãos, a mãe e o tio padre nos anos 70, época em que notou a queda no tamanho das famílias brasileiras FOTO: ÁLBUM DE FAMÍLIA

Na manhã da Quinta-Feira Santa, em março, o professor José Alberto Magno de Carvalho levantou-se cedo para pescar. Munido de um caniço simples, sem molinete, levava dois tipos de isca – milho verde, guardado num pequeno pote de vidro, e uma espécie de massa de pão, feita com farinha de trigo, leite e fubá.

Caminhou despreocupado, como fizera na véspera, até o rio parcialmente represado que corre nos fundos da sede de sua fazenda, em São Vicente de Minas, um pequeno município de 7 mil habitantes distante quatro horas de carro de Belo Horizonte. Havia chegado à cidade, onde também nasceu e passou a infância, dois dias antes.

MATÉRIA FECHADA PARA ASSINANTES

Rafael Cariello

Editor da piauí. Foi editorialista da Folha de S.Paulo e correspondente do jornal em Nova York

Leia também

Últimas Mais Lidas

Bons de meme, ruins de voto

Nomes bizarros viralizam, mas têm fraco desempenho nas urnas

Perigo à vista! – razões de sobra para nos preocuparmos

Ancine atravessa a crise como se navegasse em águas tranquilas, com medidas insuficientes sobre os efeitos da pandemia

Retrato Narrado #4: A construção do mito

De atacante dos militares a goleiro dos conservadores: Bolsonaro constrói sua história política

A renda básica, o teto de gastos e o silêncio das elites

Desafio é fazer caber no orçamento de 2021 um programa mais robusto que o Bolsa Família e mais viável em termos fiscais que o auxílio emergencial

A culpa é de Saturno e Capricórnio, tá ok?

Como Maricy Vogel se tornou a astróloga preferida dos bolsonaristas 

Um satélite oculto

Governo declara sigilo sobre decisões de Junta que analisa gastos públicos e complica a mal contada história do equipamento de 145 milhões para monitorar a Amazônia

Cresce força de PMs na política

Entre profissionais da segurança pública que se candidataram, proporção de eleitos triplicou de 2010 a 2018

Mais textos
5

Procura-se um presidente

Dependência virtual e extremismo de Bolsonaro precipitam corrida política no campo da direita

6

Lucrativa como chocolate

Ex-investidores de Wall Street e os herdeiros de Bob Marley disputam os bilhões da cannabis legalizada nos Estados Unidos

7

O labor de Papai Noel

Papai Noel demais em uma única noite de Natal

8

Temer estuda pedir Estados Unidos em casamento para Brasil não quebrar

Uma ideia ousada surgiu numa reunião de Michel Temer com seus assessores mais próximos nesta tarde. Moreira Franco sugeriu que “já está na hora de o Brasil arrumar um esposo” para não correr o risco de quebrar.

10

A hora mais escura – exigências da verdade

O filme dirigido por Kathryn Bigelow a partir do roteiro de Mark Boal tem duas fragilidades – a legenda na abertura e o close final de Maya, a analista da CIA interpretada por Jessica Chastain. Entre esses dois extremos, porém, há duas horas e meia de bom cinema.