ficção

Dona Josefa

A briga era contra a política conservadora estendida como véu espesso sobre o Império

Ana Luisa Escorel
Josefa Carneiro de Mendonça (à esq.), o marido, João José, filhos e o genro, Antônio Paulino Limpo de Abreu (à dir.), em foto de 1841, quando viajaram ao Rio para a coroação de dom Pedro II
Josefa Carneiro de Mendonça (à esq.), o marido, João José, filhos e o genro, Antônio Paulino Limpo de Abreu (à dir.), em foto de 1841, quando viajaram ao Rio para a coroação de dom Pedro II FOTO: ACERVO FAMILIAR

Josefa Carneiro de Mendonça nasceu em Santa Luzia de Goiás (GO), em 1780, e mudou-se na infância para Araxá (MG). Quando eclodiu a Revolução Liberal de 1842, em oposição à política conservadora do segundo ministério de Pedro II, Josefa assumiu a liderança do movimento no oeste de Minas. Em razão disso, foi presa por cerca de dois meses e meio, julgada e, por fim, inocentada, depois que o defensor fez convergir todas as responsabilidades para um filho dela, também líder na revolução. Em 14 de março de 1844, o imperador concedeu anistia a todos os implicados no movimento. O núcleo familiar de Josefa deixou Minas e se estabeleceu em Petrópolis (RJ), onde suas terras dariam origem, anos depois, a um bairro conhecido como Posse dos Carneiros – hoje, simplesmente Posse. Foi também em Petrópolis que ela morreu, em 1855.
A seguir, piauí publica um trecho do livro Dona Josefa, ficção histórica sobre a líder revolucionária.

 

MATÉRIA FECHADA PARA ASSINANTES
Para acessar, assine a piauí

Ana Luisa Escorel

É designer, escritora e editora de livros. Publicou a coletânea de crônicas De Tudo um Pouco, pela Ouro sobre Azul

Leia também

Últimas Mais Lidas

Bolsonaro, Marielle e a tempestade no Twitter

Entre os voos para Brasília e a presença do então deputado na Câmara, tempo apertado afasta hipótese de que Bolsonaro estivesse no Rio para receber acusado de matar vereadora  

Ruptura de bolsonaristas com PSL ganhou asas no Twitter

Disputa por controle do partido impulsionou menções a Eduardo e Joice na rede

Scorsese pede para se explicar

Quem sonha em fazer filmes enfrenta situação brutal, afirma cineasta

Silêncio na “República de Curitiba”

Com Lula solto, acampamentos de militantes se desfazem, e capital paranaense volta à rotina

Projeto da piauí é um dos vencedores de desafio do Google

"Refinaria de Histórias" vai transformar reportagens em séries, filmes e documentários

Maria Vai Com as Outras #6 – parte II: Trans – Gênero, corpo e trabalho

A advogada Márcia Rocha fala sobre a inserção de pessoas trans no mercado de trabalho formal

PT e aliados preparam campanha Lula-2022

Solto, ex-presidente vai percorrer o país e comandar oposição a Bolsonaro

Os donos do Supremo

Professora da FGV critica poder absoluto da presidência da Corte sobre pauta de votação: “Pode levar todo o tribunal para o buraco”

Foro de Teresina #76: O mistério da casa 58, o golpismo bolsonarista e o pacote de Paulo Guedes

O podcast de política da piauí discute os principais fatos da semana

Mais textos
1

Começo para uma história sem fim

Como uma foto, um porteiro e um livro de registros complicaram ainda mais a investigação do caso Marielle

2

O estelionatário

O brasileiro que enganou um mafioso italiano, políticos panamenhos e Donald Trump

4

PT e aliados preparam campanha Lula-2022

Solto, ex-presidente vai percorrer o país e comandar oposição a Bolsonaro

6

Os donos do Supremo

Professora da FGV critica poder absoluto da presidência da Corte sobre pauta de votação: “Pode levar todo o tribunal para o buraco”

7

Foro de Teresina #76: O mistério da casa 58, o golpismo bolsonarista e o pacote de Paulo Guedes

O podcast de política da piauí discute os principais fatos da semana

8

Na piauí_158

A capa e os destaques da revista que começa a chegar às bancas

9

Silêncio na “República de Curitiba”

Com Lula solto, acampamentos de militantes se desfazem, e capital paranaense volta à rotina

10

A vida dos outros e a minha

Memórias de uma estudante brasileira fichada pela Stasi