cartas

Prezados @leitores

Notas aleatórias da redação aos comentários sobre a revista nas redes sociais

22dez2017_15h01

Em respeito às centenas de leitores – e até não leitores que escrevem diariamente ou instantaneamente sobre a piauí nas redes sociais, a direção da revista selecionou algumas mensagens para serem respondidas.

Durante os últimos dias, nosso editor vasculhou o Twitter e o Facebook e escolheu os comentários mais elogiosos, abusados ou nonsense de 2017.

Ei-los:

1. Carlos Nazário sobre o vídeo “Por trás da capa”, com nossa diretora de arte, Maria Cecilia Marra:

Nota desapegada da redação: Muito obrigado, Nazário, mas você está exagerando. Nem sempre acertamos. Exemplo: um dos profissionais pátrios que demos para valorizar é o Roberto Kaz, repórter aqui da redação. No caso, produzimos uma bolha especulativa. Ele não vale metade do que ganha.

2. Sobre a capa da piauí_131, de agosto, com o Lula crucificado:

Nota severa da redação: É pouco, Thiago. Quando a alta cúpula da revista viu a capa, interrompeu o retiro religioso mensal para submeter os responsáveis da obra grotesca a um julgamento sumário inspirado pelo rito jurídico Talibã. A Justiça foi feita, glória a Deus.

3. Sobre a periodicidade e espessura da revista:

Nota apreensiva da redação: Douglas, tua mãe e nós andamos preocupados contigo. Não está na hora de você arrumar um empreguinho? Ajudar nas contas da casa? Ocupar melhor o teu tempo?

Nota geriátrica da redação: Se a proposta do Douglas aí de cima vingar, a próxima edição da piauí te acompanhará até a decrepitude.

4. Sobre a receita para a intelectualidade:

Nota histórica da redação: O próprio Beethoven não compunha uma só melodia sem antes ler a piauí de capa a capa. Parece que ficou surdo ao tomar um tapa do vizinho, que o viu furtando o exemplar da revista (exemplar dele, vizinho) num mês em que a entrega atrasou. Já Hegel tentou ler a piauí e achou difícil.

5. Sobre a carta dos advogados do ex-procurador Marcello Miller após a publicação da reportagem “Anatomia de uma delação”, na piauí_133:

Resposta honesta da redação: A gente inventa.

6. Sobre a edição de outubro:

Nota realista da redação: Você só escreveu isso porque ainda não tinha visto a edição de novembro…

7. Sobre a ilustração da artista russa Nadia Khuzina para a capa de novembro da piauí:

Nota de Vladimir Putin: Работает дистанционно с помощью пульта дистанционного управления: это те журналисты, которых мы больше всего восхищаем.

8. Sobre o tamanho da piauí:

Nota dermatológica da edição: Não, não, a piauí não foi feita para ser atochada numa mochila. Vivemos num país tropical de sol inclemente. Entre 10 da manhã e 5 da tarde, segure-a acima da cabeça para se proteger dos raios ultravioleta. Isso evitará melanomas vários e envelhecimento precoce. Não é outra a razão pela qual a piauí é recomendada pela Sociedade Brasileira de Oncologia e conta com o endosso entusiástico da Anvisa. Resumo: ao invés de gastar uma fortuna com protetor solar fator 60, assine a revista.

9. Sobre ideias para o futuro:

Nota sincera da redação: Dado os tipos que trabalham nessa redação, é mais provável que a gente crie uma seção sobre cultura canalhista. PIAUEVIL. Cannabis é coisa de bicho-grilo vegetariano que se preocupa com o destino do planeta. Temos mais afinidade com Maluf, Garotinho, Cabral, Geddel, Aécio, Palocci.

Leia também

Últimas Mais Lidas

A eleição de nariz tampado

Resultado da votação terá impacto direto na decisão do Reino Unido de manter ou não o Brexit; isolamento do país e direitos sociais estão em jogo

Foro de Teresina #81: A popularidade de Bolsonaro, o pacote anticrime sem Moro e as fake news na mira

O podcast de política da piauí discute os principais fatos da semana

Memória do óleo

Mais de um mês depois da chegada do petróleo numa praia do Sul da Bahia, voluntários anônimos enfrentam o cansaço, o sol e a exaustão mental para tentar limpar até a última mancha

Ele e eu – Dziga Vertov em apuros

Biografia de cineasta russo lembra relação estreita entre arte e resistência

Alcolumbre ganha asas

Presidente do Senado toma o lugar de Eduardo Bolsonaro e se torna um dos políticos mais citados em novembro

Maria Vai Com as Outras #8: Feminismo negro

A socióloga Márcia Lima encerra a terceira temporada numa gravação especial com participação da plateia

China leva churrasco brasileiro

Peste dizima rebanho suíno chinês; para suprir demanda externa, picanha bovina sobe até 33% nos supermercados do Brasil

Uísque com sopapos

Presidente da Firjan consegue aprovar mudança em regra eleitoral que lhe permite disputar nono mandato; disputa sucessória causa confusão em happy hour de empresários

Foro de Teresina #80: A tragédia em Paraisópolis, o desaforo de Trump e a cultura do desaforo

O podcast de política da piauí discute os principais fatos da semana

Mais textos
1

Contagem regressiva

A responsabilidade do campo democrático para evitar a catástrofe

2

China leva churrasco brasileiro

Peste dizima rebanho suíno chinês; para suprir demanda externa, picanha bovina sobe até 33% nos supermercados do Brasil

3

Conversão na fé ou na marra

Diante da ameaça de facção criminosa no Acre, integrantes de grupo rival têm de optar entre aderir a invasores ou entrar para igrejas evangélicas – e gravar vídeos como prova

4

Memória do óleo

Mais de um mês depois da chegada do petróleo numa praia do Sul da Bahia, voluntários anônimos enfrentam o cansaço, o sol e a exaustão mental para tentar limpar até a última mancha

5

A eleição de nariz tampado

Resultado da votação terá impacto direto na decisão do Reino Unido de manter ou não o Brexit; isolamento do país e direitos sociais estão em jogo

6

Uísque com sopapos

Presidente da Firjan consegue aprovar mudança em regra eleitoral que lhe permite disputar nono mandato; disputa sucessória causa confusão em happy hour de empresários

7

O minibolsonarista

Um menino que adora fardas

9

O fiador

A trajetória e as polêmicas do economista Paulo Guedes, o ultraliberal que se casou por conveniência com Jair Bolsonaro

10

O sapo escaldado da democracia

Prisão de brigadistas aumenta mais um grau em ambiente de autoritarismo lento e irrestrito