poesia

Os mesmos homens voltam com os mesmos gestos

Sofia Mariutti
ILUSTRAÇÃO: AMANDA SABOYA_@DESBORDA_2017

VAMOS REPRODUZIR UMA CENA DO GODARD
você me pergunta qual parte do seu corpo eu mais gosto

eu respondo “os cílios”

 

OCASO
quando você ficar careca
e eu não tiver mais dentes
pra ranger à noite
unhas pra roer de dia
talvez use postiças

quando você ficar careca
eu não vou ver a bolsa
sobre meus olhos vai ter
caído talvez eu faça a
plástica que mamãe
sempre sonhou pra mim
seu pau não vai mais ficar
duro ao me olhar de saia
sem calcinha deitada na rede
da varanda de uma casa
sem parede com vista pro mar
o gozo na cara
com vista pro mar



não, não
você vai estar careca
e nós dois ainda lamentando
a separação dos nossos pais

 

AI DE MIM
na minha boca não há mais caninos
sinto muito, sofro de bruxismo
não me nasceram sisos
nunca terei juízo
ou marido

 

ETIMOLOGIA
esposas
substantivo feminino plural
diacronismo: antigo
algemas

 

O DIA ACABA NA NOITE
os mesmos homens voltam com os mesmos gestos

 

TROUXINHA
você me trouxe um pé de tomate
um pé de pimenta
um buquê de angélicas uma orquídea
quatro garrafas de vinho
de todas as cores de todas as uvas
um conjunto de taças
de vinho um livro do matisse
a fera na selva do henry james
philip roth autografado
o apuro em escrever um poema
a cada manhã geleia chá band-aid
a certeza de ser trouxa
e um gosto amargo que não me deixa mais

Sofia Mariutti

Sofia Mariutti é poeta, editora e tradutora paulistana.

Leia também

Últimas Mais Lidas

Bons de meme, ruins de voto

Nomes bizarros viralizam, mas têm fraco desempenho nas urnas

Perigo à vista! – razões de sobra para nos preocuparmos

Ancine atravessa a crise como se navegasse em águas tranquilas, com medidas insuficientes sobre os efeitos da pandemia

Retrato Narrado #4: A construção do mito

De atacante dos militares a goleiro dos conservadores: Bolsonaro constrói sua história política

A renda básica, o teto de gastos e o silêncio das elites

Desafio é fazer caber no orçamento de 2021 um programa mais robusto que o Bolsa Família e mais viável em termos fiscais que o auxílio emergencial

A culpa é de Saturno e Capricórnio, tá ok?

Como Maricy Vogel se tornou a astróloga preferida dos bolsonaristas 

Um satélite oculto

Governo declara sigilo sobre decisões de Junta que analisa gastos públicos e complica a mal contada história do equipamento de 145 milhões para monitorar a Amazônia

Cresce força de PMs na política

Entre profissionais da segurança pública que se candidataram, proporção de eleitos triplicou de 2010 a 2018

Mais textos
5

Procura-se um presidente

Dependência virtual e extremismo de Bolsonaro precipitam corrida política no campo da direita

6

Lucrativa como chocolate

Ex-investidores de Wall Street e os herdeiros de Bob Marley disputam os bilhões da cannabis legalizada nos Estados Unidos

7

O labor de Papai Noel

Papai Noel demais em uma única noite de Natal

8

Temer estuda pedir Estados Unidos em casamento para Brasil não quebrar

Uma ideia ousada surgiu numa reunião de Michel Temer com seus assessores mais próximos nesta tarde. Moreira Franco sugeriu que “já está na hora de o Brasil arrumar um esposo” para não correr o risco de quebrar.

10

A hora mais escura – exigências da verdade

O filme dirigido por Kathryn Bigelow a partir do roteiro de Mark Boal tem duas fragilidades – a legenda na abertura e o close final de Maya, a analista da CIA interpretada por Jessica Chastain. Entre esses dois extremos, porém, há duas horas e meia de bom cinema.