rádio piauí

Maria Vai Com as Outras #4: Gênero, número e raça

Empresária do ramo da beleza e uma doutora em psicologia explicam como as grandes empresas veem, recebem e remuneram a mulher negra

30set2019_05h00
As convidadas Cida Bento e Rosane Terragno, pelo traço do ilustrador Caio Borges
As convidadas Cida Bento e Rosane Terragno, pelo traço do ilustrador Caio Borges

D e acordo com o último censo do IBGE, 51% da população brasileira se declara negra ou parda – um cálculo que não parece ter entrado no radar das grandes empresas, especialmente quando se fala da mulher negra. Não à toa, Rosane Terragno, empresária gaúcha do ramo da beleza, afirma que as negras parecem “invisíveis” aos olhos dos grandes nomes dos cosméticos que ela contacta para distribuir os cosméticos da marca que criou, cujo carro-chefe está nos tons de base para a pele negra. Por isso, Cida Bento, paulista, doutora em psicologia e fundadora do Centro de Estudos das Relações de Trabalho e da Diversidade, fala com Branca Vianna sobre esse tal filtro da invisibilidade que recai sobre essa parcela da população. 

Bloco 1
Rosane Terragno é empresária, dona da loja de produtos de beleza online Território da Beleza Poa e da marca de maquiagem Divas Bllack. Seus produtos foram criados para cuidar e embelezar as muitas variações da pele negra das brasileiras, uma vez que os artigos de beleza vindos dos Estados Unidos, formulados para mulheres de tipos diferentes, não conseguem o efeito que prometem pelas bandas de cá. Falando assim, parece óbvio que exista uma marca como essa, mas Rosane garante que grandes empresas ainda sustentam o argumento de que no Brasil não existe cliente, mulher, negra, interessada nesse universo e com dinheiro para gastar.

Bloco 2
Cida Bento é psicóloga social, fundadora do Centro de Estudos das Relações de Trabalho e da Diversidade e foi apontada recentemente pela revista The Economist como uma das cinquenta pessoas mais influentes do mundo no assunto diversidade. Criada na Zona Norte de São Paulo, com oito irmãos, filha de um motorista e de uma servente, se tornou executiva de RH numa empresa, e deixou o cargo quando constatou que as mulheres negras eram sempre preteridas nas contratações. Hoje, depois de estudar muito como funciona a discriminação racial dentro das corporações, ela é chamada por empresas para criar planos de ação para que essas companhias mudem seus quadros e se tornem mais diversas.

Citações no episódio: 



Aqui os tons de base para peles negras da Divas Bllack.

O canal Coisas de uma Chacheada, de Gill Viana, blogueira que Rosana cita na entrevista. 

*

Novos episódios do podcast são publicados quinzenalmente, às segundas, a partir das 5h, em todos os aplicativos de podcasts e aqui no site da piauí.

Para ouvir programas anteriores, acesse a página do Maria.

Siga o Maria nas redes. Temos um perfil no Instagram e no Twitter, além de um grupo fechado para ouvintes no Facebook. Se quiser escrever para a produção do programa, mande um e-mail para: mariavaicomasoutras@revistapiaui.com.br.

O podcast é uma produção da Rádio Novelo para a revista piauí.

*

Ouça o episódio bônus, uma entrevista com a atriz Zahy Guajajara. Ela fala das oportunidades que teve na profissão por ser índia e reconhece o risco de, pelo mesmo motivo, ser estigmatizada.

Ficha técnica:
Apresentação: Branca Vianna
Direção: Paula Scarpin
Produção: Mari Faria
Edição: Mari Romano
Finalização e mixagem: João Jabace
Redes sociais: Ana Beatriz Ribeiro
Vídeos: Desiré Taconi
Coordenação digital: Kellen Moraes
Identidade visual: Cecilia Marra, Caio Borges e Paula Cardoso
Distribuição: Luigi Mazza, Yasmin Santos, Júlia Sena e Ana Carolina Santos
Engenheiro de som: Danny Dee
Gravado no Estúdio Rastro

mais rádio piauí

Últimas Mais Lidas

A Terra é redonda: Depois da pandemia

Especialistas discutem como ficam a saúde mental, a luta contra o racismo, a vigilância e...

Foro de Teresina #107: As guerras surdas de Bolsonaro

O podcast de política da piauí discute os principais fatos da semana

A Terra é redonda: Enigma submarino

Poluição, aquecimento global e pesca exagerada ameaçam riquezas oceânicas que mal conhecemos

Foro de Teresina #106: O presidente acuado

O podcast de política da piauí discute os principais fatos da semana

Foro de Teresina #105: Espremendo Bolsonaro

O podcast de política da piauí discute os principais fatos da semana

A Terra é redonda: Falsa epidemia

O consumo de drogas durante a quarentena no Brasil e as maneiras como o governo...

Foro de Teresina #104: As maquiagens de Bolsonaro

O podcast de política da piauí discute os principais fatos da semana

Foro de Teresina #103: As ameaças contra Bolsonaro

O podcast de política da piauí discute os principais fatos da semana

A Terra é redonda: Desnorteados

Hospitais saturados, indígenas ameaçados, desmatamento em alta: como a pandemia está afetando os povos e...

Mais textos
1

A morte e a morte

Jair Bolsonaro entre o gozo e o tédio

2

Polícia na porta, celular na privada

A prisão do juiz investigado sob suspeita de vender sentença por 6,9  milhões de reais – e que jogou dois telefones no vaso sanitário quando a PF chegou para buscá-lo

3

Mourão defende manter Pujol no comando do Exército

Vice afirma que general deve permanecer à frente da tropa até o fim do mandato de Bolsonaro, mas admite que não apita nas nomeações do presidente

4

Contra a besta-fera

A luta dos cientistas brasileiros para combater o vírus é dura – vai de propaganda enganosa a ameaça de morte

5

Um idiota perigoso incomoda muita gente

Memórias e reflexões sobre o tempo em que voltamos a empilhar cadáveres por causa de um vírus

6

Na terra dos sem SUS

Nos Estados Unidos, mães de jovens negros mortos pela polícia enfrentam a epidemia, o desemprego e o racismo

8

Tudo acaba em barro

Um coveiro em Manaus conta seu cotidiano durante a pandemia

9

A solidão de rambo

Suspeitas de corrupção e conluio com as milícias desmontam Wilson Witzel

10

PCC veste branco

Traficante da facção usou 38 clínicas médicas e odontológicas para lavar dinheiro, comprar insumos para o tráfico e socorrer “irmãos” baleados