rádio piauí

Maria Vai Com as Outras #3: O procedimento

No terceiro episódio desta temporada, três mulheres contam como e quando decidiram fazer um aborto

16mar2020_05h00
Juliana Reis e a silhueta de Arielle, pelo traço de Caio Borges
Juliana Reis e a silhueta de Arielle, pelo traço de Caio Borges

Com raras exceções, aborto no Brasil é crime. Isso significa que não basta uma mulher não ter condições emocionais ou financeiras, ou claramente não ter o desejo de ter um filho pra que ela possa interromper a gestação. Nesses contextos ou ela será condenada a uma maternidade compulsória ou, numa possibilidade remota e cada vez mais perigosa, ou vai recorrer a um método clandestino para realizar um aborto.

Foi o que fizeram Juliana Reis e Branca Vianna, as duas há mais de vinte anos, portanto tendo seu crimes já prescritos. Por isso hoje elas podem contar em que contexto tomaram essa decisão e como a veem anos depois. 

Mas, além delas, uma terceira mulher participa deste episódio: Arielle* conversou com o Maria Vai Com as Outras dias antes de viajar à Colômbia para fazer um aborto em melhores condições, já que está protegida juridicamente e com menor risco de morte do que se fizesse o procedimento ilegalmente no Brasil. Uma viagem promovida pelo Milhas pela Vida das Mulheres, projeto liderado por Juliana que reúne milhas aéreas doadas por anônimos e dá suporte jurídico a mulheres que querem e precisam realizar um aborto seguro.

Bloco 1 (01:49)
Foi no Facebook que a carioca Juliana Reis manifestou a ideia de ajudar mulheres a fazerem um aborto seguro fora do Brasil. Inspirada por uma reportagem da revista piauí, ela levou um tempo até conseguir angariar apoiadores suficientes pra que o Milhas pela Vida das Mulheres conseguisse ajudar a primeira mulher a sair do país. Para ela, a lei que criminaliza quem interrompe uma gestação indesejada está perto de ser derrubada.



Bloco 2 (24:21)
Arielle conversou com o Maria Vai com as Outras sem que ninguém da equipe soubesse seu nome, sua profissão ou de onde falava. O nome, fictício, foi o mesmo usado pelo Milhas pela Vida das Mulheres no contato para acertar os últimos detalhes da viagem que a levaria à Colômbia, na qual iria se submeter a um aborto em segurança física e sob proteção legal. 

RECADO IMPORTANTE:
Caso você ou alguém que você conheça tenha feito um aborto, não conte essa história em público caso ela tenha acontecido há menos de oito anos. É o tempo que leva para o crime prescrever no Brasil. 

 

Links citados no episódio:
Esta é página do projeto Milhas pela Vida das Mulheres.

No canal do YouTube Vozes da Igualdade, a ativista Debora Diniz explica sobre a prescrição do crime de aborto no Brasil e conta outras 52 histórias anônimas de quem passou por isso.

Neste PDF, a ONG Think Olga responde perguntas frequentes que recebe das leitoras sobre aborto. 

E aqui você acessa a reportagem da piauí com Rebeca Mendes, citada no programa. 

Para ouvir outros episódios, vá até a página do Maria.

*

Siga o Maria nas redes. Temos um perfil no Instagram e no Twitter, além de um grupo fechado para ouvintes no Facebook. Se quiser escrever para a produção do programa, mande um e-mail para: mariavaicomasoutras@revistapiaui.com.br.

O podcast é uma produção da Rádio Novelo para a revista piauí.

 

Ficha técnica:
Apresentação: Branca Vianna
Coordenação geral: Paula Scarpin
Produção: Mari Faria
Edição: Claudia Holanda
Finalização e mixagem: João Jabace
Redes sociais: Ana Beatriz Ribeiro
Vídeos: Mateus Coutinho
Coordenação digital: Kellen Moraes
Identidade visual: Cecilia Marra, Caio Borges e Paula Cardoso
Distribuição: Yasmin Santos
Engenheiro de som: Danny Dee
Gravado no Estúdio Rastro

mais rádio piauí

Últimas Mais Lidas

A Terra é redonda: Depois da pandemia

Especialistas discutem como ficam a saúde mental, a luta contra o racismo, a vigilância e...

Foro de Teresina #107: As guerras surdas de Bolsonaro

O podcast de política da piauí discute os principais fatos da semana

A Terra é redonda: Enigma submarino

Poluição, aquecimento global e pesca exagerada ameaçam riquezas oceânicas que mal conhecemos

Foro de Teresina #106: O presidente acuado

O podcast de política da piauí discute os principais fatos da semana

Foro de Teresina #105: Espremendo Bolsonaro

O podcast de política da piauí discute os principais fatos da semana

A Terra é redonda: Falsa epidemia

O consumo de drogas durante a quarentena no Brasil e as maneiras como o governo...

Foro de Teresina #104: As maquiagens de Bolsonaro

O podcast de política da piauí discute os principais fatos da semana

Foro de Teresina #103: As ameaças contra Bolsonaro

O podcast de política da piauí discute os principais fatos da semana

A Terra é redonda: Desnorteados

Hospitais saturados, indígenas ameaçados, desmatamento em alta: como a pandemia está afetando os povos e...

Mais textos
1

A morte e a morte

Jair Bolsonaro entre o gozo e o tédio

2

Polícia na porta, celular na privada

A prisão do juiz investigado sob suspeita de vender sentença por 6,9  milhões de reais – e que jogou dois telefones no vaso sanitário quando a PF chegou para buscá-lo

3

Mourão defende manter Pujol no comando do Exército

Vice afirma que general deve permanecer à frente da tropa até o fim do mandato de Bolsonaro, mas admite que não apita nas nomeações do presidente

4

Contra a besta-fera

A luta dos cientistas brasileiros para combater o vírus é dura – vai de propaganda enganosa a ameaça de morte

5

Um idiota perigoso incomoda muita gente

Memórias e reflexões sobre o tempo em que voltamos a empilhar cadáveres por causa de um vírus

6

Na terra dos sem SUS

Nos Estados Unidos, mães de jovens negros mortos pela polícia enfrentam a epidemia, o desemprego e o racismo

8

Tudo acaba em barro

Um coveiro em Manaus conta seu cotidiano durante a pandemia

9

A solidão de rambo

Suspeitas de corrupção e conluio com as milícias desmontam Wilson Witzel

10

PCC veste branco

Traficante da facção usou 38 clínicas médicas e odontológicas para lavar dinheiro, comprar insumos para o tráfico e socorrer “irmãos” baleados