rádio piauí

Maria vai com as outras #9: Sexo como ganha-pão

A prostituta de luxo Livia Rodrigues, a dona de uma sex shop para lésbicas e bissexuais Marcia Soares e a atriz pornô Monique Lopes falam sobre os prazeres e agruras que envolvem suas profissões

24set2018_06h00
As convidadas Livia Rodrigues, Marcia Soares e Monique Lopes pelos traços do ilustrador Caio Borges
As convidadas Livia Rodrigues, Marcia Soares e Monique Lopes pelos traços do ilustrador Caio Borges

Uma jovem que recuperou sua autoestima ao se prostituir para homens com idade para serem seus avôs, mas que não pode contar para as amigas por medo de parecer menos feminista. Uma publicitária que, cansada das ofertas de produtos eróticos voltadas apenas para o público heterossexual, lançou sua própria sex shop online direcionada para mulheres lésbicas e bissexuais. E uma atriz pornô que sustenta três filhos adolescentes com o seu trabalho, e é obrigada a ler comentários ofensivos nas suas redes sociais vindas dos mesmos seguidores que não perdem uma publicação sua.

É preciso falar sobre trabalhos que envolvem o sexo. No nono e penúltimo episódio do Maria vai com as outras, Branca Vianna não evita nenhum tabu, e as três conversas renderam tanto que o programa sai um pouco mais longo do que o costume.

Aviso: O episódio tem conteúdo adulto e é fortemente desaconselhado para crianças e pessoas sensíveis a vocabulário sexual explícito.

Bloco 1
Livia Rodrigues* tem 23 anos, nasceu em Brasília e trabalha como garota de programa de luxo em São Paulo há dois anos. Feminista, ela não tem preferência entre ser chamada de acompanhante, prostituta ou puta. No mercado em que atua, é representada por uma agente que seleciona seus clientes e, ganhando em torno de mil reais por hora de trabalho, economiza para se manter durante a faculdade e o começo da vida profissional depois de formada. Apesar do apoio do namorado, sua família e a maioria de seus amigos não sabem da sua profissão e, portanto, a pedido da entrevistada, alteramos seu nome e editamos detalhes que pudessem identificá-la.



Bloco 2
Formada em publicidade e propaganda, Marcia Soares apresentou o projeto de uma sex shop online como trabalho de conclusão de curso. No ano seguinte, 2012, lançou a The L Vibe, loja online com artigos direcionados ao público feminino, especialmente às mulheres lésbicas e bissexuais. Lésbica, ela conta como a loja também a ajudou a revelar a própria orientação sexual para a família e amigos.

Bloco 3
Monique Lopes já tinha três filhos quando passou a atuar em filmes pornôs. Separada, foi apresentada à possibilidade por um vizinho, ator pornô, e em dois dias ganhou o primeiro papel. Monique trabalha também como acompanhante, que é como se apresenta quando faz programas. Hoje tem cerca de 20 mil seguidores no Instagram, programas agendados quase todos os dias, viagens para encontrar clientes, participação em reality shows, mais de 80 filmes na carreira e o apoio dos filhos e do namorado para trabalhar.

O Maria vai com as outras agora tem um grupo de debate no Facebook. Clique aqui para participar.

O programa vai ao ar quinzenalmente às segundas-feiras pela manhã. Para ouvir os episódios anteriores, acesse a página do podcast. O Maria também está disponível em tocadores como o Spotify Apple Podcasts.

*

Ficha técnica:
Apresentação: Branca Vianna
Direção: Paula Scarpin
Produção: Luiza Miguez e Mari Faria
Edição: Filipe Di Castro
Finalização e mixagem: João Jabace
Identidade visual: Cecilia Marra, Caio Borges e Paula Cardoso
Distribuição: Kellen Moraes e Luigi Mazza
Transcrição: Isabel Scorza
Gravado no estúdio da Rádio Batuta, no Instituto Moreira Salles

mais rádio piauí

Últimas Mais Lidas

Foro de Teresina #133: Pouca vacina, muita lambança

O podcast de política da piauí discute os principais fatos da semana

Sem sintoma, com Covid-19

Estudo descobre que os 29% de casos sem nenhum sintoma de Covid-19 têm a mesma...

Foro de Teresina #132: Presidente mimimi

O podcast de política da piauí discute os principais fatos da semana

E a vacina, quando vem?

Fernando Reinach explica por que demora um ano e meio para testar uma vacina (como...

Foro de Teresina #131: Para que essa ansiedade?

O podcast de política da piauí discute os principais fatos da semana

Máscara reduz seu risco e o do outro

Usar máscaras cirúrgicas reduz à metade perigo de contaminação; se o contaminado usar, probabilidade fica...

Foro de Teresina #130: À deriva, sem vacina

O podcast de política da piauí discute os principais fatos da semana

Foro de Teresina #129: O Brasil na rabeira

O podcast de política da piauí discute os principais fatos da semana

Dose errada é a certa?

AstraZeneca diz que dose menor de sua vacina contra o Sars-CoV-2 aumentou, sem querer, eficácia...

Foro ao vivo no 2º turno: o que concluir das eleições

Podcast de política da piauí fez um balanço do resultado das eleições municipais; a...

Mais textos
1

O Brasil e a recessão democrática

Como o cenário político global ajuda a entender a nossa crise – e vice-versa

2

Uma família de poder

A imagem reproduzida nesta página não é uma foto de família, apesar de representar quatro gerações de uma mesma família. Não foi feita para ser vista apenas por seus membros mas por um público amplo e não serviu para lembrar uma reunião de parentes, mas para passar uma clara mensagem política: a perenidade da dinastia reinante sobre a Inglaterra, então a nação mais poderosa do mundo. Tirada em 1899, às vésperas do novo século que prenunciava uma nova era, mostra a Rainha Vitória, então muito mais soberana do mundo que simplesmente rainha da Inglaterra, cujo reinado completara 62 anos, cercada por seu filho e herdeiro, o futuro Edward VII, seu neto, o futuro George V e seu bisneto, o futuro Edward VIII, cujo reinado, por oposição à sua bisavó, bateria o recorde de brevidade (apenas dez meses em 1936).

3

Após esfaquear Bolsonaro, agressor disse cumprir “ordem de Deus”

Policiais Federais que prenderam Adelio Bispo de Oliveira em Juiz de Fora imediatamente após o atentado afirmaram duvidar de sua “integridade psicológica”

4

Sobrou para o PSTU

Agremiação trotskista com apenas dois vereadores não escapou da fúria contra os partidos, mas já faz planos para o pós-revolução

5

A planta inteligente

Cientistas debatem um novo modo de entender a flora

6

A semana no site da piauí

O "início do namoro" entre Mão Santa e Bolsonaro, as investidas do procurador Carlos Fernando contra os críticos da Lava Jato e outras histórias

7

How do you do, Dutra?

É mais arriscado [e divertido] ir de São Paulo ao Rio de carro do que remar da África a Salvador

8

Romário convoca CPI para investigar a cor do cabelo de Marin

BARRACA DO PEPÊ - Decidido a colocar em pratos limpos tudo que acontece na CBF, o deputado federal Romário recolheu assinaturas para uma CPI que investigará a cor do cabelo do presidente da entidade. "Se o Marin está diante de um fundo azul, o cabelo fica acaju. Se o fundo é branco, fica tudo meio esverdeado", desconfiou o craque, enquanto fazia aquecimento para uma partida de futevôlei com Aécio Neves.

9

Hidroginástica ou morte

Desespero e amolação em sorteio de vagas no Sesc