minha conta a revista fazer logout faça seu login assinaturas a revista
piauí jogos

cartuns musicais

Adoniran Barbosa, o homem que desmentiu Vinicius

Canções do mais carismático e inventivo sambista paulista em desenhos tão falsamente ingênuos quanto suas letras

Zé Pedro de Oliveira Costa | Edição 46, Julho 2010

A+ A- A

Adoniran Barbosa foi o personagem mais famoso criado por João Rubinato. E foi munido da liberdade ficcional que o ator, compositor e humorista construiu os exageros caricaturais que o celebrizaram. Misturou o sotaque do interior aos trejeitos italianos. Encarou a cidade grande com os olhos de um caipira. Criou um linguajar novo a partir de suas letras. João Rubinato fez de Adoniran Barbosa o inventor do samba paulista.

Somado ao intérprete criativo, havia um compositor de mão-cheia. Suas crônicas urbanas ganhavam personalidade e relevância, embaladas por uma irresistível cadência. São dele clássicos atemporais como Trem das onze, Saudosa maloca, Samba do Arnesto, As mariposas e Tiro ao Álvaro, sambas que fizeram sucesso na sua voz, na dos Demônios da Garoa e na de João Gilberto, entre tantos outros intérpretes que cantaram o seu repertório.

Festeja-se aqui, com trenzinho, tatu e estricnina, o primeiro centenário de nascimento do homem que, ao lado de Paulo Vanzolini, desmentiu Vinicius de Moraes. Desde que se meteu a compor, ninguém mais pode dizer que São Paulo é “o túmulo do samba” – como queria o poetinha –, sem cometer injustiça.