colaboradores

Rou! Rou! Rou!

Uma edição não só natalina como de final de ano

Caco Galhardo [Capa e Ho! Ho! Ho! É Natal!] é quadrinista e cartunista da Folha de S.Paulo.

 David Sedaris [Meus verões na equipe de natação], humorista e ensaísta americano, é colaborador da revista The New Yorker, na qual foi publicado o artigo. Tradução de Rubens Figueiredo.

Ricardo Batista Amaral ["A vida não é fácil. Nunca foi”], repórter político baseado em Brasília, foi assessor de imprensa de Dilma Rousseff na Casa Civil e na campanha presidencial do ano passado. O artigo é a abertura do livro A Vida Quer É Coragem, publicado agora em dezembro pela Primeira Pessoa.

Pablo Martins [C[Cartuns] artista gráfico.

Bernardo Esteves [<[O chute]repórter de piauí, publicou Domingo É Dia de Ciência, pela Azougue.

José Bonifácio de Oliveira Sobrinho [<[Com Roberto Marinho]empresário e executivo de televisão, foi vice-presidente da Rede Globo. O artigo é um trecho de O Livro do Boni, da editora Casa da Palavra.

Dilma Rousseff [<[No, I don’t care!] presidente da República. Seu ghost-writer gaiato e ilegítimo é Renato Terra, repórter de piauí e codiretor de Uma Noite em 67. Ilustração de Caco Galhardo.

Branca Vianna [<[O iraquiano que foi para o frio] linguista, intérprete e professora da PUC-RJ.

Carol Pires [<[Comigo não] jornalista brasileira baseada em Buenos Aires.

 Zbigniew Herbert (1924–98) [<[Capela Sistina subterrânea]poeta e dramaturgo polonês. Artigo licenciado por The Wylie Agency. Tradução de Danuta Nóbrega. O documentário Caverna dos Sonhos Esquecidos, de Werner Herzog, estará em exibição dias 17 e 18 de dezembro no IMS-RJ. O filme mostra em 3D os detalhes de pinturas rupestres do interior de uma caverna no sul da França.

Robert Crumb [<[Aline & Bob]autor americano de histórias em quadrinhos, lançou Gênesis, pela Conrad. Aline Crumb é quadrinista e pintora. O casal Crumb mora no sul da França. Tradução de André Conti.

Andrew Hsiao e Audrea Lim [<[A rebeldia vem de longe]editores da Verso Books, organizaram a antologia da qual foram reproduzidos os textos. Tradução de Rubens Figueiredo e Ivo Korytowski.

André Cardoso [<[Presença] escritor e professor de literaturas de língua inglesa na Universidade Federal Fluminense.

Fernando Paixão [<[Manual do estilo desconfiado] poeta e professor de literatura no Instituto de Estudos Brasileiros, da Universidade de São Paulo. Publicou Palavra e Rosto e A Parte da Tarde, pela Ateliê Editorial.

 

Ilustrações de Esquina por Andrés Sandoval.

Leia também

Últimas Mais Lidas

Vítimas de Mariana cobram R$ 25 bi de mineradora BHP na Inglaterra

Juiz deve decidir em junho se vai julgar o processo, o maior em número de vítimas da história do Reino Unido

Passarinho vira radar de poluição

Pesquisadores usam sangue de pardais para medir estrago de fumaça de carros e caminhões em seres vivos

Foro de Teresina #68: Censura na Bienal, segredos da Lava Jato e um retrato da violência brasileira

O podcast de política da piauí discute os principais fatos da semana

Presos da Lava Jato unidos contra os ratos e o tédio

Condenados por crimes de colarinho-branco já caçaram roedores e fizeram faxina em complexo penal; transferidos para hospital penitenciário e sem ter o que fazer, gastam o tempo com dominó  

O maestro e sua orquestra – andamento lento e músicos desafinados

Governo se julga no direito de “filtrar” projetos incentivados com verba pública, mas filtrar é eufemismo para censurar

Quando a violência vem de quem deveria proteger

Quatro meninas são estupradas por hora, a maior parte dentro de casa, e 17 pessoas são mortas pela polícia por dia, revelam dados do Anuário de Segurança Pública

“Poderia ter sido eu a morrer ali no ponto de ônibus”

Como a morte espreita a juventude negra no Rio de Janeiro, estado com maior taxa de homicídios em ações policiais

Léros Léros em Itaipu

Brasil se recusa a pagar prejuízo de US$ 54 milhões; presença de suplente do PSL em reuniões binacionais aumenta crise e atrapalha renegociação para 2023

Traídas pela Renata

Deputada acusada de usar candidatas laranjas agora quer flexibilizar cotas eleitorais para mulheres; bancada feminina entra em guerra contra “lei da maridocracia”

Mais textos
1

Léros Léros em Itaipu

Brasil se recusa a pagar prejuízo de US$ 54 milhões; presença de suplente do PSL em reuniões binacionais aumenta crise e atrapalha renegociação para 2023

2

“Poderia ter sido eu a morrer ali no ponto de ônibus”

Como a morte espreita a juventude negra no Rio de Janeiro, estado com maior taxa de homicídios em ações policiais

3

Presos da Lava Jato unidos contra os ratos e o tédio

Condenados por crimes de colarinho-branco já caçaram roedores e fizeram faxina em complexo penal; transferidos para hospital penitenciário e sem ter o que fazer, gastam o tempo com dominó  

6

Vítimas de Mariana cobram R$ 25 bi de mineradora BHP na Inglaterra

Juiz deve decidir em junho se vai julgar o processo, o maior em número de vítimas da história do Reino Unido

7

A guerra contra o termômetro

Quando chegam más notícias sobre o desmatamento, os governos atacam o emissário

8

Cortes de Bolsonaro emperram pesquisa para deter câncer incurável no cérebro

Sem bolsas federais, pesquisadora aprovada em primeiro lugar na UFRJ atrasa estudo sobre vírus da zika como arma contra tumor

10

Bacurau – celebração da barbárie

Filme exalta de modo inquietante parceria entre povo desassistido e bandidos