rádio piauí

Foro de Teresina #39: A fritura de Bebianno, a matança no Rio e os inimigos na Amazônia

Podcast de política da piauí discute os principais fatos da semana

14fev2019_17h51
ILUSTRAÇÃO: PAULA CARDOSO

Nesta semana, o Foro de Teresina discute a execração pública do ministro Gustavo Bebianno; a matança promovida pela Polícia Militar nas favelas do Rio de Janeiro; e as ameaças (reais ou imaginárias) à Amazônia.

Bloco 1: Crise no coração do governo
O secretário-geral do Planalto, Gustavo Bebianno, resiste aos ataques de Carlos Bolsonaro e coloca o presidente diante do dilema sobre o que é melhor para evitar mais crise: demiti-lo ou mantê-lo.

Bloco 2: Chacina no Rio
A operação da PM que matou quinze pessoas em favelas no Centro do Rio chocou pela brutalidade e escancarou a linha tênue entre a lei e o crime no estado.

Bloco 3: O que ameaça a floresta?
De olho na Amazônia, o Planalto espiona os debates da Igreja Católica, e o ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, coleciona gafes. Enquanto isso, ministros adiam sua ida à região para elaborar um plano de desenvolvimento.

>Links citados neste episódio:

As candidatas laranjas do PSL, reveladas em reportagens da Folha de S.Paulo: Maria de Lourdes Paixão, que obteve 400 mil reais do fundo partidário enquanto Bebianno era presidente do PSL; Érika Siqueira Santos, a ex-assessora de Bebianno que repassou parte do dinheiro recebido para uma gráfica de fachada, e as quatro mulheres patrocinadas pelo ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio.

A matéria da Folha de S.Paulo que relata a pressão de Bolsonaro para que Bebianno se demita.

Os tuítes em que Carlos Bolsonaro desmentiu Bebianno.

A entrevista que Bolsonaro deu à Record TV na noite do dia 13 de fevereiro.

A matéria do Jornal Nacional do dia 8 de fevereiro sobre os assassinatos cometidos pela polícia no morro do Fallet.

Os dados do Instituto de Segurança Pública que mostram que, em 2018, houve 1  532 mortes advindas de intervenções policiais no estado do Rio de Janeiro.

Em 2017, nove policiais foram presos por terem ajudado o Comando Vermelho a tomar a favela Cidade Alta, em Cordovil, Zona Norte do Rio.

O Estadão noticiou a preocupação do governo Bolsonaro em relação à Igreja Católica. A Abin (Agência Brasileira de Inteligência) está investigando uma suposta articulação de cardeais para o Sínodo sobre a Amazônia.

Entrevista do ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, no Roda Viva, em que ele afirmou que “Chico Mendes é irrelevante neste momento”.

*

Ficha técnica:
Apresentação: Fernando de Barros e Silva, José Roberto de Toledo e Malu Gaspar
Direção: Paula Scarpin
Edição: Mari Romano
Produção: Luiza Miguez, Luigi Mazza, Mari Faria e Ana Carolina Santos
Produção musical, finalização e mixagem: João Jabace
Música tema: Wânya Sales e Beto Boreno
Técnico de som: Danny Dee
Identidade visual: João Brizzi
Ilustração: Paula Cardoso
Distribuição: Luigi Mazza e Yasmin Santos
Coordenação digital: Kellen Moraes
Gravado no estúdio Rastro
Para falar com a equipe: forodeteresina@revistapiaui.com.br



mais rádio piauí

Últimas Mais Lidas

Cobaias ou heróis?

Cerca de 90 voluntários serão infectados por cientistas com o SARS-COV-2 para ajudar a responder...

Foro de Teresina #139: Liberalismo adernado e o tsunami

O podcast de política da piauí discute os principais fatos da semana

Variantes demais

Mutações dos Sars-CoV-2 demandam pesquisas sobre a eficácia das vacinas contra as novas cepas e...

Foro de Teresina #138: Mais armas, menos vacinas

O podcast de política da piauí discute os principais fatos da semana

Foro de Teresina #137: Pós-Lava Jato, pré-Arenão

O podcast de política da piauí discute os principais fatos da semana

Foro de Teresina #136: Todo poder ao Arenão

O podcast de política da piauí discute os principais fatos da semana

Foro de Teresina #135: Vacina pouca, meu braço primeiro

O podcast de política da piauí discute os principais fatos da semana

Foro de Teresina #134: Sem vacina, sem Trump, sem nada

O podcast de política da piauí discute os principais fatos da semana

Foro de Teresina #133: Pouca vacina, muita lambança

O podcast de política da piauí discute os principais fatos da semana

Sem sintoma, com Covid-19

Estudo descobre que os 29% de casos sem nenhum sintoma de Covid-19 têm a mesma...

Mais textos
1

Onze bilhões de reais e um barril de lágrimas

Luis Stuhlberger, o zero à esquerda que achava que nunca seria alguém, construiu o maior fundo multimercado fora dos Estados Unidos e, no meio da crise, deu mais uma tacada

3

A metástase

O assassinato de Marielle Franco e o avanço das milícias no Rio

7

Kadafi pede para ser julgado por Congresso Brasileiro

ATLÂNTIDA - Escondido no mesmo bunker já usado por Osama Bin Laden, Darth Vader, Hitler e José Dirceu, o ditador Muammar Kadafi fez chegar à RedeTV! uma mensagem em áudio na qual impõe uma única condição para se entregar: "Só aceito sair se for julgado pelo Congresso Brasileiro. Me comprometo a acatar todas as ásperas reprimendas e duras punições pelas quais os nobres deputados, sempre zelosos do melhor cumprimento da lei, vêm se notabilizando ao longo dos últimos anos. Na semana seguinte, já com a ficha limpa, quero me filiar ao PMDB", declarou em árabe, com leve sotaque maranhense.

8

A última moda da vida eterna

O ponto de Nova York onde ficava a megastore da Virgin vira uma loja que embrulha roupa barata com o Evangelho

9

Black Blocs anunciam lista de convocados para a Copa

AVENIDA PAULISTA - Centenas de vândalos atrapalharam o trânsito nesta manhã em São Paulo para anunciar a lista de black blocs convocados para a Copa. "Apostamos na força do nosso grupo e esperamos fazer uma boa campanha, com muita humildade, sempre respeitando os adversários", explicou um mascarado.

10

Reviravolta: FHC é pai de Strauss-Kahn

SORBONNE - Exames de DNA feitos na madrugada de ontem revelaram que Fernando Henrique é, sim, pai de Dominique Strauss-Kahn, do Real, do Cruzado, do Plano Bresser e da SUNAB, e não, como se pensava, de uma camareira da Guiné que trabalhava no hotel Sofitel de Nova York. "Recentemente, tenho ficado mais distraído e confesso que assinei o primeiro exame sem ler", festejou o ex-presidente, botando um baseado na roda. Também são seus filhos a Guarânia paraguaia, o Dólar nigeriano e o Franco senegalês.