questões brasileiras

Procura-se um presidente

Dependência virtual e extremismo de Bolsonaro precipitam corrida política no campo da direita

Miguel Lago
Ao normalizar a extrema direita, Bolsonaro desloca o centro de gravidade da política. A extrema direita purista se torna direita, a direita mais contundente se torna centro, e o centro se torna esquerda. O radicalismo de Bolsonaro contribui para dar aparência de moderação e pragmatismo a um grupo profundamente ideológico como o MBL
Ao normalizar a extrema direita, Bolsonaro desloca o centro de gravidade da política. A extrema direita purista se torna direita, a direita mais contundente se torna centro, e o centro se torna esquerda. O radicalismo de Bolsonaro contribui para dar aparência de moderação e pragmatismo a um grupo profundamente ideológico como o MBL CREDITO: ROBERTO NEGREIROS_2019

Jair Bolsonaro é um fenômeno tecnopolítico. Ele é produto da dinâmica das redes sociais, onde o brasileiro gasta boa parte do seu dia, consumindo e compartilhando informações. O Brasil é a segunda nação a passar mais tempo conectada, em média nove horas por dia. Não por acaso, o país foi de certa forma pioneiro no uso da tecnologia em uma eleição, a ponto de invalidar determinantes clássicos, como tempo de televisão, financiamento, estrutura partidária, palanques estaduais ou memória eleitoral (experiência passada que marcou o eleitorado). O candidato do PSL tinha míseros segundos, um partido nanico, poucos recursos declarados, palanques frágeis e não havia governado antes.

A tecnologia foi também determinante para eleger Donald Trump, sabemos disso. Nesse caso, entretanto, outros fatores contribuíram para a vitória, como o fato de o personagem ser uma celebridade televisiva e dispor da estrutura e da capilaridade de um grande partido tradicional. Bolsonaro não tinha nada disso. Ele precisou se construir nos últimos quatro anos como um digital influencer poderoso para, em seguida, saltar à condição de candidato popular e vitorioso. Agora, para manter-se no poder, Bolsonaro quer desafiar também outros determinantes da ciência política – os da governabilidade.

MATÉRIA FECHADA PARA ASSINANTES
Para acessar, assine a piauí
Miguel Lago

Miguel Lago

Miguel Lago é cientista político, cofundador da rede Meu Rio e diretor da ONG Nossas

Leia também

Últimas Mais Lidas

Para não sair do hospital no escuro

A diferença que faz, para os pacientes, receber seus dados sobre tratamento e alta hospitalar – como manda novo Código de Ética Médica

O governo inconstitucional

Professora de direito constitucional escreve que decreto de Bolsonaro fere a autonomia universitária prevista na Constituição

Foro de Teresina #51: Moro no STF, o sigilo de Queiroz e Flavio e os protestos contra o governo

Podcast de política da piauí discute os principais fatos da semana

Ministro toma caldo no #TsunamiDaEducação

Maia viaja, governo escorrega e Centrão deixa Weintraub falando sozinho na Câmara enquanto protestos tomam conta do país

A javaporquice de Bolsonaro

Presidente opta pela pior oposição que poderia escolher e enfrenta protestos inéditos para um recém-empossado

Varda por Agnès – narcisismo encantador

Interação é a pedra angular na obra da cineasta

A escolinha anarcocapistalista do Ancapistão

Vacina e cinto de segurança são inimigos eleitos pelos ancaps, que já têm representante no governo Bolsonaro

Uma motosserra na mão e um projeto na cabeça

Proposta de Flávio Bolsonaro extingue reserva legal obrigatória; espaço sob risco de desmatamento equivale a seis vezes a área do estado de São Paulo

Mais textos
2

A escolinha anarcocapistalista do Ancapistão

Vacina e cinto de segurança são inimigos eleitos pelos ancaps, que já têm representante no governo Bolsonaro

3

A javaporquice de Bolsonaro

Presidente opta pela pior oposição que poderia escolher e enfrenta protestos inéditos para um recém-empossado

4

O governo inconstitucional

Professora de direito constitucional escreve que decreto de Bolsonaro fere a autonomia universitária prevista na Constituição

8

Foro de Teresina #51: Moro no STF, o sigilo de Queiroz e Flavio e os protestos contra o governo

Podcast de política da piauí discute os principais fatos da semana

9

Uma motosserra na mão e um projeto na cabeça

Proposta de Flávio Bolsonaro extingue reserva legal obrigatória; espaço sob risco de desmatamento equivale a seis vezes a área do estado de São Paulo

10

Para não sair do hospital no escuro

A diferença que faz, para os pacientes, receber seus dados sobre tratamento e alta hospitalar – como manda novo Código de Ética Médica