carta de tóquio

Famílias de aluguel

No Japão, pode-se contratar o serviço de marido, mãe, chefe ou neto

Elif Batuman
Reiko ligou para a Family Romance e descreveu o pai que queria para sua filha de 10 anos: independentemente do que a menina fizesse, ele deveria se mostrar gentil. Para pagar os serviços do pai de aluguel, ela passou a gastar menos com comida e a comprar suas roupas em brechós
Reiko ligou para a Family Romance e descreveu o pai que queria para sua filha de 10 anos: independentemente do que a menina fizesse, ele deveria se mostrar gentil. Para pagar os serviços do pai de aluguel, ela passou a gastar menos com comida e a comprar suas roupas em brechós ILUSTRAÇÃO_MIKA TAKAHASHI_2018

Há dois anos, Kazushige Nishida – um assalariado de 60 e poucos anos que mora em Tóquio – começou a alugar uma esposa e uma filha por meio período. Sua mulher tinha morrido havia pouco, e seis meses antes a filha de 22 anos saíra de casa após uma discussão e nunca mais voltara.

“Achei que eu fosse uma pessoa forte”, disse Nishida quando nos encontramos numa noite de fevereiro, num restaurante perto da estação de trem de um bairro residencial. “Mas, quando a pessoa se vê sozinha, sente uma solidão dilacerante.” Alto e ligeiramente encurvado, Nishida vestia terno e gravata cinza; tinha uma voz grave, era gentil e parecia um tanto autodepreciativo.

MATÉRIA FECHADA PARA ASSINANTES
Para acessar, assine a piauí

Elif Batuman

É escritora americana de origem turca e colabora com a revista The New Yorker. É autora de The Idiot, pela Penguin

Leia também

Últimas Mais Lidas

Foro de Teresina #52 especial de um ano: Parlamentarismo branco, atos pró-governo e o lobby do fuzil

Podcast de política da piauí discute os principais fatos da semana

Acompanhe variação de humor sobre o governo Bolsonaro no Twitter

Gráfico mostra reação de usuários da rede social em relação às manchetes do dia

Em Trânsito – um olhar sobre o monstro que habita vários tempos históricos

Demonstração de talento neste filme notável tem sido desperdiçada pelo público brasileiro

O Twitter como bússola

Principal guia político de Bolsonaro, humor da rede social explica comportamento errático do presidente

Medo é laranja para quem espera avalanche marrom

A rotina de quem vive na cidade onde a parede de contenção de uma mina ameaça ceder e provocar o rompimento de uma barragem

Para não sair do hospital no escuro

A diferença que faz, para os pacientes, receber seus dados sobre tratamento e alta hospitalar – como manda novo Código de Ética Médica

O governo inconstitucional

Professora de direito constitucional escreve que decreto de Bolsonaro fere a autonomia universitária prevista na Constituição

Foro de Teresina #51: Moro no STF, o sigilo de Queiroz e Flavio e os protestos contra o governo

Podcast de política da piauí discute os principais fatos da semana

Ministro toma caldo no #TsunamiDaEducação

Maia viaja, governo escorrega e Centrão deixa Weintraub falando sozinho na Câmara enquanto protestos tomam conta do país

Mais textos
1

Medo é laranja para quem espera avalanche marrom

A rotina de quem vive na cidade onde a parede de contenção de uma mina ameaça ceder e provocar o rompimento de uma barragem

2

Para não sair do hospital no escuro

A diferença que faz, para os pacientes, receber seus dados sobre tratamento e alta hospitalar – como manda novo Código de Ética Médica

4

A escolinha anarcocapistalista do Ancapistão

Vacina e cinto de segurança são inimigos eleitos pelos ancaps, que já têm representante no governo Bolsonaro

5

O governo inconstitucional

Professora de direito constitucional escreve que decreto de Bolsonaro fere a autonomia universitária prevista na Constituição

6

O Twitter como bússola

Principal guia político de Bolsonaro, humor da rede social explica comportamento errático do presidente

7

Foro de Teresina #51: Moro no STF, o sigilo de Queiroz e Flavio e os protestos contra o governo

Podcast de política da piauí discute os principais fatos da semana

9

A javaporquice de Bolsonaro

Presidente opta pela pior oposição que poderia escolher e enfrenta protestos inéditos para um recém-empossado