Tony Judt

Tony Judt (1948–2010), historiador inglês, é o autor de Pós-Guerra, da Objetiva.

histórias publicadas

questões de geopolítica

Os democratas querem a guerra?

Em campanha eleitoral, os falcões liberais apelam para a autoridade moral dos ex-dissidentes do Leste Europeu e criticam os pacifistas para justificar a intervenção e a continuidade da ocupação

Sobre intelectuais e democracia
tribuna da história

Sobre intelectuais e democracia

Na situação atual, nossa principal tarefa não é imaginar mundos melhores, mas pensar em como evitar piores. O tipo de intelectual que delineia grandes horizontes idealizados e improváveis talvez não seja a pessoa a quem mais devemos prestar atenção

Mentes cativas
questões ideológicas

Mentes cativas

A melhor maneira de avaliar a escravidão a uma ideologia está na incapacidade coletiva para imaginar alternativas. E Margaret Thatcher, assim como os comunistas no pós-guerra, dizia: “Não há alternativa”

O que aprendemos, se é que aprendemos alguma coisa?
lições do século XX

O que aprendemos, se é que aprendemos alguma coisa?

De que serve o culto moralista da memória? Para que repetir "nunca mais" se a tortura de Estado voltou e é defendida por políticos e intelectuais?

O cosmopolita desenraizado
figuras da intelectualidade

O cosmopolita desenraizado

Durante três décadas, virtualmente sozinho, Edward Said abriu caminho para um debate sobre Israel, a Palestina e os Estados Unidos. Ao fazer isso, prestou um serviço público inestimável, correndo risco pessoal considerável

O espectro da revolução
anais da história européia

O espectro da revolução

Em maio do ano fatídico, as universidades estavam lotadas, a extrema-esquerda lia o jovem Marx, surgiam as butiques londrinas e a onda iconoclasta e autocomplacente se espalhava pela França, Itália e Alemanha