ficção

O degas aqui

Em busca de um personagem pra chamar de meu

Reinaldo Moraes
Atravesso a rua. As aranga, os buzão, tudo parado na Teodoro. Ando, logo existo em cima das minhas pernas descongestionadas, com a alegria sádica do andarilho que não depende de condução. Falta que me fazem aqueles óculos phonokinográficos pra descrever as cenas banais que presencio ou das quais participo como coadjuvante no palco das calçadas, ao lado de atores e atrizes anônimos
Atravesso a rua. As aranga, os buzão, tudo parado na Teodoro. Ando, logo existo em cima das minhas pernas descongestionadas, com a alegria sádica do andarilho que não depende de condução. Falta que me fazem aqueles óculos phonokinográficos pra descrever as cenas banais que presencio ou das quais participo como coadjuvante no palco das calçadas, ao lado de atores e atrizes anônimos FOTO_DW RIBATSKI_2018

E cadê a primeira frase do meu romance? Sem primeira frase, não tem romance. O Strumbicômboli tem uma puta primeira frase: ‘Bom dia, ele disse à meia-noite em ponto.’ Puta primeira frase de romance. Pode não parecer, se não tiver um romance debaixo dela, como tinha no Strumbi. Mas era uma puta frase fertilizadora. Desde então persigo uma primeira frase com esse mesmo punch. Ó primeira frase do quinto caralho do apocalipse, em que canto tu te escondes, porra?

E segue o andarilho a ruminar frases que despeja numa fita de cromoferrite. Uma delas talvez seja a frase-maná, que, em se grafando, tudo dá.

MATÉRIA FECHADA PARA ASSINANTES
Para acessar, assine a piauí

Reinaldo Moraes

Reinaldo Moraes, escritor, roteirista e tradutor, é autor do romance Pornopopéia, da Objetiva

Leia também

Últimas Mais Lidas

Foro de Teresina #47: Bolsonaro joga diesel na crise, deputada é ameaçada, e STF embarca na censura

Podcast de política da piauí discute os principais fatos da semana

Delação financiada

Pressionada pela Lava Jato, CCR decide pagar 71 milhões de reais para demitir executivos e transformá-los em delatores; acionistas minoritários protestam

A guerra perdida de Toffoli

Embate no Supremo mostra sucessão de equívocos, avalia professor da FGV

Verbas pelo ralo

Empresa contratada com dinheiro de emenda apresentada pelo secretário de Previdência fez depósitos na conta de parente de Marinho; caso explicita descontrole na fiscalização

Foro de Teresina #46: Os 100 dias de governo, o marasmo na economia e a chuva (de tiros) no Rio

Podcast de política da piauí discute os principais fatos da semana

O Caso Hammarskjöld – persistência recompensada

Documentário tem chance de ajudar a esclarecer morte de secretário-geral da ONU

Foi atender o telefone e voltou demitido

Embaixador diz que Apex era “jardim de infância” com diretora despreparada e protegida pelo chanceler

Mourão, o avalista  

Atacado pelos radicais bolsonaristas, o vice-presidente se coloca como garantia contra solavancos do governo

Balança mas não vende

Bolsonaro prioriza relações com Israel, mas Brasil tem déficit com israelenses e superávit com Liga Árabe

Mais textos
1

Delação financiada

Pressionada pela Lava Jato, CCR decide pagar 71 milhões de reais para demitir executivos e transformá-los em delatores; acionistas minoritários protestam

3

Verbas pelo ralo

Empresa contratada com dinheiro de emenda apresentada pelo secretário de Previdência fez depósitos na conta de parente de Marinho; caso explicita descontrole na fiscalização

4

Foi atender o telefone e voltou demitido

Embaixador diz que Apex era “jardim de infância” com diretora despreparada e protegida pelo chanceler

7

A metástase

O assassinato de Marielle Franco e o avanço das milícias no Rio

8

“A vida, a humilhação, a gozação nas ruas”

Uma história da República chega ao fim

9

The BolsozApp Herald

A rede social mais patriótica do Brasil

10

Os manifestantes estão em pânico

O que querem os coletes amarelos?