Pelintras e padilhas: a dança dos corpos encantados

Oescritor e historiador Luiz Antônio Simas explica neste texto a origem de entidades das macumbas brasileiras e sua articulação com as ruas – e por que elas desafiam uma sociedade fundada na lógica da contenção dos corpos.

*