Em parceria com Bradesco, faculdade de Gilmar Mendes oferece curso de contabilidade criativa

27set2017_19h09

ABADIÂNIA – O Instituto Brasiliense de Direito Público (IDP) é conhecido pelos cargos de prestígio que o seu corpo docente ocupa no Judiciário. Há professores juízes de primeira instância, desembargadores, ministros do Tribunal Superior Eleitoral e do Supremo.

Na manhã desta quarta-feira, Gilmar Mendes, o mais conhecido dentre os sócios da faculdade, delineou os planos do IDP para os próximos semestres. “Podemos dizer sem sombra que dúvida que os nossos ex-alunos já são hegemônicos como operadores da Justiça”, afirmou o ministro do STF, “nossos formados abocanham 86,9% das vagas do Ministério Público e três de cada duas posições nas cortes de primeira instância”, que concluiu afirmando que “já é hora de avançar sobre o mundo financeiro”.

Em parceria com o banco Bradesco, o IDP oferecerá a partir de outubro o primeiro curso de pós-graduação latíssimo sensu em contabilidade criativa. Destinado a gestores públicos e privados, o curso trará em sua grade disciplinas como “o caso Enron: o que deu certo”, “agiotagem reversa” e “Jesus, o maior rentista de todos os tempos”.

A ex-presidente Dilma Roussef será responsável por ministrar a aula magna que dará início ao curso. O ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, e do Planejamento, Dyogo Oliveira, já confirmaram presença.