questões pouco diplomáticas

Obama nas alturas

O Brasil ficou fora do radar da campanha da reeleição do presidente americano, e não é mau que continue assim

Marcos de Azambuja
O Brasil tem amplos terrenos para continuar a crescer sem que nossa trajetória colida com as preocupações vitais de outros países. Temos a mais confortável das situações geoestratégicas
O Brasil tem amplos terrenos para continuar a crescer sem que nossa trajetória colida com as preocupações vitais de outros países. Temos a mais confortável das situações geoestratégicas FOTO: SAUL LOEB_AFP

A famosa imagem mostra Franklin Roosevelt e Getúlio Vargas em Natal, às margens do rio Potengi, em janeiro de 1943. Os Estados Unidos começavam a ganhar a Segunda Guerra Mundial e a se fazerem senhores do mundo, e o Brasil entrava no conflito do lado certo. Com isso, iria começar a ganhar pontos importantes na busca da elevação de sua inserção internacional, processo longo e exigente no qual estamos ainda metidos.

O que os Estados Unidos queriam era poder dispor de uma grande base de operações no saliente do Nordeste brasileiro, e daí cruzar o Atlântico Sul e transferir tropas e equipamento para a campanha que logo se iniciaria para a conquista de todo o norte da África. Não era objetivo secundário ou acessório, mas parte essencial da própria viabilidade de uma imensa operação militar.

MATÉRIA FECHADA PARA ASSINANTES

Marcos de Azambuja

Diplomata, foi secretário-geral do Itamaraty e embaixador do Brasil em Buenos Aires e Paris. É coautor de História da Paz, da Contexto

Leia também

Últimas Mais Lidas

Quem ri com Bolsonaro

Na porta do Alvorada, empresário apoia agressão a jornalista; nas redes, estratégia bolsonarista amplia alcance de ataques

Seguro sinistro

Despachante de "associações de proteção" oferece prêmio a policiais para recuperar carros roubados no Rio

Foro de Teresina #89: As mentiras de Bolsonaro, a caserna no Planalto e os tiros contra Cid Gomes

O podcast de política da piauí discute os principais fatos da semana

Tanque atropela patinete

Militares e policiais acendem pavio para implodir agenda de Paulo Guedes

Greve, motim e chantagem pelo poder

Bolsonaro usa demandas dos policiais para enfraquecer governadores, em especial os de oposição

“A jornalistas, oferecem dinheiro ou chumbo”

Repórter reconstitui assassinato do jornalista Léo Veras e lembra rotina de violência do narcotráfico na região

O Farol – fantasia extravagante 

Escassez de opções e presença de Willem Dafoe levam colunista a cair no conto do “horror cósmico com toques sobrenaturais”

Coronavírus espreita a Olimpíada

A cinco meses dos jogos, Tóquio vê turistas fugirem e máscaras acabarem

Maria Vai Com as Outras #1: A necessidade faz o sapo pular

A camelô Maria de Lourdes e a costureira Alessandra Reis falam da rotina como profissionais autônomas num mercado informal: o das calçadas do Centro do Rio e o da Marquês de Sapucaí

Mais textos
1

Greve, motim e chantagem pelo poder

Bolsonaro usa demandas dos policiais para enfraquecer governadores, em especial os de oposição

2

Quem ri com Bolsonaro

Na porta do Alvorada, empresário apoia agressão a jornalista; nas redes, estratégia bolsonarista amplia alcance de ataques

3

A pensão de 107 anos

Herdeiros de servidor público receberam legalmente benefício da Previdência de 1912 a 2019 – atravessando nove moedas e trinta presidentes brasileiros

5

Laudos, versões e milícia

Documentos e imagens da casa onde miliciano Adriano da Nóbrega foi morto contradizem relato de policiais sobre operação

6

Tanque atropela patinete

Militares e policiais acendem pavio para implodir agenda de Paulo Guedes

7

Coronavírus espreita a Olimpíada

A cinco meses dos jogos, Tóquio vê turistas fugirem e máscaras acabarem

8

Seguro sinistro

Despachante de "associações de proteção" oferece prêmio a policiais para recuperar carros roubados no Rio

9

Foro de Teresina #89: As mentiras de Bolsonaro, a caserna no Planalto e os tiros contra Cid Gomes

O podcast de política da piauí discute os principais fatos da semana

10

“A jornalistas, oferecem dinheiro ou chumbo”

Repórter reconstitui assassinato do jornalista Léo Veras e lembra rotina de violência do narcotráfico na região