rádio piauí

Maria vai com as outras #5: Não me chamo mãe

Uma cozinheira e uma professora de química contam como a maternidade afetou suas escolhas profissionais

25mar2019_05h00
As convidadas Nádya e Piti, pelo traço do ilustrador Caio Borges
As convidadas Nádya e Piti, pelo traço do ilustrador Caio Borges

Nádya Pesce da Silveira foi mãe nos anos 80, e fala sobre a decisão de deixar os filhos no Brasil ao fazer o doutorado e, alguns a anos depois, o pós-doutorado no exterior. A diretora do Instituto de Química da Universidade Federal do Rio Grande do Sul acredita que não teria tido o mesmo sucesso na carreira se tivesse aberto mão dessas oportunidades.

Já Piti Lacerda, ao ver sua rotina como cozinheira em um restaurante se tornar incompatível com a chegada da primeira filha, foi obrigada a abrir o próprio negócio para poder conciliar o trabalho e a maternidade. Hoje, grávida pela segunda vez, ela trabalha 7 dias por semana em sua confeitaria caseira. Só trabalhando em casa e sem patrão, Piti consegue dar conta dos cuidados com a filha.

No quinto episódio desta temporada do Maria vai com as outras, dedicado a como as questões relativas ao corpo da mulher se relacionam com o mercado de trabalho, as entrevistadas falam sobre gravidez, maternidade e escolhas profissionais.

Bloco 1
Nádya Pesce é diretora do Instituto de Química da Universidade Federal do Rio Grande do Sul e mãe de dois filhos frutos de dois casamentos. Ao longo das trajetórias como química industrial e como mãe, enfrentou dúvidas e julgamentos de familiares e colegas de trabalho sobre suas escolhas profissionais – fosse pelas jornadas exaustivas no laboratório, fosse pela decisão de fazer sua Pós-Graduação no exterior.

Bloco 2
Mãe de uma menina e grávida de outra, Piti Lacerda decidiu dar uma guinada em sua trajetória profissional depois de uma gravidez não planejada, e deixou o emprego como auxiliar em um restaurante tradicional para trabalhar como autônoma na cozinha de casa. Além das reflexões sobre a maternidade sendo tratada como problema por alguns chefes e colegas, ela fala sobre divisão doméstica do trabalho e da dificuldade para amamentar – experiências que ela já está acostumada a dividir numa comunidade online chamada Não me chamo mãe, que emprestou o nome ao episódio.

Maria vai com as outras tem um grupo de debate no Facebook. Clique aqui para participar. Estamos também no Twitter. Siga nosso perfil neste link.

O programa vai ao ar quinzenalmente às segundas-feiras pela manhã. Para ouvir a primeira temporada, acesse a página do podcast. O Maria também está disponível em tocadores como o Spotify Apple Podcasts.

*

Ficha técnica:
Apresentação: Branca Vianna
Direção: Paula Scarpin
Produção: Mari Faria
Edição: Mari Romano
Finalização e mixagem: João Jabace
Coordenação digital: Kellen Moraes
Identidade visual: Cecilia Marra, Caio Borges e Paula Cardoso
Distribuição: Luigi Mazza, Yasmin Santos e Ana Carolina Santos
Transcrição: Isabel Scorza
Engenheiro de som: Danny Dee
Gravado no estúdio Rastro

mais rádio piauí

Últimas Mais Lidas

Maria vai com as outras #1: Poder

A prefeita Márcia Lucena e a delegada Cristiana Bento contam como exercem o poder em...

Foro de Teresina #64: A fritura de Moro, a expulsão de Frota e o acordo de Itaipu

O podcast de política da piauí discute os principais fatos da semana

Foro de Teresina #63: A grande família Bolsonaro, o Congresso e os impostos, o STF contra a Lava Jato

O podcast de política da piauí discute os principais fatos da semana

Maria vai com as outras volta em 19 de agosto

Podcast terá novos episódios quinzenalmente às segundas-feiras

Foro de Teresina #62: A Amazônia na mira, o massacre no Pará e a língua de Bolsonaro

O podcast de política da piauí discute os principais fatos da semana

Foro de Teresina #61: Três vezes Bolsonaro: Nordeste, mentiras e Lava Jato

O podcast de política da piauí discute os principais fatos da semana

Foro de Teresina #60: A canetada de Toffoli, a chapa de Eduardo e o cachê de Dallagnol

Podcast de política da piauí discute os principais fatos da semana

Foro de Teresina #59: A popularidade de Bolsonaro, o Congresso após a Previdência e o espólio de Moro

Podcast de política da piauí discute os principais fatos da semana

Foro de Teresina #58: A votação da Previdência, Moro nas ruas e o ambiente pós-acordo Mercosul-UE

Podcast de política da piauí discute os principais fatos da semana

Foro de Teresina #57: Lula fica preso, Bolsonaro sai em campanha e Congresso vai para a ofensiva

Podcast da piauí comenta os fatos da semana na política nacional

Mais textos
1

A vovó fashion

Uma influencer e seus looks ousados

2

A imprevidência chilena

Elogiado por Bolsonaro e Guedes, regime de capitalização implantado no Chile tem aposentadoria média inferior ao salário mínimo

3

Acordo de WhatsApp para manter Frota no PSL não resiste a canetada de Bolsonaro

Bancada selou em grupo de aplicativo permanência do deputado, que acabou expulso depois de criticar Eduardo; outros parlamentares devem ser enquadrados

4

Sem saúde nem plano

Por que os planos de saúde privados se tornam inviáveis a partir dos 60 anos e como algumas operadoras conseguem cobrar menos

5

Foro de Teresina #64: A fritura de Moro, a expulsão de Frota e o acordo de Itaipu

O podcast de política da piauí discute os principais fatos da semana

6

O pit bull do papai

Os tormentos e as brigas de Carlos Bolsonaro, o filho mais próximo do presidente

7

Um novo epílogo para Eike Batista

Investigação que levou empresário de volta à cadeia mostra como ele enganou investidores e manipulou preço das ações

8

Operação zangão

O combate ao furto de abelhas no interior de Minas Gerais

9

Por que João Gilberto é João Gilberto

Diretor artístico da Orquestra Sinfônica do Estado de São Paulo comenta, ao violão, legado do inventor da bossa nova; veja os vídeos