carta da venezuela

O arroz chegou

Sobreviver é a principal preocupação dos venezuelanos

Paula Ramón
“Tem carne?”, pergunto no primeiro açougue que encontro. “Só na lousa”, responde o empregado, mostrando o quadro com os preços na parede. De braços cruzados e com a geladeira vazia, ele me explica que o último lote de carne chegou ali no sábado, mas já no domingo não havia mais nada
“Tem carne?”, pergunto no primeiro açougue que encontro. “Só na lousa”, responde o empregado, mostrando o quadro com os preços na parede. De braços cruzados e com a geladeira vazia, ele me explica que o último lote de carne chegou ali no sábado, mas já no domingo não havia mais nada MERIDITH KOHUT_© PHOTOSHELTER, INC

Quando o avião se aproxima de Maracaibo, o azul-turquesa do mar caribenho surge como um clichê, mas um clichê que toda vez desperta a saudade de algo que parece irrecuperável.

Às três da tarde de 21 de agosto, o Aeroporto Internacional de La Chinita – como os venezuelanos se referem à Virgem de Chiquinquirá – está deserto. Por ele circulam apenas alguns poucos funcionários e os passageiros desse voo que vai e vem de Miami, talvez uma das poucas reminiscências da época de ouro de Maracaibo, cidade rica de petróleo que décadas atrás era chamada de Arábia Saudita da Venezuela.

MATÉRIA FECHADA PARA ASSINANTES
Para acessar, assine a piauí

Paula Ramón

Paula Ramón, jornalista venezuelana, é correspondente da AFP em São Paulo.

Leia também

Últimas Mais Lidas

A operação foi um sucesso

Como foi a invasão noturna do Bope na Maré que deixou cinco mortos e foi considerada exitosa pelas autoridades

Foro de Teresina #27: Bolsonaro cai no mundo real, a oposição junta os cacos e Doria recruta no governo Temer

O podcast de política da piauí discute os fatos da semana na política nacional

A rebelião do WhatsApp contra o Major Olímpio

Soldados virtuais que ajudaram a eleger o capitão Bolsonaro condenam proximidade do senador com João Doria

Bolsonaro-dependência

Oposição ao novo presidente joga sem pressa e no erro adversário

Fazendo a egípcia

Bolsonaro estremece relações comerciais com o mundo árabe e abala, sem querer, o negócio de escovas progressivas brasileiro

O Muro – sinal de alerta, ouvidos moucos

Documentário de 2017 discute premonitoriamente a polarização de posições políticas

Stan Lee explica por que “criou problemas” para os super-heróis

Assista a trechos da entrevista concedida em 1988 pelo criador de personagens da Marvel, morto nesta segunda

A lição de Josefa

A grande artesã deixa um conselho para os políticos: “Não há riqueza maior do que o nosso nome”

Mulher negra (não tão) presente

Representatividade de mulheres pretas e pardas, maioria da população brasileira, cresceu 38% nas eleições; participação dos homens brancos é 15 vezes maior do que a das mulheres negras

A democracia pode ser exceção

Nada garante que o regime seja inerentemente estável

Mais textos
1

O triunfo do bolsonarismo

Como os eleitores criaram o maior partido de extrema direita da história do país

2

A rebelião do WhatsApp contra o Major Olímpio

Soldados virtuais que ajudaram a eleger o capitão Bolsonaro condenam proximidade do senador com João Doria

3

A operação foi um sucesso

Como foi a invasão noturna do Bope na Maré que deixou cinco mortos e foi considerada exitosa pelas autoridades

4

O fiador

A trajetória e as polêmicas do economista Paulo Guedes, o ultraliberal que se casou por conveniência com Jair Bolsonaro

5

Fazendo a egípcia

Bolsonaro estremece relações comerciais com o mundo árabe e abala, sem querer, o negócio de escovas progressivas brasileiro

6

Stan Lee explica por que “criou problemas” para os super-heróis

Assista a trechos da entrevista concedida em 1988 pelo criador de personagens da Marvel, morto nesta segunda

7

WhatsApp elege mas não governa

Outros Poderes explicam a Bolsonaro que preferem sua parte em dinheiro

8

Meus avós em ruínas

Por que não consigo me livrar do apartamento modernista que herdei há cinco anos?

10

Bolsonaro-dependência

Oposição ao novo presidente joga sem pressa e no erro adversário