intervenção

Sai antígona

Nuno Ramos


A violência, real e simbólica, que estamos vivendo é de tal ordem, e tão profunda, que lembra a de uma guerra civil – instituições pouco confiáveis, mortes desnecessárias, mentiras para todo lado, incompatibilidade intransponível entre cidadãos. O inominável, o impossível de exprimir, vai aos poucos reivindicando seus direitos, como se a linguagem, essa conexão com o ser lá fora, com a prospecção, fosse ela mesma manchada de forma tão profunda e insuperável que, para não mentir, só pudesse silenciar. No trecho que selecionei de Antígona (o final da peça, a partir da condução da heroína a seu túmulo-em-vida), Creonte, o poderoso, perde absolutamente tudo – mulher, filho, autoestima, poder. Acho um texto atual, premonitório até, mas não saberia pronunciá-lo, muito menos encená-lo. Então retirei por inteiro o texto de Sófocles, deixando apenas as indicações e as rubricas (usei a versão da editora Zahar, em tradução de Mário da Gama Kury). Talvez só assim, no mais absoluto silêncio, seja possível ouvir a (nossa) tragédia.

Nuno Ramos

É artista plástico e escritor. Publicou, entre outros, os livros Ó (Iluminuras) e Verifique se o Mesmo (Todavia)

Leia também

Últimas Mais Lidas

Praia dos Ossos: terceiro episódio já está disponível

Podcast original da Rádio Novelo é publicado aos sábados

Boi com endereço

Se atender à pressão dos exportadores sem criar regulação interna, mercado ameaça criar  dois tipos de consumidor: o que pode comer carne de áreas desmatadas ilegalmente e o que não pode

A amiga oculta da J&F

Empresa dos irmãos Batista não apresenta no acordo de leniência a Unifleisch S/A, representante da JBS na Europa e citada como suspeita de lavagem em documentos do Tesouro americano

Matemática da inclusão

Prêmios recebidos pelas duas únicas pesquisadoras do Impa destacam a importância da igualdade de gênero na disciplina

E se estivermos variolizados?

O uso disseminado de máscaras pode expor a população a quantidades minúsculas de Sars-CoV-2 e aumentar a proporção de casos assintomáticos de Covid-19?

Do Islã ao PCC

Como um jovem condenado por terrorismo depois de trocar mensagens na internet sobre atentados foi recrutado pela facção criminosa mais poderosa do país

No rastro das onças-pintadas

Expedição pelo Pantanal acompanha animais como forma de medir preservação do ambiente enquanto se prepara para entrar na zona de queimadas

Mais textos
2

Desenhando esquinas

Andrés Sandoval explica o processo por trás das ilustrações que adornam a piauí desde a primeira edição.

4

90

5

R$ 0,46 no tanque dos outros

Agora, caminhoneiros grevistas usam WhatsApp para defender queda da gasolina, de Temer e da democracia

8

Sardanapalo

Babilônios cabotinos contracenarão com garbosas falanges assírias?