humor & ficção

Na cama com Wolinski

Um encontro entre o autor de Pornopopéia e o decano do Charlie Hebdo

Reinaldo Moraes
ILUSTRAÇÃO: GEORGES WOLINSKI_GLÉNAT

A consternação, quase incredulidade, com que recebi a notícia do assassinato do Wolinski em Paris, junto com a patota do Charlie Hebdo, não conseguiu empanar a surpresa, seguida de intensa curiosidade, ao ler nos primeiros necrológios sobre o artista que ele tinha nascido em Túnis, capital da Tunísia. Pra mim, o Wolinski nasceu em 1975, em Paris, na baciada de ofertas de uma livraria, com todo tipo de porcaria encalhada a preço de banana – ou de livro encalhado mesmo, já que, na França, banana vale mais do que livro encalhado. Foi ali que achei uma coletânea pocket de desenhos desse cara, de quem eu mal tinha ouvido falar, publicados no jornalzinho de humor Hara-Kiri de 1965 a 1967. O livrinho se chamava Ils Ne Pensent qu’à Ça [Eles Só Pensam Nisso], e era um puta sarro, expressão de época que deve ter-me vindo à cabeça ao devorar os desenhos do cara.

“Puta sarro”, no caso, significava aquele humor cético, meio idiota, entre o nonsense e uma espécie de existencialismo pop, em que o macho quase sempre se dá mal nas mãos de mulheres sádicas ou indiferentes, ultrajadas ou liberadas pra libertinagem. Praqueles personagens delineados com traços mínimos mas de efeito total, o sexo é um palco em que se encenam os pequenos dramas sociais e individuais da modernidade urbana, com seu cortejo de constrangimentos e decepções, matéria-prima de um humor sem fronteiras morais, ideológicas, religiosas ou impostas por qualquer definição de bom gosto.

MATÉRIA FECHADA PARA ASSINANTES
Para acessar, assine a piauí

Reinaldo Moraes

Reinaldo Moraes, escritor, roteirista e tradutor, é autor do romance Pornopopéia, da Objetiva

Leia também

Últimas Mais Lidas

Um bicheiro no centro do poder

A rede de assassinatos, amizades e dinheiro que cerca Jamil Name no Mato Grosso do Sul

Seis conclusões sobre o modelo do mundo sem a Amazônia 

O preço que o Brasil e o mundo pagarão caso a floresta continue a ser derrubada para dar lugar à pecuária

O mundo sem a Amazônia

Modelo climático prevê efeitos da conversão da floresta em pasto: diminuição de 25% das chuvas no Brasil e aumento da temperatura, com prejuízo "catastrófico" para agricultura e produção de energia

Foro de Teresina #73: Autofagia no governo, crise na oposição e o óleo nas praias do Nordeste

O podcast de política da piauí discute os principais fatos da semana

Domingo – um dia especial

Filme paga preço alto ao ser lançado agora, quando expectativa de “nova era” se mostrou ilusória

O novo Posto Ipiranga

Ex-capitão do Exército transformado em ministro da Infraestrutura cresce no Twitter e na agenda positiva do governo Bolsonaro 

Brasil mais longe da Europa

“Efeito Bolsonaro” afasta turistas europeus e prejudica negócios

Maria Vai Com as Outras #5: Crime e castigo contra a mulher

Uma socióloga e uma defensora pública falam dos efeitos que a violência tem na vida profissional das mulheres

Mitificação de Eduardo, demonização da esquerda

Em evento bolsonarista, filho do presidente e ministros apresentam rivais como mal radical, em sintoma da deterioração democrática no país

Mais textos
1

Brasil mais longe da Europa

“Efeito Bolsonaro” afasta turistas europeus e prejudica negócios

2

Fala grossa e salto fino

As façanhas de Joice Hasselmann, do rádio ao Congresso

3

Mitificação de Eduardo, demonização da esquerda

Em evento bolsonarista, filho do presidente e ministros apresentam rivais como mal radical, em sintoma da deterioração democrática no país

5

O novo Posto Ipiranga

Ex-capitão do Exército transformado em ministro da Infraestrutura cresce no Twitter e na agenda positiva do governo Bolsonaro 

6

O mundo sem a Amazônia

Modelo climático prevê efeitos da conversão da floresta em pasto: diminuição de 25% das chuvas no Brasil e aumento da temperatura, com prejuízo "catastrófico" para agricultura e produção de energia

8

Moro em queda livre

Ministro e seu pacote anticrime perdem espaço no governo, no TCU e no Twitter

9

Um bicheiro no centro do poder

A rede de assassinatos, amizades e dinheiro que cerca Jamil Name no Mato Grosso do Sul

10

Letra preta

Os negros na imprensa brasileira