colaboradores

Plêiade internacional de talentos

Gente da Polônia, da Alemanha, do Peru, da Inglaterra, da França, dos Estados Unidos e até do Brasil em piauí

<i>Fotografia do 11 de setembro</i>, de Szymborska: “A fotografia os manteve em vida e agora os preserva acima da terra rumo à terra”
Fotografia do 11 de setembro, de Szymborska: “A fotografia os manteve em vida e agora os preserva acima da terra rumo à terra” FOTO: JOSE JIMENEZ_PRIMERA HORA_GETTY IMAGES NEWS

Luís Carlos Silva Eiras [Assim caminhava a universidade], jornalista e analista de sistemas, é editor do blog otestedeturing.blogspot.com.

Marcos Caetano [Os sungas-pretas], comentarista dos canais ESPN, é colunista de O Estado de S. Paulo e do sítio NoMínimo.

Dorrit Harazim [A peste], editora de piauí, dirigiu os documentários da série Travessias.

Os irmãos Marian BlasbergAnita Blasberg [Encontro na masmorra], jornalistas alemães, colaboram no jornal Die Ziet. Tradução de Sergio Flaksman.

Jane Mayer [A América bate e combate com Jack Bauer], jornalista americana, trabalha na revista The New Yorker. Tradução de Sergio Flaksman.

Eduardo Filipe [A volta dos que não foram] é artista plástico e cartunista.

Luiz Maklouf Carvalho [Blitz!] é repórter de piauí, autor de Já vi esse filme, publicado pela Geração Editorial.

Lawrence Weschler [Monumentos em miniatura], escritor e jornalista americano, dirige o Instituto de Humanidades da Universidade de Nova York. Autor de Um milagre, um universo, editado pela Companhia das Letras. Tradução de Sergio Flaksman.

Tony Judt [O espectro da revolução], escritor e historiador inglês, dirige o Instituto Eric Remarque da Universidade de Nova York. O artigo é um trecho do livro O pós-guerra, a ser lançado, em agosto, pela editora Objetiva. Tradução de José Roberto O’Shea.

Edward Sorel [Norman Mailer], cartunista americano, é autor e ilustrador de livros infantis.

Julio Ramón Ribeyro [Só para fumantes], 1929-1994, escritor peruano que se exilou em Paris nos anos 60, terá seu primeiro livro lançado no Brasil, em junho, pela CosacNaify: Só para fumantes, do qual foram tirados os excertos aqui publicados.

Walnice Nogueira Galvão [Hipocorísticos e suarabáctis] é escritora e ensaísta. Autora de As musas sob assédio: literatura e indústria cultural no Brasil (Senac), lançará em breve, pela editora Lazuli, O tapete afegão.

Wislawa Szymborska [Poesias] é poeta polonesa, ganhadora do Prêmio Nobel de Literatura de 1996. Tradução de Sylvio Fraga Neto e Danuta Haczynska da Nóbrega (com a colaboração de Daniel Belquer em Fotografia do 11 de setembro). O discurso de Szymborska na entrega do Nobel foi traduzido por Rubens Figueiredo. As aquarelas são de Fabio Cardoso.

Marcel Gotlib [No embalo] é escritor e cartunista francês.

Alexandre Barbosa de SouzaLeonardo Silva Prado [Aracy de Almeida, mulher do futuro] preparam uma biografia da cantora. Souza é editor e Prado tem um bar na Vila Madalena, em São Paulo, o São Cristóvão, no qual os leitores de piauí são tratados com grande deferência e desvelo.

Chantecler [Quem não faz, leva] é multimídia: escreve para televisão e jornal, joga futebol, é ator, costura, chuleia e, nas horas vagas, faz crochê e horóscopo. Torcemos para que nenhum leitor acerte sua identidade. Há dois meses ninguém ganha uma assinatura.

Sergio Arapuã de Andrade [Ora, bolas], publicitário e escritor, publicou Ora, bolas! (Francisco Alves) e O futebol dos imbecis e os imbecis do futebol (Conex).

Nelson Sargento [O cachorro], sambista no morro da Mangueira, compositor de “Agoniza mas não morre”, completou 82 anos.

 

ilustrações e cartuns em homenagem ao Dia das Mães: Adão Iturrusgarai, Andrés Sandoval, Cassio Loredano, Dana Fradon, David Jacobson, Fabio Cardoso, Jaguar, Reinaldo, Roz Chast.

Leia também

Últimas Mais Lidas

O Irlandês – memória e maldição

Filme de Scorsese alcança grandeza ao fazer acerto de contas do diretor com sua obra

Fragmentos de vida e morte

Os 300 dias de luto e espera das famílias de pessoas engolidas pela lama em Brumadinho

Foro de Teresina #77: Lula solto, crise na Bolívia e o novo partido de Bolsonaro

O podcast de política da piauí discute os principais fatos da semana

Trégua negociada atrás das grades

Documento do sistema penitenciário mostra como chefes do tráfico presos em Rondônia disputam à distância o controle da Rocinha

Bolsonaro, Marielle e a tempestade no Twitter

Entre os voos para Brasília e a presença do então deputado na Câmara, tempo apertado afasta hipótese de que Bolsonaro estivesse no Rio para receber acusado de matar vereadora  

Ruptura de bolsonaristas com PSL ganhou asas no Twitter

Disputa por controle do partido impulsionou menções a Eduardo e Joice na rede

Scorsese pede para se explicar

Quem sonha em fazer filmes enfrenta situação brutal, afirma cineasta

Silêncio na “República de Curitiba”

Com Lula solto, acampamentos de militantes se desfazem, e capital paranaense volta à rotina

Mais textos
1

Trégua negociada atrás das grades

Documento do sistema penitenciário mostra como chefes do tráfico presos em Rondônia disputam à distância o controle da Rocinha

2

Bolsonaro, Marielle e a tempestade no Twitter

Entre os voos para Brasília e a presença do então deputado na Câmara, tempo apertado afasta hipótese de que Bolsonaro estivesse no Rio para receber acusado de matar vereadora  

3

A chicana

Uma floresta contra o autódromo de Crivella e Bolsonaro

4

A vida dos outros e a minha

Memórias de uma estudante brasileira fichada pela Stasi

5

Silêncio na “República de Curitiba”

Com Lula solto, acampamentos de militantes se desfazem, e capital paranaense volta à rotina

6

O estelionatário

O brasileiro que enganou um mafioso italiano, políticos panamenhos e Donald Trump

8

Começo para uma história sem fim

Como uma foto, um porteiro e um livro de registros complicaram ainda mais a investigação do caso Marielle

9

Fragmentos de vida e morte

Os 300 dias de luto e espera das famílias de pessoas engolidas pela lama em Brumadinho

10

Scorsese pede para se explicar

Quem sonha em fazer filmes enfrenta situação brutal, afirma cineasta