diário da Dilma

Alegria de poste é estar no mato sem cachorro

Agora começou o ano. Ou a turma aparece para trabalhar ou demito todo mundo

Colei no Che e chamei para uma salsa: “<i> Que se dañe el Fulgêncio y la Revolución, Ernesto”
Colei no Che e chamei para uma salsa: “ Que se dañe el Fulgêncio y la Revolución, Ernesto” ILUSTRAÇÃO: CACO GALHARDO

1º DE FEVEREIRO_Se fosse agente de viagem, o Patriota iria à falência. Haiti e Cuba… eu mereço?

2 DE FEVEREIRO_Pelo amor de Lênin, como tergiversa esse Fidel Castro! Entornei uns dez mojitos e fumei dois charutos enquanto ele falava, falava, falava. Eu fazia cara de conteúdo, abanava a cabeça e pedia para o garçom mais um mojito. Fiquei de pilequinho, comecei a bater cabeça e sonhei que estava com o Che, só eu e ele na Sierra Maestra. Eu colava no rosto dele e chamava para uma salsa. No final, propunha: “Que se dañe el Fulgêncio y la Revolución, Ernesto…

3 DE FEVEREIRO_Desembarquei em Porto Príncipe e vi logo que o Patriota estava com um sorriso maroto. Depois de me mandar para cá, ele tinha de se redimir. Pensei que ele ia sugerir uma esticadinha em Miami, mas nada, era melhor ainda: o homem me pôs na frente do Sean Penn! Dei um grito estridente, mordi o lábio, perdi o fôlego, me abanei com um relatório da ONU. Fiquei com uma agonia!

Liguei para a Ideli, só de maldade. Dizem que a coitada ficou mais vermelha do que já é de tanta inveja.



Ó, Negromonte, por que estás tão triste? Mas o que foi que te aconteceu? Foi a empreiteira que quebrou teu galho, deu dois pepinos e depois correu? Foi assim que demiti o ministro. Estou radiante depois desse encontro com Sean.

(O Negromonte era ministro do que mesmo?)

4 DE FEVEREIRO_Os free shops dos aeroportos de Cuba e Haiti são bem fraquinhos. Não deu para comprar aquele delineador que mamãe pediu. Ela vai ficar uma fera.

Quanto mais eu rezo mais assombração me aparece! Quem é esse cara da Casa da Moeda que eu demiti? Aliás, o que é Casa da Moeda? Cada dia uma surpresa! Mas a melhor do dia foi me pesar e ver que perdi 2 quilos e meio. Fez a maior diferença! Acho que a esteira ajuda. Dispensei o M&M que fica em cima da minha mesa. Mandei trocar por cenoura crua.

5 DE FEVEREIRO_Gleisi me deu a caixa com a primeira temporada de Downton Abbey. Garantiu que as roupas são uma beleza e que às tantas aparece um turco entusiasmado que é uma coisa. Duvido um pouco. Turco usa bigode, feito o Mercadante.

Não estou entendendo esse bafafá na Síria. Aquela Primavera Árabe já não resolveu os problemas daquela meiuca? Foi tão bonito aquilo. Essas coisas o Patriota não me explica.

6 DE FEVEREIRO_Mamãe teve um ataque de pelanca quando falei do delineador. Tive que cancelar minha viagem para o Ceará. Como fiquei com um buraco na agenda, decidi pôr a Eleonora Menicucci na Secretaria de Políticas para as Mulheres. A Ideli tem faltado muito a nossas partidas de tranca. Eleonora é mais disciplinada e faz um pão de queijo divino.

7 DE FEVEREIRO_Tive que me torcer mais do que cobra de faquir para explicar que concessão não é privatização. Essa gente da imprensa quando quer deturpar uma coisa é fogo! Os aeroportos não estão privatizados! Estão concedidos… uma coisa é uma coisa, outra coisa é outra coisa! Me expliquei bem?

8 DE FEVEREIRO_Fui a Pernambuco dar uma prensa no pessoal que está atrasando aquelas obras de transposição do São Francisco. O vento estava tão forte que conseguiu a proeza de me despentear – e olha que eu estava usando o mesmo laquê do Roberto Justus. Coloquei um chapéu catito para disfarçar.

Fiquei triste com a morte do Wando. Sonhei com o Lobão cantando Fogo e Paixão num cabaré de João Pessoa.

9 DE FEVEREIRO_Não posso estar em todos os lugares ao mesmo tempo. Mas se Dilminha vivesse na Bahia queria ver se aqueles PMs iam fazer greve. Alegria de poste é estar no mato sem cachorro.

10 DE FEVEREIRO_Hoje tem aniversário do PT. Ô coisa chata! E eu cheia de coisas para fazer aqui! Não tenho tempo para ficar sorrindo para o Zé Dirceu. Coloquei logo uma camisa preta estampada para mostrar que estava de má vontade.

Gente, alguém me explica o Kassab? Ele me lançou um olhar 43 e me passou um recadinho escrito num guardanapo: “Você vem sempre aqui?”.

11 DE FEVEREIRO_A Marta, que continua ressentida, veio me dizer que é pesadelo acordar de mão dada com o Kassab no palanque. E ter o Temer de vice é o quê? Delirium tremens?? Xô assombração!!

12 DE FEVEREIRO_A gente quer ajudar os amigos, mas assim não dá! A Eleonora tinha que abrir aquele bocão? Falar de aborto… isso é conversa? E aquela entrevista em que ela fala que namorava moças e moços? Que lindeza! Mandei ela calar o bocão se quiser a boquinha. Eu é que não vou de novo a Aparecida para fazer média com a bancada de Jesus.

13 DE FEVEREIRO_Ô pessoal sensível! O Gabrielli veio me perguntar por que eu chamei a Graça de graciosa, mas nunca me referi a ele como Gabrilindinho. Eu, hein.

14 DE FEVEREIRO_Está decidido, não vou ficar na Bahia durante o Carnaval. Não boto fé na segurança. Dou as caras e vazo rapidinho. Vou sair nuns blocos do Rio com a máscara da Fátima Bernardes. Pedi para o Kamura me arranjar uma peruca. Ao menos me livrei de sair na Gaviões. Vou mandar um presente para o Kalil, que proibiu o Lula de desfilar.

15 DE FEVEREIRO_Estou tentando demitir o Ricardo Teixeira indiretamente. Vai que cola.

16 DE FEVEREIRO_Ganhei um labrador lindíssimo de uma tabeliã do Ceará. Acho que vou chamá-lo de Sean Penn.

17 DE FEVEREIRO_Ah, Carnaval, Carnaval. Não vejo a hora de experimentar o maiô que o Romero Britto fez para mim. Vou levar o baralho, Imagem & Ação e o livro de receitas da Palmirinha. Gleisi insistiu para eu ver logo Downton Abbey. É para podermos fofocar. Se chover, eu vejo.

18 DE FEVEREIRO_Meu Deus, fantasiaram o Gabrielzinho de Sean Penn. Com bigodinho e tudo! Ficou a coisa mais cuti-cuti do mundo. Soquei a parede para conter um ataque de fofura. Tirei tanta foto que fiquei com LER no dedo indicador.

20 DE FEVEREIRO_Adoro ver o desfile das escolas de samba até de madrugada. Titia faz uns comentários muito engraçados quando aparecem as rainhas de bateria.

Fiquei com aquele samba na cabeça que diz “Tem bu bu bu no bó bó bó”. O que será que quer dizer? Vou perguntar para o Marco Aurélio Mello, que é carioca e erudito.

Como é bom passar uns dias sem laquê…

21 DE FEVEREIRO_Menina, fiquei chocada com aquele rapaz rasgando as notas das escolas de samba de São Paulo. Não achei que alguém levasse o Carnaval paulista a sério. Imagina se a moda pega e a oposição resolve subir na mesa da presidência da Câmara para rasgar as medidas provisórias? Mandei a Abin ficar de olho.

22 DE FEVEREIRO_Matei a quarta-feira de Cinzas. Me acabei nos blocos! Mas usei o banheiro público…

Gilbertinho veio me avisar que o Sean Penn visitou a Argentina e elogiou o perfume da Cristina. Afff… Fiquei tão furiosa que ele saiu correndo gritando “Acuda, mamãe, acuda”. Liguei para o Cameron e disse que o exército brasileiro estava ao seu dispor para conter essa bagunça nas Maldivas. Ou seria Malvinas?

23 DE FEVEREIRO_Mamãe me chamou correndo para ver o programa Bem Estar. Os apresentadores contavam segredos para quem tem pele oleosa. Disseram que chocolate não dá espinha.

24 DE FEVEREIRO_Gosto do Serra como um vascaíno deve estar gostando desse Deivid.

27 DE FEVEREIRO_Já deixei avisado que agora não tem mais desculpa. Acabaram as férias, Réveillon, Carnaval. Ou o pessoal aparece para trabalhar ou demito todo mundo e contrato aqueles trabalhadores de Taiwan.

Leia também

Últimas Mais Lidas

Polícia na porta, celular na privada

A prisão do juiz investigado sob suspeita de vender sentença por 6,9  milhões de reais – e que jogou dois telefones no vaso sanitário quando a PF chegou para buscá-lo

Na terra dos sem SUS

Nos Estados Unidos, mães de jovens negros mortos pela polícia enfrentam a epidemia, o desemprego e o racismo

Um idiota perigoso incomoda muita gente

Memórias e reflexões sobre o tempo em que voltamos a empilhar cadáveres por causa de um vírus

Mourão defende manter Pujol no comando do Exército

Vice afirma que general deve permanecer à frente da tropa até o fim do mandato de Bolsonaro, mas admite que não apita nas nomeações do presidente

Na piauí_166

A capa e os destaques da revista de julho

Foro de Teresina #107: As guerras surdas de Bolsonaro

O podcast de política da piauí discute os principais fatos da semana

O desmanche de Witzel

Um depoimento exclusivo denuncia os elos ocultos entre o governo de Witzel e as milícias

Para cuidar de quem cuida

Referência em Covid-19, hospital da USP cria programa de apoio a profissionais de saúde e descobre que 77% dos atendidos sofrem de ansiedade

Mais textos
1

A morte e a morte

Jair Bolsonaro entre o gozo e o tédio

2

Tudo acaba em barro

Um coveiro em Manaus conta seu cotidiano durante a pandemia

3

Na piauí_166

A capa e os destaques da revista de julho

4

PCC veste branco

Traficante da facção usou 38 clínicas médicas e odontológicas para lavar dinheiro, comprar insumos para o tráfico e socorrer “irmãos” baleados

5

O desmanche de Witzel

Um depoimento exclusivo denuncia os elos ocultos entre o governo de Witzel e as milícias

6

Chumbo grosso no Ministério Público 

Bloqueio de bens na Suíça, delação premiada contra Moro e interferência na PF acirram guerra entre a Lava Jato e a Procuradoria-Geral da República

7

A solidão de rambo

Suspeitas de corrupção e conluio com as milícias desmontam Wilson Witzel

8

Foro de Teresina #107: As guerras surdas de Bolsonaro

O podcast de política da piauí discute os principais fatos da semana

9

Contra a besta-fera

A luta dos cientistas brasileiros para combater o vírus é dura – vai de propaganda enganosa a ameaça de morte

10

De volta à Rua do Ouvidor

Uma pequena livraria no Centro do Rio sobrevive à catástrofe econômica causada pela quarentena