=igualdades

Indústria têxtil demitiu o triplo que a indústria automotiva, na pandemia

Luigi Mazza, Marcos Amorozo e Renata Buono
13nov2020_10h25

A indústria brasileira sentiu desde o fim de março o baque causado pela pandemia. Linhas de produção foram paralisadas e trabalhadores foram para casa. Alguns setores sentiram a crise de forma mais aguda. Um dos segmentos mais atingidos foi a indústria têxtil, que fechou 70 mil vagas de emprego formal de março a setembro. Esse dado leva em conta a diferença entre o número de demissões e contratações no período. É um resultado três vezes pior do que o da indústria automotiva, que fechou 23 mil postos de trabalho.

Ao todo, o Brasil fechou 897 mil vagas de emprego formal desde a chegada da pandemia. Esse foi o saldo das 8,4 milhões de demissões e 7,5 milhões de admissões registradas desde março. Considerando a indústria como um todo, foram perdidas 99 mil vagas de emprego nesse período.

Com isso, a pandemia agravou a crise econômica que já existia antes dela. Em maio, havia 10,1 milhões de brasileiros desempregados. Em setembro, esse número bateu recorde, chegando a 13,5 milhões de pessoas, segundo o IBGE. É mais gente do que há na cidade de São Paulo, a mais populosa do Hemisfério Sul.

Fontes: Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged); IBGE.

Luigi Mazza (siga @LuigiMazzza no Twitter)

Repórter da piauí

Marcos Amorozo (siga @marcosamrz no Twitter)

Estagiário de jornalismo na piauí, é estudante da Universidade de Brasília (UnB)

Renata Buono (siga @revistapiaui no Twitter)

Renata Buono é designer e diretora do estúdio BuonoDisegno

Leia também

Últimas

Pressão oficial contra o aborto legal

Após pressão de conservadores, Ministério da Saúde publica nota condenando o aborto por telemedicina, adotado na pandemia

Terrivelmente terrível

Diversidade religiosa faz bem a um tribunal, mas Bolsonaro quer mesmo um vendilhão da Constituição – daí vem a força de André Mendonça para chegar ao Supremo

A cada minuto, oito mulheres agredidas

Pesquisa inédita mostra que, na pandemia, uma em cada quatro brasileiras sofreu algum tipo de violência

Invasão de privacidade com chancela oficial

Prefeituras violam lei de proteção de dados e expõem na internet informações pessoais de quem tomou ou espera vacina contra Covid

O devorador do Caribe chega ao Brasil

Como pesquisadores flagraram o peixe-leão em águas brasileiras e por que ele é uma praga

Mais textos