edição do mês

Na piauí_161

A capa e os destaques da revista que começa a chegar às bancas esta semana

03fev2020_14h45

O criador à mercê de sua criatura. Esse é o resumo da história de Frankenstein, e qualquer semelhança com o que acontece em Brasília é apenas coincidência. Com a capa do ilustrador Caio Borges, a piauí_161 começa a chegar às bancas nesta terça-feira, 4 de fevereiro.

A reportagem de capa conta a história e o funcionamento do RenovaBR, a escola de políticos que diz não ter ideologia e está formando candidatos para as eleições deste ano.

Enquanto isso, Tatiana Roque busca formas de combater o ceticismo e o discurso anticientífico que têm proliferado na política, em O negacionismo do poder.

Sardinhas versus tubarões descreve o movimento inusitado de jovens italianos contra o populismo do governo de extrema direita de Matteo Salvini.

Nos Estados Unidos, Jeff Bezos, o megaempresário dono da Amazon, tenta forçar o mundo a comungar de seus valores. Na reportagem O grande plano, o jornalista Franklin Foer, da revista The Atlantic, investiga os métodos de Bezos e onde ele quer chegar.

No Der Bolsozappen Reichszeitung, as conversas heroicas e patrióticas de Bolsonaro e seus subordinados, na rede social mais nacional-socialista do Brasil.

Pelas Esquinas, um dia no Santuário Nacional da Umbanda, uma feijoada suíça em homenagem a Paulo Freire, a volta do DJ Renan da Penha aos bailes funks do Rio de Janeiro e as polêmicas de uma deputada portuguesa.

Leia também

Últimas Mais Lidas

Quem ri com Bolsonaro

Na porta do Alvorada, empresário apoia agressão a jornalista; nas redes, estratégia bolsonarista amplia alcance de ataques

Seguro sinistro

Despachante de "associações de proteção" oferece prêmio a policiais para recuperar carros roubados no Rio

Foro de Teresina #89: As mentiras de Bolsonaro, a caserna no Planalto e os tiros contra Cid Gomes

O podcast de política da piauí discute os principais fatos da semana

Tanque atropela patinete

Militares e policiais acendem pavio para implodir agenda de Paulo Guedes

Greve, motim e chantagem pelo poder

Bolsonaro usa demandas dos policiais para enfraquecer governadores, em especial os de oposição

“A jornalistas, oferecem dinheiro ou chumbo”

Repórter reconstitui assassinato do jornalista Léo Veras e lembra rotina de violência do narcotráfico na região

O Farol – fantasia extravagante 

Escassez de opções e presença de Willem Dafoe levam colunista a cair no conto do “horror cósmico com toques sobrenaturais”

Coronavírus espreita a Olimpíada

A cinco meses dos jogos, Tóquio vê turistas fugirem e máscaras acabarem

Maria Vai Com as Outras #1: A necessidade faz o sapo pular

A camelô Maria de Lourdes e a costureira Alessandra Reis falam da rotina como profissionais autônomas num mercado informal: o das calçadas do Centro do Rio e o da Marquês de Sapucaí

Mais textos
1

Greve, motim e chantagem pelo poder

Bolsonaro usa demandas dos policiais para enfraquecer governadores, em especial os de oposição

2

Laudos, versões e milícia

Documentos e imagens da casa onde miliciano Adriano da Nóbrega foi morto contradizem relato de policiais sobre operação

3

A pensão de 107 anos

Herdeiros de servidor público receberam legalmente benefício da Previdência de 1912 a 2019 – atravessando nove moedas e trinta presidentes brasileiros

4

Quem ri com Bolsonaro

Na porta do Alvorada, empresário apoia agressão a jornalista; nas redes, estratégia bolsonarista amplia alcance de ataques

6

Asfaltando a Amazônia

Bolsonaro inaugura trecho de rodovia federal e planeja mais mil quilômetros cortando áreas protegidas de floresta no Norte do Pará

7

Tanque atropela patinete

Militares e policiais acendem pavio para implodir agenda de Paulo Guedes

8

Coronavírus espreita a Olimpíada

A cinco meses dos jogos, Tóquio vê turistas fugirem e máscaras acabarem

9

Seguro sinistro

Despachante de "associações de proteção" oferece prêmio a policiais para recuperar carros roubados no Rio

10

“A jornalistas, oferecem dinheiro ou chumbo”

Repórter reconstitui assassinato do jornalista Léo Veras e lembra rotina de violência do narcotráfico na região