polêmica

Respostas a Benamê Kamu Almudras

Professores contestam o texto Parece revolução, mas é só neoliberalismo

11fev2021_08h39
Intervenção de Paula Cardoso sobre foto de Hirotoshi Ito de sua obra Escárnio
Intervenção de Paula Cardoso sobre foto de Hirotoshi Ito de sua obra Escárnio

Desde que o texto Parece revolução, mas é só neoliberalismo foi publicado na piauí_172, de janeiro de 2021, a revista tem recebido manifestações por escrito de diversos professores universitários contestando as ideias expressas pelo autor. Para estimular o debate, a piauí publica nos links abaixo as respostas ao texto.

O artigo original defende que muitas das contestações de estudantes contra as práticas da universidade pública brasileira e seu corpo docente são fruto de uma atitude “neoliberal”, que entende a escola como “um supermercado ou um restaurante” e os professores como “serviçais privados”, cuja função é satisfazer os desejos do aluno-cliente. Para o autor, essa atitude resvala, inclusive, no autoritarismo, praticado por estudantes tanto à direita do espectro político como à esquerda.

Dada sua dimensão polêmica, o texto vem assinado pelo pseudônimo Benamê Kamu Almudras, que se identifica apenas como docente de uma universidade pública em São Paulo. “Nestes tempos de cruzadas autoritárias moralistas e de narcisismo midiático neoliberal, uma crítica como a que fiz aqui tem de lançar mão da privacidade autoral como escudo e refúgio”, diz o autor.

 

Leia as respostas ao texto de Benamê Kamu Almudras:

PARECE DEMOCRÁTICA, MAS É AUTORITÁRIA

A universidade precisa aprender a lidar, na prática, com as desigualdades estruturais do Brasil

ÉRICO ANDRADE

*

NEM REVOLUCIONÁRIOS NEM NEOLIBERAIS

Dialogar com os alunos à luz das demandas atuais é essencial para o futuro da universidade pública

MARCUS AURELIO TABORDA DE OLIVEIRA

*

DIÁLOGOS POSSÍVEIS

É preciso ampliar o debate acadêmico para escapar das lógicas binárias que produzem os conflitos entre estudantes e professores

PROFESSORAS DA USP

*

PRISIONEIROS DO NEOLIBERALISMO

O Brasil colocou de lado a verdadeira revolução a se fazer no ensino

CRISTOVAM BUARQUE

 

 



Leia também

Últimas

Bolsonaros cumprem quarentena

Enquanto o presidente sabota medidas para frear o coronavírus no país, seus parentes se beneficiam do lockdown em Eldorado, no interior paulista

Isolamento militar

Exército contrariou negacionismo de Bolsonaro, exigiu máscara, impôs distanciamento contra a Covid - e isso custou cargo a general

Foro de Teresina #145: Com fome, com sufoco, com tudo

O podcast de política da piauí discute os principais fatos da semana

Combate à corrupção exige democracia

Após extinção da Lava Jato, procuradores da força-tarefa no Rio fazem balanço, apontam erros e dizem que trabalho não acabou 

“Temos de cobrar dos governos vacina e informação”

Pesquisador da Universidade de Vermont faz sucesso ensinando como usar máscaras PFF2

Lei fura fila da vacina

Projeto que estimula vacinação privada divide o país entre quem tem direito e quem tem “mais direito”

Duelo negacionista

Governador afastado e vice que assumiu em seu lugar competem para ver quem é mais bolsonarista enquanto Santa Catarina bate recorde de mortes por Covid

Mais textos