Igualdades

Uma motosserra na mão e um projeto na cabeça

Emily Almeida e Carol Cavaleiro
13maio2019_10h08

Projeto de lei apresentado pelos senadores Flávio Bolsonaro (PSL-RJ) e Marcio Bittar (MDB-AC) quer revogar lei de 2012 que obriga toda propriedade rural a manter parte da vegetação nativa – a chamada reserva legal. A porcentagem mínima de preservação varia de acordo com o tipo de bioma. Por exemplo, em áreas de florestas na Amazônia, é de 80%.

A piauí analisou o impacto que a aprovação do projeto pode causar na emissão de CO2e, o dióxido de carbono equivalente, usado para medir as emissões de todos os gases de efeito estufa.

 

 

Entre 1990 e 2017, o Brasil emitiu 66,7 bilhões de toneladas de CO2e. Se o projeto for aprovado e toda a área afetada por ele for desmatada, a estimativa é que provoque emissões de 64,9 bilhões de toneladas de CO2e – mesma quantidade lançada na atmosfera pelo Brasil em 27 anos.

 

 

O espaço sob risco de ser desmatado (156,7 milhões de hectares*) equivale a seis vezes a área do estado de São Paulo (24,8 milhões de hectares).

 

 

A China é o maior emissor de CO2e no mundo e, em 2014, lançou 12 bilhões de toneladas na atmosfera. O desmatamento da área protegida pela reserva legal no Brasil jogaria na atmosfera 64,9 bilhões de toneladas de CO2e – o mesmo que cinco anos de emissões chinesas.

 

 

A liberação de CO2e no Brasil por mudanças no uso da terra – categoria que inclui a derrubada de florestas – chegou a 955 milhões de toneladas em 2017. Com a aprovação do projeto, o número seria 68 vezes maior.

 

 

Com a aprovação do projeto, a estimativa é de que, só no bioma Amazônia, as árvores deixem de jogar 2 bilhões de m³ de água por dia na atmosfera, em um processo chamado evapotranspiração. Isso equivale a 2,6 vezes a água consumida no município do Rio de Janeiro em 2017 (772 milhões de m³).

 

 

A Caatinga abrange 11% do território nacional, e seu desmatamento significaria a liberação de 1,3 bilhão de toneladas de CO2e na atmosfera – quase sete vezes as emissões anuais de todos os veículos terrestres no Brasil.

 

 

Se aprovado, o projeto representaria a perda de 12 milhões de hectares de Mata Atlântica no Brasil. É a mesma área de florestas tropicais perdidas em todo o mundo no ano de 2018.

 

Fontes: Cálculos estimados e conservadores feitos por Tasso Azevedo, coordenador técnico do Observatório do Clima e coordenador geral do MapBiomas, com base no Sistema de Estimativas de Emissões e Remoções de Gases de Efeito Estufa (Seeg); IBGE; Climate Watch; Instituto de Pesquisa Ambiental da Amazônia (IPAM); Revista Nature; Sistema Nacional de Informações sobre Saneamento (SNIS); World Resources Institute (WRI).

*Foram desconsideradas as Áreas de Preservação Permanente (APP) no cálculo da área.

Emily Almeida (siga @emilycfalmeida no Twitter)

É estagiária de jornalismo da piauí. Antes, trabalhou no jornal O Globo

Carol Cavaleiro (siga @revistapiaui no Twitter)

Carol Cavaleiro é infografista.

leia mais

Últimas Mais Lidas

Foro de Teresina #77: Lula solto, crise na Bolívia e o novo partido de Bolsonaro

O podcast de política da piauí discute os principais fatos da semana

Trégua negociada atrás das grades

Documento do sistema penitenciário mostra como chefes do tráfico presos em Rondônia disputam à distância o controle da Rocinha

Bolsonaro, Marielle e a tempestade no Twitter

Entre os voos para Brasília e a presença do então deputado na Câmara, tempo apertado afasta hipótese de que Bolsonaro estivesse no Rio para receber acusado de matar vereadora  

Ruptura de bolsonaristas com PSL ganhou asas no Twitter

Disputa por controle do partido impulsionou menções a Eduardo e Joice na rede

Scorsese pede para se explicar

Quem sonha em fazer filmes enfrenta situação brutal, afirma cineasta

Silêncio na “República de Curitiba”

Com Lula solto, acampamentos de militantes se desfazem, e capital paranaense volta à rotina

Projeto da piauí é um dos vencedores de desafio do Google

"Refinaria de Histórias" vai transformar reportagens em séries, filmes e documentários

Maria Vai Com as Outras #6 – parte II: Trans – Gênero, corpo e trabalho

A advogada Márcia Rocha fala sobre a inserção de pessoas trans no mercado de trabalho formal

PT e aliados preparam campanha Lula-2022

Solto, ex-presidente vai percorrer o país e comandar oposição a Bolsonaro

Mais textos
1

Trégua negociada atrás das grades

Documento do sistema penitenciário mostra como chefes do tráfico presos em Rondônia disputam à distância o controle da Rocinha

2

Começo para uma história sem fim

Como uma foto, um porteiro e um livro de registros complicaram ainda mais a investigação do caso Marielle

3

Bolsonaro, Marielle e a tempestade no Twitter

Entre os voos para Brasília e a presença do então deputado na Câmara, tempo apertado afasta hipótese de que Bolsonaro estivesse no Rio para receber acusado de matar vereadora  

4

A vida dos outros e a minha

Memórias de uma estudante brasileira fichada pela Stasi

5

Silêncio na “República de Curitiba”

Com Lula solto, acampamentos de militantes se desfazem, e capital paranaense volta à rotina

6

O estelionatário

O brasileiro que enganou um mafioso italiano, políticos panamenhos e Donald Trump

7

PT e aliados preparam campanha Lula-2022

Solto, ex-presidente vai percorrer o país e comandar oposição a Bolsonaro

10

O índio contra o império

Enquanto articula uma frente antiamericana com a Venezuela e o Irã, o presidente Evo Morales diz que, se a Petrobras não investir no país, confiscará os campos de gás da companhia