questões científicas

A beleza e a evolução

O extravagante esplendor do reino animal não pode ser explicado apenas pela seleção natural – então, como foi que ele surgiu?

Ferris Jabr
O colhereiro, cercado por pássaros de plumagem monótona, exibe toda a exuberância de sua beleza: há casos exemplares da capacidade da natureza de levar criaturas a extremos estéticos
O colhereiro, cercado por pássaros de plumagem monótona, exibe toda a exuberância de sua beleza: há casos exemplares da capacidade da natureza de levar criaturas a extremos estéticos CRÉDITO: SCOTT SURIANO

O Sericulus aureus ardens macho é um pássaro de beleza incandescente da família dos ptilonorinquídeos. Sua plumagem transita suavemente do vermelho-escuro ao amarelo solar. Mas esse brilho radiante não é suficiente para atrair uma parceira. Quando os machos de boa parte da família dos ptilonorinquídeos estão prontos para cortejar uma fêmea, eles começam a construir a estrutura que lhes é peculiar e que se assemelha a um caramanchão: um conjunto de galhos a que dão a forma de um coruchéu, de um corredor ou de uma cabana. Decoram, então, esse caramanchão com toda sorte de objetos coloridos, como flores, frutinhas vermelhas, conchas de caracóis ou, quando próximos de uma área urbana, tampas de garrafa e talheres de plástico. Alguns desses pássaros chegam mesmo a dispor os itens de sua coleção em ordem crescente de tamanho, do menor para o maior, formando, assim, uma passarela que os torna, a eles e a seus adornos, ainda mais chamativos aos olhos das fêmeas – uma ilusão de ótica conhecida como perspectiva forçada, algo que os humanos só foram aperfeiçoar no século XV.

Mesmo essa extraordinária exibição, no entanto, não é o bastante para a fêmea. Caso ela demonstre algum interesse inicial, o macho precisa agir depressa. Ele então olha fixamente para ela, as pupilas dilatando-se e encolhendo-se ao ritmo das batidas do coração, e dá início a uma dança que poderia ser descrita como provocante e psicótica. Sacode, agita e estufa o peito. Agacha-se bem e, depois, se ergue lentamente, brandindo uma asa à frente da cabeça como a capa de um mágico. De repente, seu corpo todo se convulsiona como um despertador de corda. Se a fêmea aprovar, vai copular com ele por dois ou três segundos. E nunca mais se encontrarão.

MATÉRIA FECHADA PARA ASSINANTES

Ferris Jabr

É colaborador da New York Times Magazine

Leia também

Últimas Mais Lidas

Mourão defende manter Pujol no comando do Exército

Vice afirma que general deve permanecer à frente da tropa até o fim do mandato de Bolsonaro, mas admite que não apita nas nomeações do presidente

Na piauí_166

A capa e os destaques da revista de julho

Foro de Teresina #107: As guerras surdas de Bolsonaro

O podcast de política da piauí discute os principais fatos da semana

O desmanche de Witzel

Um depoimento exclusivo denuncia os elos ocultos entre o governo de Witzel e as milícias

Para cuidar de quem cuida

Referência em Covid-19, hospital da USP cria programa de apoio a profissionais de saúde e descobre que 77% dos atendidos sofrem de ansiedade

26 de junho, sexta-feira de más notícias

Aniversário de Gil foi único momento de celebração neste tempo em que a tristeza é senhora

Racismo em tempos de Covid-19

Moradora da periferia de São Paulo diz que epidemia agravou problemas já existentes, como discriminação racial, trabalho precário e violência

PCC veste branco

Traficante da facção usou 38 clínicas médicas e odontológicas para lavar dinheiro, comprar insumos para o tráfico e socorrer “irmãos” baleados

A Terra é redonda: Enigma submarino

Poluição, aquecimento global e pesca exagerada ameaçam riquezas oceânicas que mal conhecemos

Mais textos
1

Chumbo grosso no Ministério Público 

Bloqueio de bens na Suíça, delação premiada contra Moro e interferência na PF acirram guerra entre a Lava Jato e a Procuradoria-Geral da República

2

PCC veste branco

Traficante da facção usou 38 clínicas médicas e odontológicas para lavar dinheiro, comprar insumos para o tráfico e socorrer “irmãos” baleados

3

A morte e a morte

Jair Bolsonaro entre o gozo e o tédio

5

Tudo acaba em barro

Um coveiro em Manaus conta seu cotidiano durante a pandemia

6

A droga da desinformação

Publicações falsas ou enganosas sobre remédios sem efeito comprovado contra Covid-19 são um terço das verificações do Comprova no último mês

8

Na piauí_166

A capa e os destaques da revista de julho

9

O desmanche de Witzel

Um depoimento exclusivo denuncia os elos ocultos entre o governo de Witzel e as milícias

10

A solidão de rambo

Suspeitas de corrupção e conluio com as milícias desmontam Wilson Witzel