festival piauí de jornalismo

Uma repórter no coração do poder

Há quatro décadas Jane Mayer investiga Casa Branca; reportagem sobre Trump pode ganhar novo capítulo com processo de impeachment do presidente americano

01out2019_10h40

“Com o presidente atormentado por escândalos, audiências no Congresso e até conversas sobre impeachment, a Fox tem sido ao mesmo tempo seu escudo e sua espada. A Casa Branca e a Fox interagem tão perfeitamente que é difícil determinar, em um determinado ciclo de notícias, quem está seguindo quem”, escreveu a jornalista Jane Mayer, em março passado. Sua reportagem em que esmiuçou em detalhes a relação de Donald Trump com o canal de TV de Rupert Murdoch teve grande repercussão – e agora, com o processo de impeachment de Trump em curso, pode ganhar um novo capítulo. 

Mayer revelou que a Fox News tinha a informação sobre a compra do silêncio da atriz pornô Stormy Daniels por advogados de Trump ainda durante a campanha eleitoral, mas optou por não divulgá-la. E que, uma vez no cargo, o presidente pressionou o Departamento de Justiça para impedir um negócio que podia prejudicar os interesses de Murdoch, dono da 21st Century Fox: a compra da Time Warner, dona da CNN, pela  AT&T. Descobriu ainda que Trump tem um caderninho em que registra suas “notas por lealdade” aos âncoras da Fox, de quem toma conselhos e dicas. “Há uma coordenação de narrativa que eu nunca vi em nenhuma outra gestão na Casa Branca”, diz a repórter.

Mayer sabe do que está falando. Aos 64 anos, dos quais quase 40 dedicados à cobertura jornalística em Washington, ela testemunhou – e escreveu sobre – o escândalo dos Irã-Contras, na gestão de Ronald Reagan, a fabricação de manuais de tortura pela CIA, sob George Bush, e o papel crucial dos irmãos Koch na emergência da extrema direita americana. Em 2010, quando ninguém ainda falava do assunto, contou na New Yorker como alguns dos empresários mais ricos dos Estados Unidos investiam pesadamente na formação de lideranças de direita. Depois que a matéria foi publicada, Mayer foi investigada por detetives particulares e acusada de plágio por sites ligados ao movimento conservador. A investigação não descobriu nada, e a acusação de plágio se provou falsa. Dado o impacto de suas reportagens, uma das perguntas que Jane Mayer mais ouve é “o que você anda aprontando?”

 A julgar pelo que ela mesma disse há alguns meses à revista Elle, pouca coisa não é. “Eu ando bastante obcecada com o que aconteceu com Trump. Como ele foi eleito em 2016? Ainda não parece muito certo. Como foi que tudo ficou tão feio e dividido?” No próximo sábado, Mayer vai responder a essa e outras perguntas no palco do Festival Piauí de Jornalismo, no auditório da Faap. A conversa será conduzida pela repórter Malu Gaspar, da Piauí, e pelo jornalista André Petry. Esperamos você lá. 

 

Leia também

Últimas Mais Lidas

The world without the Amazon

A climate model predicts the effects of turning the forest into cattle pastures: 25% less rain in Brazil and higher temperatures, with “catastrophic” consequences for agriculture and energy production

Six conclusions about a model of the world without the Amazon

The price that Brazil and the world will pay if the forest continues to be cut down so that livestock can graze

Vazamento de óleo avança, plano de controle patina

Manchas se aproximam dos corais de Abrolhos; especialistas cobram do governo federal transparência em uso de programa para conter derrames de óleo

Ascensão e queda de um ex-Van Gogh

Tela do Masp atribuída ao pintor holandês tem autoria revista e inspira debate sobre valor artístico

Um bicheiro no centro do poder

A rede de assassinatos, amizades e dinheiro que cerca Jamil Name no Mato Grosso do Sul

Seis conclusões sobre o modelo do mundo sem a Amazônia 

O preço que o Brasil e o mundo pagarão caso a floresta continue a ser derrubada para dar lugar à pecuária

O mundo sem a Amazônia

Modelo climático prevê efeitos da conversão da floresta em pasto: diminuição de 25% das chuvas no Brasil e aumento da temperatura, com prejuízo "catastrófico" para agricultura e produção de energia

Foro de Teresina #73: Autofagia no governo, crise na oposição e o óleo nas praias do Nordeste

O podcast de política da piauí discute os principais fatos da semana

Domingo – um dia especial

Filme paga preço alto ao ser lançado agora, quando expectativa de “nova era” se mostrou ilusória

O novo Posto Ipiranga

Ex-capitão do Exército transformado em ministro da Infraestrutura cresce no Twitter e na agenda positiva do governo Bolsonaro 

Mais textos
1

Brasil mais longe da Europa

“Efeito Bolsonaro” afasta turistas europeus e prejudica negócios

2

Um bicheiro no centro do poder

A rede de assassinatos, amizades e dinheiro que cerca Jamil Name no Mato Grosso do Sul

3

Fala grossa e salto fino

As façanhas de Joice Hasselmann, do rádio ao Congresso

4

O mundo sem a Amazônia

Modelo climático prevê efeitos da conversão da floresta em pasto: diminuição de 25% das chuvas no Brasil e aumento da temperatura, com prejuízo "catastrófico" para agricultura e produção de energia

5

O novo Posto Ipiranga

Ex-capitão do Exército transformado em ministro da Infraestrutura cresce no Twitter e na agenda positiva do governo Bolsonaro 

7

Mitificação de Eduardo, demonização da esquerda

Em evento bolsonarista, filho do presidente e ministros apresentam rivais como mal radical, em sintoma da deterioração democrática no país

10

Foro de Teresina #73: Autofagia no governo, crise na oposição e o óleo nas praias do Nordeste

O podcast de política da piauí discute os principais fatos da semana