anais da tecnologia

Dois anos que abalaram o Facebook – e o mundo

Como a maior empresa das redes sociais tomou o rumo do desastre

Nicholas Thompson e Fred Vogelstein
A ambição de Zuckerberg tinha sido criar outra internet, ou talvez outro mundo, dentro do Facebook, e induzir as pessoas a usá-lo ao máximo; o modelo do negócio se baseava na publicidade, que tem apetite infinito pelo tempo das pessoas
A ambição de Zuckerberg tinha sido criar outra internet, ou talvez outro mundo, dentro do Facebook, e induzir as pessoas a usá-lo ao máximo; o modelo do negócio se baseava na publicidade, que tem apetite infinito pelo tempo das pessoas FOTO: MISTER THOMS

I

Num dos últimos dias de fevereiro de 2016, Mark Zuckerberg fez circular um memorando entre todos os funcionários do Facebook, tratando de um gesto inquietante da parte do pessoal. A mensagem dizia respeito a certas paredes da sede da empresa, em Menlo Park, na Califórnia, usadas como um mural onde qualquer funcionário pode deixar sua assinatura ou escrever algumas palavras. Em mais de uma ocasião, alguém tinha riscado as palavras Black Lives Matter [Vidas Negras Importam] e escrevera por cima All Lives Matter [Todas as Vidas Importam]. Zuckerberg queria que o responsável parasse com aquilo. “Que Vidas Negras Importam não significa que as demais não tenham importância”, dizia o memorando. “Nunca impusemos regras sobre o que as pessoas podem ou não escrever nos nossos murais”, continuava o texto, mas “riscar o que outro escreveu significa silenciar a palavra alheia, ou [dizer] que a palavra de uns vale mais que a de outros.” As rasuras, afirmava, estavam sendo investigadas.

MATÉRIA FECHADA PARA ASSINANTES
Para acessar, assine a piauí

Nicholas Thompson

Nicholas Thompson é diretor de redação da Wired.

Fred Vogelstein

Fred Vogelstein é editor da Wired.

Leia também

Últimas Mais Lidas

Os Miseráveis – catástrofe à vista

Revolta de jovens na periferia de Paris é um sinal de alerta para políticos franceses

Foro de Teresina #85: A política de Moro, os negócios de Wajngarten e o nazismo na Cultura

O podcast de política da piauí discute os principais fatos da semana

Os ‘facilitadores’ que ajudaram a família Santos a acumular fortuna

De empresários a contadores, passando por consultores e advogados, a rede de relações que a mulher mais rica da África construiu para proteger seu império

Como o dinheiro desviado de Angola veio parar na Paraíba 

Inquérito da PF obtido pela Pública acusa político próximo do ex-presidente angolano José  Eduardo dos Santos e sua filha Isabel dos Santos de lavar dinheiro de corrupção no Nordeste

Uma Mulher Alta – título banal, belo filme

Inspirado em livro de jornalista vencedora do Nobel, filme aborda traumas de duas ex-combatentes

O império de Isabel

Como a filha do ex-presidente de Angola aproveitou o poder político do pai para, com empresas de fachada e informações privilegiadas, se tornar a mulher mais rica da África

Prejuízo em cacho

Petrobras enterra centenas de milhões de reais em projeto de  biocombustível a partir do dendê – que não produziu nem um litro de óleo

Foro de Teresina #84: Ascensão evangélica, Democracia em Vertigem e a Aliança pelo Brasil

O podcast de política da piauí discute os principais fatos da semana

Mais textos
3

O algoritmo da ágora

A política dos extremos no YouTube

4

Prejuízo em cacho

Petrobras enterra centenas de milhões de reais em projeto de  biocombustível a partir do dendê – que não produziu nem um litro de óleo

5

Como o dinheiro desviado de Angola veio parar na Paraíba 

Inquérito da PF obtido pela Pública acusa político próximo do ex-presidente angolano José  Eduardo dos Santos e sua filha Isabel dos Santos de lavar dinheiro de corrupção no Nordeste

6

A epidemia de doença mental

Por que cresce assombrosamente o número de pessoas com transtornos mentais e de pacientes tratados com antidepressivos e outros medicamentos psicoativos

7

O império de Isabel

Como a filha do ex-presidente de Angola aproveitou o poder político do pai para, com empresas de fachada e informações privilegiadas, se tornar a mulher mais rica da África

8

O herdeiro

Um filho não reconhecido de Bruno Caloi e uma dívida de 350 milhões de reais

9

Foro de Teresina #85: A política de Moro, os negócios de Wajngarten e o nazismo na Cultura

O podcast de política da piauí discute os principais fatos da semana