rádio piauí

Maria vai com as outras #9: Sexo como ganha-pão

A prostituta de luxo Livia Rodrigues, a dona de uma sex shop para lésbicas e bissexuais Marcia Soares e a atriz pornô Monique Lopes falam sobre os prazeres e agruras que envolvem suas profissões

24set2018_06h00
As convidadas Livia Rodrigues, Marcia Soares e Monique Lopes pelos traços do ilustrador Caio Borges
As convidadas Livia Rodrigues, Marcia Soares e Monique Lopes pelos traços do ilustrador Caio Borges

Uma jovem que recuperou sua autoestima ao se prostituir para homens com idade para serem seus avôs, mas que não pode contar para as amigas por medo de parecer menos feminista. Uma publicitária que, cansada das ofertas de produtos eróticos voltadas apenas para o público heterossexual, lançou sua própria sex shop online direcionada para mulheres lésbicas e bissexuais. E uma atriz pornô que sustenta três filhos adolescentes com o seu trabalho, e é obrigada a ler comentários ofensivos nas suas redes sociais vindas dos mesmos seguidores que não perdem uma publicação sua.

É preciso falar sobre trabalhos que envolvem o sexo. No nono e penúltimo episódio do Maria vai com as outras, Branca Vianna não evita nenhum tabu, e as três conversas renderam tanto que o programa sai um pouco mais longo do que o costume.

Aviso: O episódio tem conteúdo adulto e é fortemente desaconselhado para crianças e pessoas sensíveis a vocabulário sexual explícito.

Bloco 1
Livia Rodrigues* tem 23 anos, nasceu em Brasília e trabalha como garota de programa de luxo em São Paulo há dois anos. Feminista, ela não tem preferência entre ser chamada de acompanhante, prostituta ou puta. No mercado em que atua, é representada por uma agente que seleciona seus clientes e, ganhando em torno de mil reais por hora de trabalho, economiza para se manter durante a faculdade e o começo da vida profissional depois de formada. Apesar do apoio do namorado, sua família e a maioria de seus amigos não sabem da sua profissão e, portanto, a pedido da entrevistada, alteramos seu nome e editamos detalhes que pudessem identificá-la.

Bloco 2
Formada em publicidade e propaganda, Marcia Soares apresentou o projeto de uma sex shop online como trabalho de conclusão de curso. No ano seguinte, 2012, lançou a The L Vibe, loja online com artigos direcionados ao público feminino, especialmente às mulheres lésbicas e bissexuais. Lésbica, ela conta como a loja também a ajudou a revelar a própria orientação sexual para a família e amigos.

Bloco 3
Monique Lopes já tinha três filhos quando passou a atuar em filmes pornôs. Separada, foi apresentada à possibilidade por um vizinho, ator pornô, e em dois dias ganhou o primeiro papel. Monique trabalha também como acompanhante, que é como se apresenta quando faz programas. Hoje tem cerca de 20 mil seguidores no Instagram, programas agendados quase todos os dias, viagens para encontrar clientes, participação em reality shows, mais de 80 filmes na carreira e o apoio dos filhos e do namorado para trabalhar.

O Maria vai com as outras agora tem um grupo de debate no Facebook. Clique aqui para participar.

O programa vai ao ar quinzenalmente às segundas-feiras pela manhã. Para ouvir os episódios anteriores, acesse a página do podcast. O Maria também está disponível em tocadores como o Spotify Apple Podcasts.

*

Ficha técnica:
Apresentação: Branca Vianna
Direção: Paula Scarpin
Produção: Luiza Miguez e Mari Faria
Edição: Filipe Di Castro
Finalização e mixagem: João Jabace
Identidade visual: Cecilia Marra, Caio Borges e Paula Cardoso
Distribuição: Kellen Moraes e Luigi Mazza
Transcrição: Isabel Scorza
Gravado no estúdio da Rádio Batuta, no Instituto Moreira Salles

mais rádio piauí

Últimas Mais Lidas

Maria vai com as outras #10: Fim da temporada – Divisão sexual do trabalho

No último episódio desta temporada, a jornalista e escritora Rosiska Darcy de Oliveira fala...

Foro de Teresina #22: O arrastão da direita, a derrota da mídia tradicional e o favoritismo de Bolsonaro

O podcast de política da piauí analisa a corrida presidencial após o primeiro turno

Maria vai com as outras extra: ao vivo no Foro de Teresina

Ouça a participação de Branca Vianna no podcast de política da piauí; o bloco...

Foro de Teresina ao vivo: ouça todos os blocos

Programa especial do primeiro turno está disponível para os ouvintes

Saiba como foi o Foro de Teresina especial do primeiro turno

Jornalistas da piauí acompanharam a apuração do primeiro turno por seis horas ao vivo

Foro de Teresina extra: tensão na reta final

Às vésperas do primeiro turno, o podcast de política da piauí analisa o cenário...

Foro de Teresina #21: Moro volta à cena, o efeito bumerangue do #EleNão e o segundo turno antecipado

O podcast de política da piauí analisa a corrida presidencial a poucos dias do...

Foro de Teresina terá edição ao vivo na apuração dos votos do primeiro turno

Programa será transmitido em vídeo no domingo, 7 de outubro, a partir das 17...

Foro de Teresina #20: O segundo turno já começou, ameaças à democracia e a dura vida dos governadores

O podcast de política da piauí discute os fatos mais recentes da corrida eleitoral

Maria vai com as outras #9: Sexo como ganha-pão

A prostituta de luxo Livia Rodrigues, a dona de uma sex shop para lésbicas...

Mais textos
1

Vivi na pele o que aprendi nos livros

Um encontro com o patrimonialismo brasileiro*

2

O fiador

A trajetória e as polêmicas do economista Paulo Guedes, o ultraliberal que se casou por conveniência com Jair Bolsonaro

3

Medo por medo, dá Bolsonaro

Datafolha mostra que PT não projeta sonho mas continuísmo

4

A imprensa precisa fazer autocrítica

Foram anos tratando o inaceitável como controverso ou mesmo engraçado

5

O PT em segundo lugar

Ameaça autoritária exige pacto de refundação institucional

6

A festa que Bolsonaro cancelou

O PSL enviou 300 convites para celebrar a vitória já no primeiro turno, num hotel na Barra da Tijuca. No fim, sobrou para aliados justificar por que não ganhou

7

Os formadores da onda

SuperPop, comunismo e Lava Jato: sete eleitores de uma mesma família no Rio de Janeiro enumeram as razões por que votam em Bolsonaro

8

Bolsonarismo não é partido

Democracia brasileira depende de petismo e antipetismo se organizarem em siglas que se respeitem

9

O candidato da esquerda

Pouco conhecido, sem nunca ter feito vida partidária ou disputado votos, o ministro Fernando Haddad parte em busca dos militantes do PT, dos paulistanos e da prefeitura

10

A acusadora

Como a advogada Janaina Paschoal, uma desconhecida professora da USP, se transformou em peça-chave do impeachment