poesia

Nave-mãe

Bloco de notas filmado em 2018, à maneira de Agnès Varda

Marília Garcia
ILUSTRAÇÃO: PEDRO FRANZ_2019

COMEÇO 1.

[quantos meses?]  sua barriga tá enorme

[quantos meses?]  nem parece que tá grávida

[quantos meses?] sua barriga tá baixa hein, vai nascer antes da hora



[você é louca, ainda não comprou um carrinho?]

[você teve desejo de comer alguma coisa esquisita, tipo terra?]

 

COMEÇO 2.

[parto normal?]       louca

[parto normal?]       ninguém dava nada por você

[parto normal?]       você não precisa disso

[parto natural ou com anestesia?]

vou estourar a bolsa, precisamos otimizar o parto

 

COMEÇO 3.

[quantos quilos você engordou?]

[já voltou ao normal?]

você precisa de ajuda

tem que ir pra academia

vou te dar um remédio-combo que é ótimo
serve para depressão
mas é bom mesmo pro leite descer

 

COMEÇO 4.

[você faz livre demanda?]

[por que não dá mamadeira?]

[já se rendeu à chupeta?]

o mamá tem que ser de 3 em 3 horas

 

COMEÇO 5.

melhor agasalhar o bebê, ele tá com frio

[cadê a meia?]

bebê pequeno não pode usar luva
não pode dormir de bruços
não pode dormir de cobertor
não pode dormir sem arrotar

[ela é suarenta?]

não pode colocar sentado

se chorar muito, secador de cabelo
ruído branco para acalmar

 

COMEÇO 6. AINDA?

[você ainda acorda de madrugada?]

[ela ainda dorme no seu quarto?]

[ela ainda não dorme a noite toda?]

[ela ainda dorme no colo?]

[ela ainda está mamando?]

 

COMEÇO 7

pelo visto já tá fazendo manha

não pode ser mole com bebê

tem que educar desde cedo

tem que deixar chorando

 

COMEÇO 8.

e aí, meninão?
é menina
mas tá de cinza

*

e aí, meninão?
é menina
ah é, tá de rosa

 

EM LOOP

[ela é boazinha?]

Marília Garcia

É poeta e autora de Câmera Lenta, da Companhia das Letras, vencedor do Prêmio Oceanos 2018

Leia também

Últimas Mais Lidas

A mão que acende o fogo

Aquecimento global e desmatamento aumentam o material combustível para os incêndios, mas, sem ação de pessoas, o Pantanal e a Amazônia não queimariam assim

“O fogo acabou com tudo”

Líder indígena em Mato Grosso relata como as queimadas avançam sobre sua aldeia, destruindo casas, árvores, animais e memórias

O que Há em Ti e o que está por vir

Cinemas do Rio não abrem porque não podem comercializar seu principal produto - comida

Não adianta culpar o boi

Câmbio, exportação e demanda interna explicam aumento do preço da carne

Ciência política regulamentada

Em resposta ao artigo “Deixa a moça trabalhar”, autores  defendem regulamentação da profissão de cientista político

O arroz do pobre na fritura do ministro

Apetite eleitoral de Bolsonaro rejeita os movimentos do mercado

Mais textos
2

R$ 0,46 no tanque dos outros

Agora, caminhoneiros grevistas usam WhatsApp para defender queda da gasolina, de Temer e da democracia

4

Qu4tro figuras (e mais 2)

Agora só tem o Homem de Ferro em Blu-ray, a privada virou "poltrono", a moça penteia o bigode e Stálin está no armário

5

A vida e a morte de uma voz inconformada

Os últimos momentos de Marielle Franco, a vereadora do PSOL executada no meio da rua no Rio de Janeiro sob intervenção

10

Warst du schon mal in Bahia?

A passagem da seleção alemã pela praia de Santo André