rádio piauí

Maria vai com as outras #8: A culpa não é sua

Uma engenheira e uma advogada falam sobre assédio no ambiente de trabalho, as consequências nas suas carreiras e os recursos existentes para quem passa por isso

06maio2019_05h00
As convidadas Gabriela e Ivanira, pelo traço do ilustrador Caio Borges
As convidadas Gabriela e Ivanira, pelo traço do ilustrador Caio Borges

Chegamos ao oitavo e último episódio desta temporada do Maria Vai Com as Outras, em que o foco das entrevistas foi o corpo. Por isso, escolhemos deixar para o final a conversa sobre assédio, algo frequente nos ambientes de trabalho e que pode afetar de forma às vezes devastadora a relação da mulher com o próprio corpo e com a autoestima, além de prejudicar sua carreira.

Primeiro conhecemos a trajetória de Gabriela Ribeiro, engenheira que trabalhou por meses embarcada num navio-sonda, equipamento usado para perfuração de poços de petróleo. As situações de assédio moral e sexual pelas quais ela passou a fizeram mudar de curso na faculdade e a abandonar um emprego com uma ótima remuneração. Em busca de ficar o mais longe possível dessas histórias, ela foi estudar em outro país.

Na segunda metade do programa, conversamos com Ivanira Pancheri, procuradora do estado de São Paulo. Depois de ser vítima de assédio no trabalho, Ivanira vem tentando superar o trauma acionando a Justiça e fazendo disso o tema do seu pós-doutorado. Em conversa com Branca Vianna ela fala de assédio laboral e explica por que o assédio sexual diz mais a respeito de humilhação do que de desejo.

Bloco 1
A engenheira Gabriela Ribeiro hoje faz mestrado em engenharia industrial em Bragança, Portugal, de onde falou com o Maria Vai Com as Outras por Skype. Antes disso, ela fez dois cursos técnicos na área e, aos 19 anos, foi contratada por uma companhia de perfuração de poços de petróleo – a primeira mulher mecânica na história da empresa. Ela conta que no período em que trabalhou lá, parte no Brasil, parte num estaleiro na Coreia do Sul, e parte embarcada num navio-sonda, foi assediada por chefes e colegas de trabalho, que alegavam ser tudo “brincadeira”.



Bloco 2
Ivanira Pancheri é advogada, procuradora do estado de São Paulo especializada em direito penal, e acaba de concluir um pós-doutorado sobre assédio laboral. O tema inclui o bullying, o assédio moral e o assédio sexual. Ela explica que estas são algumas práticas que têm como mesmo objetivo encurralar, subjugar e humilhar a vítima. Do chamado “pequeno constrangimento” ao estupro, todas essas situações envolvem relações de poder em que não existe simetria.

Ela também já foi vítima de assédio no trabalho e acionou judicialmente os culpados. Na entrevista,Ivanira destaca a omissão de colegas e testemunhas que permitem indiretamente que isso aconteça.

 

Para participar do sorteio dos ingressos do filme ‘Deslembro‘, da diretora Flávia Castro, mencionado no episódio e que será lançado em 20 de junho, acesse esse link: http://bit.ly/deslembro


Maria vai com as outras tem um grupo de debate no Facebook. Clique aqui para participar. Estamos também no Twitter. Siga nosso perfil neste link.

O programa vai ao ar quinzenalmente às segundas-feiras pela manhã. Para ouvir a primeira temporada, acesse a página do podcast. O Maria também está disponível em tocadores como o Spotify Apple Podcasts.

*

Ficha técnica:
Apresentação: Branca Vianna
Direção: Paula Scarpin
Produção: Mari Faria
Edição: Mari Romano
Finalização e mixagem: João Jabace
Coordenação digital: Kellen Moraes
Identidade visual: Cecilia Marra, Caio Borges e Paula Cardoso
Distribuição: Ana Carolina Santos, Luigi Mazza e Yasmin Santos
Transcrição: Carolina Unzelte
Engenheiros de som: Danny Dee e Lucca Mendez
Gravado no estúdio Rastro

mais rádio piauí

Últimas Mais Lidas

Quando gente vira cobaia

Fernando Reinach explica quais são e como funcionam os controles que existem para cientistas não...

Foro de Teresina #124: O bolsonarismo frita seus generais

O podcast de política da piauí discute os principais fatos da semana

Praia dos Ossos: penúltimo episódio já está disponível

Série em podcast produzida pela Rádio Novelo chega à fase final

Os 26% de infectados e a vacinação

Enquete sorológica descobriu que 1 em cada 4 paulistanos já têm anticorpos contra o Sars-CoV-2....

Foro de Teresina #123: Bolsonaro sem vacina

O podcast de política da piauí discute os principais fatos da semana

Retrato Narrado #4: A construção do mito

De atacante dos militares a goleiro dos conservadores: Bolsonaro constrói sua história política

Praia dos Ossos: ouça o sexto episódio

Podcast original da Rádio Novelo reconta o assassinato de Ângela Diniz

Cães, gatos e coronavírus

Estudo pesquisou se cachorros e felinos domésticos contraem o Sars-CoV-2, se transmitem para outros cães...

Foro de Teresina #122: O Rap, o futebol e uma cueca cheia de dinheiro

O podcast de política da piauí discute os principais fatos da semana

Praia dos Ossos: quinto episódio já está disponível

Podcast original da Rádio Novelo é publicado aos sábados

Mais textos
1

Do Einstein para o SUS: a rota letal da covid-19

Epidemia se espalha para a periferia de São Paulo justamente quando paulistanos começam a abandonar isolamento social

3

Entre o planejamento e o improviso

Pelo mesmo motivo que escolhi a Argentina para torcer na semifinal, me decidi pela Alemanha na decisão. Ao menos os alemães ganharam suas três partidas de mata-mata com a bola rolando. Além disso, uma vitória da seleção alemã premiará o planejamento, a renovação e o trabalho bem feito, ampliando o tamanho da lição que recebemos no dia que não existiu.

4

Viva o quarto aniversário!

Uma edição com poesia, ficção, ensaios e chulices de primeira

5

Le roi est mort, vive Gotlib

Pérolas aos poucos

7

O Gênesis

A versão oficial da Bíblia no traço do cartunista americano

8

Elos perdidos

Entre o Palácio do Planalto e os traficantes, as associações de moradores de favelas

10

Dado Dolabella exige que seus namoros sejam cobertos pelo SUS

RIO DE JANEIRO – O ator, cantor e enfant terrible Dado Dolabella declarou ontem que tem mais de dez anos de bons serviços prestados à saúde pública brasileira "sem jamais ter recebido um tostão por isso”. Dolabella se referia à afirmação do ministro da Saúde, José Gomes Temporão, segundo a qual o sexo é um dos meios mais eficientes para combater a hipertensão, um mal que aflige uma fatia crescente da população brasileira.