diário da Dilma

Quem fala muito dá bom-dia a cavalo

Tô com um bode do Lula que nem te conto! Só tomo bola nas costas! No fundo, ele quer voltar. Mandei recado: quem cochicha o rabo espicha

A vantagem do selfie com o PMDB é que, tirante o Lobão, ninguém me ofusca em lindeza
A vantagem do selfie com o PMDB é que, tirante o Lobão, ninguém me ofusca em lindeza ILUSTRAÇÃO: CACO GALHARDO_2014

1º DE MARÇO_Precisava desanuviar um pouco o coco nesse sabadão de Carnaval. Pedi à Biblioteca da Câmara que me mandasse um exemplar de Desjudicialização da Execução Civil. Leitura que relaxa. A resposta não tardou: “Só é permitido o empréstimo de até três livros. Nosso sistema indica que o usuário ainda não devolveu Saraminda, Brejal dos Guajas Os Maribondos de Fogo.” Arre. E pensar que li tudo isso à toa, na vã esperança de amolecer o PMDB.

2 DE MARÇO_Ai, que raiva que me dá! Essas empregadas guardam as coisas nos lugares mais malucos! Fiquei horas procurando dois pares novinhos de óculos escuros que comprei no free shop. Sabe onde estavam? Na gaveta dos suéteres! Como é que eu ia achar? Com esse calorão dá até gastura pensar em roupa de lã.

Como me faz bem ouvir a voz do Silvio Santos aos domingos.

3 DE MARÇO_Esse Aécio é tão engraçadinho! Dá até vontade de convidar ele para brincar com o fofucho do Gabriel.



4 DE MARÇO_Perdi o bolão do Oscar por um triz. Achei que o filme estrangeiro ia ser A Caça, com aquele lindo esquisitão que já fez outro filme que adorei. Acho que ele era amante da rainha. Como é mesmo o nome? Ganhou a secretária da Ideli.

5 DE MARÇO_Tem coisa mais emocionante que apuração de desfile das escolas de samba? Aquelas planilhas, aquelas somas automáticas, aquela competência alemã. A gente fica com a impressão de que o Brasil já deu certo.

Nada melhor do que voltar ao batente com o Mercadante me esperando no gabinete. O homem aproveitou aquele bigode de Tom Selleck e veio fantasiado de Magnum. Colírio!

6 DE MARÇO_Tô com um bode do Lula que nem te conto! Só tomo bola nas costas! Ele se faz de bonzinho, diz que me apoia, mas fica de ti-ti-ti com o João Santana, de zum-zum-zum com o Rui Falcão. Lá no fundo, ele quer voltar. Mandei um recado na lata: quem cochicha o rabo espicha.

7 DE MARÇO_Fui zapear a tevê e apareceu uma mensagem estranha: “Para desbloquear a programação, negocie com o PMDB.” ÓDIO.

8 DE MARÇO_Dia Internacional da Mulher. Ganhei uma assinatura da revista Máxima. Achei uma coqueluche a reportagem sobre “Roupas que valem uma lipo”. A dica “eleja uma peça com faixas escuras nas laterais ou enxugue gordurinhas com um vestido transpassado” me provocou epifanias múltiplas e sucessivas.

10 DE MARÇO_Até que enfim começou o ano. Engatei três reuniões: Renan Calheiros, Henrique Alves e Moreira Franco. Tive que negociar até meu box com todas as temporadas de Desperate Housewives para manter o apoio da base aliada. Alguma coisa me diz que eles querem mais. Escondi meu olho grego na gaveta, espero que não lembrem.

11 DE MARÇO_Vim para a cerimônia de posse da Dilma do Chile e o pessoal fica perguntando sobre a Venezuela. Que coisa deselegante.

12 DE MARÇO_Tanta coisa para fazer, eleição, Copa do Mundo, PMDB e me marcam uma reunião com o governador de Rondônia. Rondônia! Pelo menos o nome do homem é Confucio Moura. A gente sofre mas se diverte. Um pouco.

13 DE MARÇO_Mandei o Paulo Bernardo ver o que a gente pode fazer com esse Marco Civil da Internet. Contanto que não mexam na Netflix, no Facebook, no 3G do Dirceu e nos blogs dos companheiros, tudo bem. O que essa gente tanto quer? Teles? Que teles? Que boiolagem isso de telefônica ter virado tele.

Estou muito descompensada por causa desse avião desaparecido na Malásia. Dei um pito tão grande no Guido que fiquei com falta de ar.

14 DE MARÇO_Ai, meu Deus, de novo! Onde a empregada colocou aquela listinha com o nome dos ministros novos? Tenho uma reunião de tarde com um tal Aguinaldo Ribeiro e não sei qual é a pasta que ele dirige.

15 DE MARÇO_Cismei que a Ideli tem cara de Crimeia. É um nome que cai feito uma luva nela. “Crimeia, mas que roupa é essa?!” Como sou dada a galhofa, passei a chamá-la de Cri-Cri.

Sérgio Cabral me ligou para perguntar se eu reagiria mal se ele pedisse ao prefeito de Paris para anexar o Leblon.

16 DE MARÇO_Comprei um negócio de passar nos cílios que é uma maravilha! A filha da minha prima de BH me deu a dica. Parece colírio, mas a gente passa com um pincelzinho bem na raiz dos cílios e eles crescem que é uma beleza! O olhar fica supersensual! Custa caro, mas fiquei com medo de comprar o genérico. Sei lá se dá alergia…

17 DE MARÇO_Liguei para o Putin e perguntei se ele não se importava em anexar o Brasil durante a Copa do Mundo. Do jeito que o homem impõe respeito, duvido que um só black bloc pusesse a cara na rua. Ele ficou de pensar.

18 DE MARÇO_Pedi um copo d’água para o Michel Temer. Antes de mexer um músculo, ele exigiu uma diretoria de Itaipu.

19 DE MARÇO_Putin retornou. Disse que anexa, contanto que a gente exclua o Maranhão do pacote.

20 DE MARÇO_Deus é Pai e sangue de Jesus tem poder! Resolveram que não vai ter discurso na abertura da Copa. Já me basta ter que ir para Itaquera ver jogo de futebol.

A tucanada está vendo o que é bom para tosse… dois meses sem chuva na Cantareira e já fazem racionamento branco. Depois querem me criticar. Macaco, olha o rabo!

21 DE MARÇO_Tive que falar e falei mesmo! Por acaso essa cheia no Norte é culpa do Brasil? Não mesmo! Esses rios que nascem sei lá onde é que inundam tudo. O cara do Inpe me explicou. Chove na cabeceira lá e inunda aqui. Simples assim! Já estou bem chateada com essa gente que me culpa de tudo: apanho porque chove, apanho porque não chove. Se ingratidão tivesse nome seria povo brasileiro.

22 DE MARÇO_Nem com uma tonelada de Fosfosol consigo me lembrar dessa maldita reunião que decidiu pela compra desse raio dessa refinaria lá nos Estados Unidos. Não tenho essa memória de elefante. Mas pelo que andei lendo, foi um péssimo negócio. Pelo relatório desse Badaró parecia uma boa coisa. Como é que eu ia adivinhar? Para não ficar mal na fita pus o Badaró na rua. Agora me disseram que é o Cerveró. Cada nome!

24 DE MARÇO_Vou ter que conversar com a Gracinha. Pô, o que ela está fazendo na Petrobras? Todo dia pinta um pepino para eu descascar. Tenho mais o que fazer. Por mim, a gente fazia uma concessão para passar essa bagaça para alguém que entenda do assunto. Se desse encrenca com a opinião pública, bastava repetir o mantra: “Concessão não é privatização.”

Em que cilada se meteu o Cabralzinho! Tive que mandar a tropa para lá. Como diz minha mãe, quem fala muito dá bom-dia a cavalo. Me meti a balão e disse que essas UPPs eram a solução para o Brasil. Se arrependimento matasse…

25 DE MARÇO_A Standard & Poor’s rebaixou a gente. Lula sugeriu contratar os advogados do Fluminense.

26 DE MARÇO_Muito interessante essa novela das 7. Gosto muito dessas coisas de ciência, misticismo e Alexandre Borges. Mesmo de chapinha ele dá um caldo. Ideli tenta acompanhar, mas não entende nada. A trama é muita densa para ela.

27 DE MARÇO_Aniversário da Xuxa. Lembrar a secretária de mandar um bilhetinho.

30 DE MARÇO_Hoje, domingão, vou colocar um Altemar Dutra na vitrola, tomar uma caixinha de vinho e tirar uma soneca. Estou merecendo.

Leia também

Últimas Mais Lidas

O Minotauro da fronteira 

Como um dos chefes do PCC deixou um rastro de mortes e corrupção no Paraguai

Na piauí_167

A capa e os destaques da revista de agosto

Dispositivo de alerta

Morador provisório do Alvorada mostrou não estar à altura do cargo para o qual foi eleito, assim como seu clã de três zeros

Bolsonaro, o favorito?

Se não aumentar atual taxa de aprovação, presidente chegará a 2022 em situação desconfortável; até lá, arma a retranca e joga a torcida contra o juiz

No app da inclusão

Jovens negros da periferia apostam na tecnologia como ferramenta contra o racismo

Foro de Teresina #111: A república rachada de Bolsonaro

O podcast de política da piauí discute os principais fatos da semana

Álcool, pancadas na cabeça e poluição, novos riscos para o Alzheimer

Teste aponta propensão para a doença vinte anos antes de sintomas aparecerem; estudo inédito identifica três novos fatores a evitar para não desenvolver o mal

Moral religiosa é mais forte no Brasil do que em países com renda parecida 

Diretor de escola de Oxford analisa pesquisa global do Pew Research sobre moralidade e fé e explica por que a cultura brasileira faz do país um ponto fora da curva na questão

Mortes visíveis – o reencontro de Sérgio Ricardo, Dib Lutfi e Glauber Rocha

Contaminados pelo novo coronavírus, milhares de mulheres e homens perderam a vida – morreram de Brasil

Mais textos
3

Carbonos do pop

Falsos gringos e indústria cover no lado B da canção brasileira

4

Por que as crianças gostam de Valtidisnei

De como me perdi de minha família ao ver Pinocchio, fui parar num reformatório, e a reencontrei numa sessão de Bambi

5

O sem-carro

Sinistro foi o dia em que Diesel concebeu o seu funesto engenho

7

O calculista

A estratégia de Marcelo Viana para fazer o Brasil ser reconhecido como parte da elite da matemática

8

Direita, volver

Pré-candidato à Presidência, Jair Bolsonaro coloca o ultraconservadorismo no jogo eleitoral

9

O que é fascismo

Quando uma palavra se transforma em palavrão

10

A crise que deixou o Posto Ipiranga sem resposta

Com avanço do coronavírus, queda do preço do petróleo e recessão no horizonte, economistas cobram do governo Bolsonaro investimento público e ação além da cartilha fiscalista