ficção II

Recheio

Tinha que ser o Capeta colocando sonhos imundos em sua mente

Jarid Arraes
Depois do culto, ela ficou pensando se as pessoas imaginavam coisas impróprias, se tinham sonhos eróticos com desconhecidos ou gostavam de fantasiar com pastores, com padres, com todos
Depois do culto, ela ficou pensando se as pessoas imaginavam coisas impróprias, se tinham sonhos eróticos com desconhecidos ou gostavam de fantasiar com pastores, com padres, com todos CREDITO: BÁRBARA QUINTINO_2021

O som do salto baixo martelava contra o chão e se espalhava pela rua vazia. Parecia um cavalo manco com o trote vacilando, desengonçado. Ela caminhava devagar, evitando a inconveniência de chegar cedo demais. Detestava esperar, dava espaço para que a mente pensasse no que não devia.

Olhou para o lado e viu um casal entre estalos de beijos e gemidos abafados, com os cabelos bagunçados e os reflexos afoitos de quem, ao mesmo tempo, teme e deseja ser pego. Desviou o rosto e apertou a Bíblia nas duas mãos. Não era certo encarar aquilo. Apressou o passo, misericórdia, falou com Jesus. Não demorou e viu a porta da igreja aberta e o irmão Martins lhe sorrindo de longe.

MATÉRIA FECHADA PARA ASSINANTES

Jarid Arraes

É escritora, cordelista e poeta. Publicou Redemoinho em Dia Quente (Alfaguara), vencedor do Prêmio Biblioteca Nacional e do Prêmio APCA de Literatura na categoria Contos.

Leia também

Últimas

O padre, o filho e a pensão alimentícia

Justiça manda religioso pagar três salários mínimos mensais a ex-fiel que diz ter tido um romance e um filho com ele; o padre nega

Pela simplificação dos planos diretores

Legislação complicada e genérica precisa ser substituída por outra capaz de ser entendida pela população

O encalhe de Pantanal e Dona Beija

Acervo com mais de 25 mil fitas da Rede Manchete vai a leilão, mas não atrai nenhum comprador

Foro de Teresina #154: Boom, bola e bolso

O podcast de política da piauí discute os principais fatos da semana

Dias de alívio e de pranto

Vestibulanda relata angústia de ver sua avó, vacinada, se recuperar da Covid, enquanto um amigo chorava a morte do pai, sem vacina

Mais textos