Igualdades

Infância violada

Emily Almeida, Amanda Rossi e Renata Buono
07out2019_17h40

O número de estupros no Brasil está em alta. Em 2018 foram 66 mil ocorrências, a maior  quantidade desde que o Fórum Brasileiro de Segurança Pública passou a levantar esses dados junto às polícias, em 2008. Mulheres são as principais vítimas. Entre elas, 3 de cada 4 são crianças ou adolescentes. Se o número de casos de 2018 se repetir este ano, 113 meninas ou adolescentes com até 19 anos serão estupradas hoje. Os números chocam, mas podem ser ainda maiores. O Ministério da Justiça estima que menos de 10% das vítimas de violência sexual notificam a polícia. A maioria dos agressores são conhecidos da vítima, e um grande número de estupros ocorre em casa. O =igualdades mostra o retrato dos estupros no Brasil.

Em 2018, os órgãos de segurança brasileiros registraram 181 estupros por dia no Brasil. É uma alta de 20% em relação a 2016, quando foram relatados 151 estupros por dia.   

Dentre as 181 pessoas estupradas por dia em 2018, 147 eram mulheres.

A grande maioria das vítimas são crianças e adolescentes. Entre as 147 mulheres estupradas por dia em 2018, 113 tinham de 0 a 19 anos. O maior grupo é de meninas com idade entre 10 e 13 anos, igual a 42 vítimas por dia.

Entre os 34 homens estuprados por dia em 2018, 25 eram crianças ou adolescentes. A faixa etária mais vulnerável é entre 5 e 9 anos, com 9 casos de estupro por dia.

Em 2018, meninas e adolescentes foram o grupo mais vulnerável a estupradores. A taxa de estupros na faixa etária de 0 a 19 anos foi 13,4 por 10 mil, seis vezes a encontrada no grupo de 20 a 49 anos (2,3 por 10 mil). 

Nos Estados Unidos, 4 de cada 10 vítimas de estupro tinham até 17 anos quando sofreram a violência. Já no Brasil, são 7 entre 10.

Entre meninas e adolescentes brasileiras, o perigo vem da própria família. A cada 13 estupros cometidos contra elas por desconhecidos, outros 18 são praticados por familiares.

Já entre mulheres adultas, a cada 1 estupro praticado por familiares, outros 13 são cometidos por desconhecidos.

Para as vítimas de estupro, nem a própria casa é um local seguro. Dos estupros contra mulheres com 20 anos ou mais, 5 a cada 10 ocorreram na residência da vítima. Na faixa etária de 0 a 19 anos, de cada 10 estupros, 6 ocorreram em casa. 

 

Fontes: Anuário Brasileiro de Segurança Pública, Sistema de Informação de Agravos de Notificação (Sinan – Ministério da Saúde), projeção populacional do IBGE, Centers for Disease Control and Prevention.

Dados abertos: Acesse a planilha que serviu de base para a reportagem.

E veja aqui o vídeo sobre o assunto:

 

Emily Almeida (siga @emilycfalmeida no Twitter)

É estagiária de jornalismo da piauí. Antes, trabalhou no jornal O Globo

Amanda Rossi

Jornalista, trabalhou na BBC, TV Globo e Estadão, e é autora do livro Moçambique, o Brasil é aqui

Renata Buono (siga @revistapiaui no Twitter)

Renata Buono é designer e diretora do estúdio BuonoDisegno

leia mais

Relacionadas Últimas

Trégua negociada atrás das grades

Documento do sistema penitenciário mostra como chefes do tráfico presos em Rondônia disputam à distância o controle da Rocinha

Bolsonaro, Marielle e a tempestade no Twitter

Entre os voos para Brasília e a presença do então deputado na Câmara, tempo apertado afasta hipótese de que Bolsonaro estivesse no Rio para receber acusado de matar vereadora  

Ruptura de bolsonaristas com PSL ganhou asas no Twitter

Disputa por controle do partido impulsionou menções a Eduardo e Joice na rede

Scorsese pede para se explicar

Quem sonha em fazer filmes enfrenta situação brutal, afirma cineasta

Silêncio na “República de Curitiba”

Com Lula solto, acampamentos de militantes se desfazem, e capital paranaense volta à rotina

Projeto da piauí é um dos vencedores de desafio do Google

"Refinaria de Histórias" vai transformar reportagens em séries, filmes e documentários

Maria Vai Com as Outras #6 – parte II: Trans – Gênero, corpo e trabalho

A advogada Márcia Rocha fala sobre a inserção de pessoas trans no mercado de trabalho formal

PT e aliados preparam campanha Lula-2022

Solto, ex-presidente vai percorrer o país e comandar oposição a Bolsonaro

Os donos do Supremo

Professora da FGV critica poder absoluto da presidência da Corte sobre pauta de votação: “Pode levar todo o tribunal para o buraco”

Mais textos
1

Começo para uma história sem fim

Como uma foto, um porteiro e um livro de registros complicaram ainda mais a investigação do caso Marielle

2

O estelionatário

O brasileiro que enganou um mafioso italiano, políticos panamenhos e Donald Trump

4

PT e aliados preparam campanha Lula-2022

Solto, ex-presidente vai percorrer o país e comandar oposição a Bolsonaro

6

Os donos do Supremo

Professora da FGV critica poder absoluto da presidência da Corte sobre pauta de votação: “Pode levar todo o tribunal para o buraco”

7

Foro de Teresina #76: O mistério da casa 58, o golpismo bolsonarista e o pacote de Paulo Guedes

O podcast de política da piauí discute os principais fatos da semana

8

A vida dos outros e a minha

Memórias de uma estudante brasileira fichada pela Stasi

9

Na piauí_158

A capa e os destaques da revista que começa a chegar às bancas

10

Silêncio na “República de Curitiba”

Com Lula solto, acampamentos de militantes se desfazem, e capital paranaense volta à rotina