ficção II

Recheio

Tinha que ser o Capeta colocando sonhos imundos em sua mente

Jarid Arraes
Depois do culto, ela ficou pensando se as pessoas imaginavam coisas impróprias, se tinham sonhos eróticos com desconhecidos ou gostavam de fantasiar com pastores, com padres, com todos
Depois do culto, ela ficou pensando se as pessoas imaginavam coisas impróprias, se tinham sonhos eróticos com desconhecidos ou gostavam de fantasiar com pastores, com padres, com todos CREDITO: BÁRBARA QUINTINO_2021

O som do salto baixo martelava contra o chão e se espalhava pela rua vazia. Parecia um cavalo manco com o trote vacilando, desengonçado. Ela caminhava devagar, evitando a inconveniência de chegar cedo demais. Detestava esperar, dava espaço para que a mente pensasse no que não devia.

Olhou para o lado e viu um casal entre estalos de beijos e gemidos abafados, com os cabelos bagunçados e os reflexos afoitos de quem, ao mesmo tempo, teme e deseja ser pego. Desviou o rosto e apertou a Bíblia nas duas mãos. Não era certo encarar aquilo. Apressou o passo, misericórdia, falou com Jesus. Não demorou e viu a porta da igreja aberta e o irmão Martins lhe sorrindo de longe.

MATÉRIA FECHADA PARA ASSINANTES

Jarid Arraes

É escritora, cordelista e poeta. Publicou Redemoinho em Dia Quente (Alfaguara), vencedor do Prêmio Biblioteca Nacional e do Prêmio APCA de Literatura na categoria Contos.

Leia também

Últimas

Um país que vai ficando sem ar

Confira o ritmo das 500 mil mortes pela Covid-19 no Brasil

Séculos de escuridão nas Forças Armadas

Se uma mesma pessoa pedisse acesso a todos os documentos desclassificados pelo Exército desde 2013, levaria 695 anos para receber todas as respostas

Cinco anos para protestos de junho de 2013, sigilo eterno para a exportação de armas

Documentos com informações sobre junho de 2013 ficaram ocultos até 2018; dados sobre armas vendidas ao Zimbábue permanecem sob sigilo industrial

A história do coveiro filósofo

Sepultador narra de que forma a filosofia alemã o ajuda a enfrentar os horrores da pandemia, como tirar o caixão de um filho das mãos da mãe ou enterrar doze pessoas no mesmo dia

Foro de Teresina #155: O apagão de Bolsonaro

O podcast de política da piauí discute os principais fatos da semana

Quinze anos de sigilo sobre “reunião da boiada” e cinco anos para relatórios do Ministério da Justiça sobre rolezinhos

Monitoramento de rolezinhos de jovens mereceu segredo por cinco anos; vídeo da reunião ministerial de abril de 2020, pelo triplo desse tempo

Candidato a animador

A não candidatura que promoveu Luciano Huck das tardes de sábado para as de domingo na Globo

Foro de Teresina ao vivo

Podcast de política da piauí terá edição especial em vídeo

Cinco anos de segredo para presos no Haiti e mortes no Jacarezinho

Sigilo de cinco anos protege documentos sem novidade, como sobre detentos haitianos, e outros sobre os quais pouco se sabe, como as mortes no Jacarezinho

“Sou um homem e amo outro homem”

No mês do orgulho LGBTQ+, o estilista Ronaldo Fraga conta como se apaixonou por um rapaz após dois casamentos com mulheres e critica retrocesso no governo Bolsonaro

Mais textos