ficção

O degas aqui

Em busca de um personagem pra chamar de meu

Reinaldo Moraes
Atravesso a rua. As aranga, os buzão, tudo parado na Teodoro. Ando, logo existo em cima das minhas pernas descongestionadas, com a alegria sádica do andarilho que não depende de condução. Falta que me fazem aqueles óculos phonokinográficos pra descrever as cenas banais que presencio ou das quais participo como coadjuvante no palco das calçadas, ao lado de atores e atrizes anônimos
Atravesso a rua. As aranga, os buzão, tudo parado na Teodoro. Ando, logo existo em cima das minhas pernas descongestionadas, com a alegria sádica do andarilho que não depende de condução. Falta que me fazem aqueles óculos phonokinográficos pra descrever as cenas banais que presencio ou das quais participo como coadjuvante no palco das calçadas, ao lado de atores e atrizes anônimos FOTO_DW RIBATSKI_2018

E cadê a primeira frase do meu romance? Sem primeira frase, não tem romance. O Strumbicômboli tem uma puta primeira frase: ‘Bom dia, ele disse à meia-noite em ponto.’ Puta primeira frase de romance. Pode não parecer, se não tiver um romance debaixo dela, como tinha no Strumbi. Mas era uma puta frase fertilizadora. Desde então persigo uma primeira frase com esse mesmo punch. Ó primeira frase do quinto caralho do apocalipse, em que canto tu te escondes, porra?

E segue o andarilho a ruminar frases que despeja numa fita de cromoferrite. Uma delas talvez seja a frase-maná, que, em se grafando, tudo dá.

MATÉRIA FECHADA PARA ASSINANTES
Para acessar, assine a piauí

Reinaldo Moraes

Reinaldo Moraes, escritor, roteirista e tradutor, é autor do romance Pornopopéia, da Objetiva

Leia também

Últimas Mais Lidas

Nunca fui santa

Às vésperas da canonização de Irmã Dulce, quase 80% dos santos reconhecidos pela Igreja Católica ainda são homens

Cabeças a prêmio – naufrágio do cinema

Por idiossincrasia de Bolsonaro, mas também por nossa incapacidade de reformular a Ancine, estamos por afundar

Os podcasts que eles ouvem

Quais os programas queridinhos dos participantes do evento

Fogo na Amazônia apaga o Sol no Sul

Fumaça de queimadas combinadas em Rondônia, Bolívia e Paraguai cobre o Sol no norte do Paraná, a mais de 2 mil km de distância

Maria Vai Com as Outras #1: Poder

A prefeita Márcia Lucena e a delegada Cristiana Bento contam como exercem o poder em profissões quase sempre ocupadas por homens

Foro de Teresina especial: aguarde

O programa, que contou com a participação da jornalista Maria Cristina Fernandes, foi gravado ao vivo durante o evento que reuniu os melhores podcasters do país

Entre gargalhadas, cotidiano e estratégia: os podcasts de humor

Linguagem politicamente incorreta e medo da repetição estão entre as preocupações dos realizadores 

Em podcasts jornalísticos, muito planejamento e pouco improviso

Produção diversificada e roteiro bem construído ajudam a resumir informação e análise

Mais textos
1

A vovó fashion

Uma influencer e seus looks ousados

2

Fogo na Amazônia apaga o Sol no Sul

Fumaça de queimadas combinadas em Rondônia, Bolívia e Paraguai cobre o Sol no norte do Paraná, a mais de 2 mil km de distância

3

A imprevidência chilena

Elogiado por Bolsonaro e Guedes, regime de capitalização implantado no Chile tem aposentadoria média inferior ao salário mínimo

4

Acordo de WhatsApp para manter Frota no PSL não resiste a canetada de Bolsonaro

Bancada selou em grupo de aplicativo permanência do deputado, que acabou expulso depois de criticar Eduardo; outros parlamentares devem ser enquadrados

5

Sem saúde nem plano

Por que os planos de saúde privados se tornam inviáveis a partir dos 60 anos e como algumas operadoras conseguem cobrar menos

6

Foro de Teresina #64: A fritura de Moro, a expulsão de Frota e o acordo de Itaipu

O podcast de política da piauí discute os principais fatos da semana

8

O pit bull do papai

Os tormentos e as brigas de Carlos Bolsonaro, o filho mais próximo do presidente

9

Operação zangão

O combate ao furto de abelhas no interior de Minas Gerais

10

A hora dos descontentes

Por medo da diversidade, o Leste Europeu deixou de ver o liberalismo como modelo