horóscopo

Confie no seu coração, virgem

Um relacionamento íntimo e cheio de dedos poderá lhe trazer perigo

Chantecler
ILUSTRAÇÃO: THE BRIDGEMAN ART LIBRARY/GETTY IMAGES

ÁRIES [21.03_20.04]
REGENTE: MARTE
Sensação de clausura. Não desanime. Se nas primeiras horas da manhã não apresentar melhoras, prefira um Dramin B-6 antes de pensar em se suicidar dentro da “náusea matinal”. Procure o seu círculo de amigos casuais e mais ou menos superficiais e vá à guerra.

TOURO [21.04_20.05]
REGENTE: VÊNUS
Dispense a camisa e vá à praia se banhar, mesmo com o mar moribundo. Depois desse dia perfeito para peixe-banana, se vista com apuro e minta de verdade em qualquer debate: tudo virá à tona assim. A noite será entre cristais. Não pense muito concretamente, apenas divague. Tenha ciúme
das lágrimas do ser amado. Principalmente se forem de alegria.

GÊMEOS [21.05_20.06]
REGENTE: MERCÚRIO
Se separe logo ao acordar, mesmo que o apêndice se mostre resistente à operação. Não use nenhum espelho para se barbear, mais tarde, por motivos óbvios. Abra todas as portas devagar com a mão que sobrou desimpedida, em nome do pai.

CÂNCER [21.06_22.07]
REGENTE: LUA
Relaxe, não caia em depressão ao ouvir da boca asséptica o nome do seu signo ou desígnio na sala esmaltada que se esforça para ser pura ou indiferente. Vaze. Quando sair à rua, atravesse a avenida sem olhar para lado algum. A noite será em meio a velas: aproveite para descansar.



LEÃO [23.07_22.08]
REGENTE: SOL
Se você tem filhos, não os deixe fora das grades da cama. No trabalho, não titubeie, vá para cima do que deseja, rápido. Com os amigos, aja com astúcia e pelúcia. De noite, liberte seus filhos para o que der e vier, depois de um dia inteiro de linho e leite. Se for crucificado na cama pela insônia, não hesite: dose maciça de Dalmadorm na alma, para sempre.

VIRGEM [23.08_22.09]
REGENTE: MERCÚRIO
Um relacionamento íntimo, cheio de dedos, poderá ser perigoso. Nada como se resguardar, para tirar melhor proveito. Confie no seu coração. Se alguém for chamado de Deus, exija prova de milagre, ou ao menos uma chaga indiscutível. Se não for assim, não transija, não confesse nada. Veja e leia somente o indispensável, se houver. Mas não haverá.

LIBRA [23.09_22.10]
REGENTE: VÊNUS
Trate de aproveitar sua cotação que hoje está em alta. Roupa nova da cabeça aos pés de anjo. Não se troque, não se atraque: hoje é o seu dia de discórdia grandiosa: por onde passar estará incólume. Nem a sua cruz pesará. Entre com tudo, descamisado, mesmo que peçam para parar, mesmo que doa.

ESCORPIÃO [23.10_21.11]
REGENTE: PLUTÃO
Se pintar, no escritório, a pergunta ou a dúvida: “dos cem prismas de uma jóia, quantos há que eu não presumo” diga o primeiro número que vier à cabeça. Hoje é o dia de acertar no bicho. Jogue tudo, para esmigalhar. Se perder, não se perca: se pique, pois seu destino é este.

SAGITÁRIO [22.11_21.12]
REGENTE: JÚPITER
Nos últimos tempos só o oculto interessa para você e os seus. Feche as janelas, tranque a porta da frente, cubra o relógio da sala com esparadrapo e ponha cera nos ouvidos. Fique assim, artificial, mas esqueça a porta de trás aberta, pois ninguém é de ferro para agüentar a surpresa, que vem de quatro e de couro.

CAPRICÓRNIO [22.12_20.01]
REGENTE: SATURNO
Não. Você não estará melancólico nem usará muitos anéis. Seria óbvio e previsível. Mas se, mesmo assim, ao entardecer, vier aquela vontade que você não conta para ninguém, vomite tudo aos pés da deusa. Em casa, prefira a banheira ao chuveiro: banho de imersão, mas tire todos os anéis, para adormecer de uma vez na água morna, absolutamente nu.

AQUÁRIO [21.01_19.02]
REGENTE: URANO
Tendência ao abandono, mas não descarregue no seu próximo. Para evitar tentações, não se aproxime, fique torto no seu canto, não ame. Tampouco cante, mesmo que a manhã esteja convidativa para efusões. Prefira abluções e uma blusa leve. Não mostre tudo.

PEIXES [20.02_20.03]
REGENTE: NETUNO
Hora de espera, mas não espere nada, o dia inteiro. De noite, também. Fique em casa. Nas profundezas do lar encontrará o repouso e um pouco de poeira: Polaramine na veia, devagar. Se pintar sangue derramado, encare, de preferência sem gritos.

Chantecler