diário da Dilma

Nem vem de garfo que hoje é dia de sopa

Só falta descobrirem que aquela ardósia dos olhos do Chico é lente de contato

Me identifiquei com esse <i>Birdman</i>; Também tenho uma sombra que me persegue por onde eu vá
Me identifiquei com esse Birdman; Também tenho uma sombra que me persegue por onde eu vá ILUSTRAÇÃO: CACO GALHARDO_2015

1º DE FEVEREIRO_Mandei a Odebrecht construir um bunker perto do Alvorada e ficarei por lá até as coisas se acalmarem. Não vou abrir minha boca até ver que bicho vai dar tudo isso. Eu já nem sei quem está preso, quem foi solto. Deixei tudo na mão do Zé Eduardo. Quer ser nomeado pro STF? Tem que mostrar serviço!

2 DE FEVEREIRO_Parem tudo! Por Zeus, de que Olimpo esse PSOL grego foi tirar o ministro das Finanças?! Um Apolo! E eu aqui com esse Joaquim Levy, que mais parece o Dilbert, dando notícia ruim dia sim e noutro também. Preguei um pôster do Varoufakis de sungão no closet. É para evitar que eu fraqueje na dieta Ravenna.

3 DE FEVEREIRO_Adotei técnicas mnemônicas para decorar os nomes dos 39 ministros e pintou uma dúvida: Advocacia-Geral da União tem status de ministério? Tomara que não.

Exigi que o Netflix me adiantasse a terceira temporada de House of Cards. Quero me certificar de que não vem mais denúncia por aí. Nunca se sabe.

4 DE FEVEREIRO_Quando eu achava que estava decorando o nome de todo mundo, eis que o cerimonial me convida para a posse do novo ministro-chefe da Secretaria de Assuntos Estratégicos. Mangabeira Unger, again! Não vou. Isso está fora de controle.

Recebi um e-mail da Gracinha dizendo que estava “saindo para encarar novos desafios”. Restou um constrangimento entre nós, não vou negar. Uma amizade de tantos anos ficar estremecida por uma bobagem dessas. Emprego não é tudo na vida! Ela vai se aposentar bem e terá tempo para reavaliar com calma as decisões que tomou acerca do corte de cabelo.

5 DE FEVEREIRO_Aproveitei a reclusão para listar uma porção de coisas que o FHC poderia ter consertado se não tivesse se omitido. Telemarketing, por exemplo, é herança dele. Também vai pra conta do raposão a Banheira do Gugu, o Dogma 95, a novela Estrela-Guia, o Tamagotchi e o Teletrim.

Que fase, Brasil. Até o Anderson Silva foi pego no antidoping. Agora só falta descobrirem que aquela ardósia dos olhos do Chico Buarque é lente de contato.

6 DE FEVEREIRO_Recebi o Saad e pedi que destravasse o Boechat daquela bancada do Jornal da Band. O homem é todo folgazão no rádio, chega na tevê fica aquela pasmaceira empostada. Saad acabou soltando umas fofocas quentinhas da Ticiana Villas Boas. Vou mandar o BNDES aumentar a participação na Friboi.

Dilma Varoufakis. Soa bem.

7 DE FEVEREIRO_Só agora fiquei sabendo que o Eduardo Cunha é o novo presidente da Câmara. Saudade daquelas viagens que o Patriota me arranjava para países com IDH negativo. Só pra chegar levava uns três dias, a gente se esquecia de tudo. Às vezes fico em dúvida se me precipitei ao mandá-lo embora. Ele adorava um país em desgraça e ia achar alguma coisa para eu fazer na Grécia.

8 DE FEVEREIRO_Parece que o Cauã e a Grazi não voltaram mesmo. Que pena!

9 DE FEVEREIRO_Ideli me ligou com voz de estadista para dizer que ela descobriu que o montepio dos funcionários públicos de Joinville detém 1 327 reais em títulos da municipalidade de Atenas. Em nome dos interesses dos joinvilenses, exige ser mandada imediatamente à Grécia para negociar com o novo governo. Pode?

10 DE FEVEREIRO_Eduardo Cunha designou dois parlamentares para me trazerem uma mensagem: Let the games begin. Respondi batucando na mesa aquela música do Carlos Imperial. Nem vem que não tem/nem vem de garfo que hoje é dia de sopa/esquenta o ferro, passa minha roupa. Sou boa de batuque.

11 DE FEVEREIRO_Pincel sustentável, luminária original, móbiles incríveis. A revista Máxima mostrou dez maneiras de reaproveitar desodorante roll-on usado. É desse tipo de imprensa que precisamos em tempos de austeridade.

12 DE FEVEREIRO_Despenquei para São Paulo a pedido do Lula. O homem me recebeu todo pimpão e foi logo perguntando: “Dilminha, que aval o Bendine tem para presidir a Petrobras?” Silenciei constrangida e o pândego completou: “A Val Marchiori!” Gente, na boa, isso é pior do que passar o Carnaval com o Kassab.

13 DE FEVEREIRO_Partiu Base de Aratu. Mandei instalarem uma mesa de pingue-pongue. Vou perder calorias me divertindo.

14 DE FEVEREIRO_Será que o Dida resolve o balanço da Petrobras? Se resolver, ganha o Oscar de melhor maquiagem e faz carreira em Hollywood. Fico apreensiva porque o inglês dele é pouco melhor que o do Lula…

15 DE FEVEREIRO_“Quem muito se ausenta, uma hora acaba deixando de fazer falta.” Rabisquei a frase no papel de carta da Hello Kitty e mandei para o Lobão. Quem diria que tão cedo me sentiria assim liberta! Paixão = πάθος = Páthos.

16 DE FEVEREIRO_Gabrielzinho tá um homem feito! Diz não pra tudo. Tem personalidade o garoto.

Varei a madruga vendo o desfile no Sambódromo. Saravá, Beija-Flor! Grande ideia essa do João Santana de apresentar o ditador ao Anísio. Ao menos por uns dias desvia o foco.

17 DE FEVEREIRO_O povo de São Paulo sofre. Se não chove, falta água; quando chove, inunda tudo. A cidade é cinza, tensa, engarrafada. E, para piorar, tem esse Carnaval da Vila Madalena.

Emagreci tanto que até a balança comercial está positiva. Que toda maldade vire austeridade, que toda inveja me faça perder peso.

18 DE FEVEREIRO_Meu pirata me arrumou aquela série Transparent. Uma história parecida com a do Laerte. Tão comovente!

19 DE FEVEREIRO_Já falei com o Dida para ver se a Petrobras patrocina um festival de teatro grego.

20 DE FEVEREIRO_A corrupção na Petrobras coloquei na conta do FHC. Aquela lista que fiz na clausura foi útil. Pena que esqueci o Tamagotchi.

“Com o tempo, você vai percebendo que, para ser feliz, você precisa aprender a gostar de você, a cuidar de você e, principalmente, a gostar de quem também gosta de você.” (Mário Quintana)

21 DE FEVEREIRO_Ando apaixonada pelo personagem militante do Marcelo Adnet. O menino deu uma volta na Rede Globo e diz verdades duras sobre a emissora. Sobrou até para o William Waack.

22 DE FEVEREIRO_E eu lá tenho tempo para receber esse indonésio bem na hora em que o Varoufakis está de echarpe na CNN passando uma carraspana no tal do Eurogrupo? O indonésio se chama Toto Riyanto, por Deus, e usa aquele chapeuzinho que lembra uma tigela!

23 DE FEVEREIRO_Me identifiquei com esse Birdman. Também tenho uma sombra que me persegue por onde eu vá.

Nicolás Maduro perdeu a mão, coitado. Prender inimigo histórico não resolve nada. A gente tem é que dar uma diretoria em estatal, um carguinho comissionado.

24 DE FEVEREIRO_Protesto de caminhoneiros. Era só o que me faltava. Vou mandar a Sula Miranda negociar com eles.

25 DE FEVEREIRO_Comprei umas roupas num site chinês, usei o nome da Erenice. Perdi meu guarda-roupa quase inteiro. Tem muita coisa que não dá só pra apertar, fica uma marmota. Estou curiosíssima! Gastei uma cocada e uma maria-mole e arrematei umas 25 peças. Vamos ver se presta.

Ai, gente, pra que fazer ato em defesa da Petrobras? Preguiça.

26 DE FEVEREIRO_Varoufakis se definiu como um “marxista errático”! Alma gêmea! Sou marxista e errei no Guido, errei na Gleisi, errei na Gracinha, errei no Aldo, na conta de luz, no crescimento, na inflação!

Leia também

Últimas Mais Lidas

O patriotismo como negócio

Vendas da Semana do Brasil, criada para incentivar consumo apelando ao Sete de Setembro, ficam 40% abaixo do esperado pelo governo

Maria Vai Com as Outras #3: Quero ser mãe, não quero ser mãe

Uma editora e uma advogada e escritora falam sobre os desdobramentos na vida de uma mulher quando ela decide ter ou não ter filhos

Vítimas de Mariana cobram R$ 25 bi de mineradora BHP na Inglaterra

Juiz deve decidir em junho se vai julgar o processo, o maior em número de vítimas da história do Reino Unido

Passarinho vira radar de poluição

Pesquisadores usam sangue de pardais para medir estrago de fumaça de carros e caminhões em seres vivos

Foro de Teresina #68: Censura na Bienal, segredos da Lava Jato e um retrato da violência brasileira

O podcast de política da piauí discute os principais fatos da semana

Presos da Lava Jato unidos contra os ratos e o tédio

Condenados por crimes de colarinho-branco já caçaram roedores e fizeram faxina em complexo penal; transferidos para hospital penitenciário e sem ter o que fazer, gastam o tempo com dominó  

O maestro e sua orquestra – andamento lento e músicos desafinados

Governo se julga no direito de “filtrar” projetos incentivados com verba pública, mas filtrar é eufemismo para censurar

Quando a violência vem de quem deveria proteger

Quatro meninas são estupradas por hora, a maior parte dentro de casa, e 17 pessoas são mortas pela polícia por dia, revelam dados do Anuário de Segurança Pública

Mais textos