rádio piauí

Maria Vai Com as Outras #5: Crime e castigo contra a mulher

Uma socióloga e uma defensora pública falam dos efeitos que a violência tem na vida profissional das mulheres

14out2019_05h00
As entrevistadas pelo traço de Caio Borges

No quinto episódio da terceira temporada do Maria Vai Com as Outras, Branca Vianna conversa com duas especialistas sobre as consequências da violência doméstica na vida laboral das mulheres.

Tradicionalmente, o podcast ouve as experiências pessoais de suas entrevistadas mas, desta vez, optamos por abordar este assunto, tão delicado e difícil, de maneira diferente. Te convidamos a ouvir no primeiro bloco a socióloga paulista Wania Pasinato, que se dedica a estudar o assunto e desmistificar, por exemplo, a impressão de que mulheres de baixa renda sofrem mais violência do que outras.

No segundo bloco, quem fala com a gente é a defensora pública gaúcha Tatiana Boeira, e aqui, é importante fazer um aviso: Ela defende uma mulher condenada por não estar presente em casa para defender seu bebê morto pelo pai num crime violentíssimo, por isso, se para você for muito difícil ouvir esse tipo de relato, a gente pede para você esperar um pouco que aguarde um novo episódio que estará no ar em duas semanas. 

Bloco 1
Wania Pasinato trabalha como consultora para a implementação de políticas públicas de enfrentamento de violência contra a mulher. Socióloga, ela se debruçou num estudo publicado em agosto de 2019 que confrontou teorias feministas, de gênero e patriarcado, com teorias econômicas, e como cada um desses campos explica a violência contra a mulher. Uma das conclusões é que aumentar o poder econômico de uma mulher não garante que ela vá sair de uma situação de agressão doméstica – seja verbal, emocional, física ou patrimonial.



Bloco 2
Nesta entrevista, a defensora pública do Rio Grande do Sul Tatiana Kosby Boeira fala do caso de Tatiane da Silva, condenada a 24 anos de prisão por omissão porque estava trabalhando quando o marido, usuário de crack e envolvido com o tráfico, matou o filho caçula, ainda bebê. Tatiane, que perdeu a guarda dos outros dois filhos mais velhos, já tinha procurado ajuda por conta da violência que sofria.

Citações no episódio:

O estudo citado por Wania Pasinato, publicado pelo Ipea, pode ser lido aqui.

E um estudo publicado pela ONU que mostra o impacto da violência doméstica sobre a produtividade das mulheres pode ser lido aqui

O Núcleo de Estudos de Gênero Pagu, da Unicamp, e o Núcleo de Estudos da Violência da USP, também publicam artigos e pesquisas sobre o tema, entre eles alguns produzidos pela entrevistada Wania Pasinato.

Tomamos conhecimento do caso citado por Tatiana Boeira nesta reportagem quando a matéria sobre a misoginia na Justiça brasileira foi publicada pela Revista Galileu em março de 2018 sobre a misoginia na justiça brasileira. 

Denuncie os casos de violência contra a mulher discando 180 de qualquer telefone e em qualquer estado brasileiro. 

*

Novos episódios do podcast são publicados quinzenalmente, às segundas, a partir das 5h, em todos os aplicativos de podcasts e aqui no site da piauí.

Para ouvir programas anteriores, acesse a página do Maria.

Siga o Maria nas redes. Temos um perfil no Instagram e no Twitter, além de um grupo fechado para ouvintes no Facebook. Se quiser escrever para a produção do programa, mande um e-mail para: mariavaicomasoutras@revistapiaui.com.br.

O podcast é uma produção da Rádio Novelo para a revista piauí.

*

Neste bônus sobre violência e justiça, a advogada Denise Dora fala sobre os recortes econômicos e de raça que fazem a Lei Maria da Penha ineficiente para uma parcela da população.

Ficha técnica:
Apresentação: Branca Vianna
Direção: Paula Scarpin
Produção: Mari Faria
Edição: Evelin Argenta e Mari Romano
Finalização e mixagem: João Jabace
Redes sociais: Ana Beatriz Ribeiro
Vídeos: Desiré Taconi
Coordenação digital: Kellen Moraes
Identidade visual: Cecilia Marra, Caio Borges e Paula Cardoso
Distribuição: Ana Carolina Santos, Júlia Sena, Luigi Mazza e Yasmin Santos
Engenheiro de som: Danny Dee
Gravado no Estúdio Rastro

mais rádio piauí

Últimas Mais Lidas

Podcast Praia dos Ossos chega ao último episódio

Ouça já o capítulo final da série produzida pela Rádio Novelo

Quando gente vira cobaia

Fernando Reinach explica quais são e como funcionam os controles que existem para cientistas não...

Foro de Teresina #124: O bolsonarismo frita seus generais

O podcast de política da piauí discute os principais fatos da semana

Praia dos Ossos: penúltimo episódio já está disponível

Série em podcast produzida pela Rádio Novelo chega à fase final

Os 26% de infectados e a vacinação

Enquete sorológica descobriu que 1 em cada 4 paulistanos já têm anticorpos contra o Sars-CoV-2....

Foro de Teresina #123: Bolsonaro sem vacina

O podcast de política da piauí discute os principais fatos da semana

Retrato Narrado #4: A construção do mito

De atacante dos militares a goleiro dos conservadores: Bolsonaro constrói sua história política

Praia dos Ossos: ouça o sexto episódio

Podcast original da Rádio Novelo reconta o assassinato de Ângela Diniz

Cães, gatos e coronavírus

Estudo pesquisou se cachorros e felinos domésticos contraem o Sars-CoV-2, se transmitem para outros cães...

Foro de Teresina #122: O Rap, o futebol e uma cueca cheia de dinheiro

O podcast de política da piauí discute os principais fatos da semana

Mais textos
4

Dado Dolabella exige que seus namoros sejam cobertos pelo SUS

RIO DE JANEIRO – O ator, cantor e enfant terrible Dado Dolabella declarou ontem que tem mais de dez anos de bons serviços prestados à saúde pública brasileira "sem jamais ter recebido um tostão por isso”. Dolabella se referia à afirmação do ministro da Saúde, José Gomes Temporão, segundo a qual o sexo é um dos meios mais eficientes para combater a hipertensão, um mal que aflige uma fatia crescente da população brasileira.

5

Os melhores momentos do futebol-arte

O que Van Gogh, Manet e Edvard Munch têm a dizer sobre o nobre esporte

7

Mikhail Zygar e a Rússia de Vladimir Putin

Mikhail Zygar conversou com João Moreira Salles, editor da piauí, e Raul Juste Lores, da Folha de S.Paulo. Zygar passou os últimos dezesseis anos – desde que Vladimir Putin assumiu o poder na Rússia – entrevistando pessoas ligadas direta e indiretamente ao presidente e ao Kremlin.

9

Margalit Fox e os perfis póstumos de heróis e heroínas anônimos

Assista a um trecho da participação de Margalit Fox no primeiro dia de evento

10

O bispo e os bicheiros

Os contraventores do Carnaval carioca ajudaram a eleger o prefeito Marcelo Crivella. Estão arrependidos