diário da Dilma

Tô mais confusa que camaleão diante de arco-íris

Agora que terceirizei os destinos da nação nas mãos do triunvirato Cunha–Renan–Levy, já posso me dedicar ao catálogo do Netflix

Num passeio de velotrol pelos corredores do Alvorada topei com os gêmeos Cunha e Renan
Num passeio de velotrol pelos corredores do Alvorada topei com os gêmeos Cunha e Renan ILUSTRAÇÃO: CACO GALHARDO_2015

1º de abril_Um pândego esse Mercadante. Veio dizer que minha avaliação de ótimo/bom caiu 28 pontos e ficou em 12%. Olhei pro calendário e prendi o riso. Passei o resto do dia esperando ele espetar a cabeça na porta e gritar “Primeiro de abril!”. Já é noitinha, ele deve estar preso numa reunião.

2 de abril_Não entendo por que esse Joaquim Levy anda falando mal de mim à boca miúda. Pra ele ficar esperto, mandei a Receita executar as dívidas do Botafogo. Levy ficou lívido, com aliteração e tudo.

3 de abril_Sexta-feira Santa. Pedi para a Friboi mandar 1 quilo de alcatra para o Eduardo Cunha.

A Abin me informou que Renan também é botafoguense. Mandei a Receita recuar.

4 de abril_Aproveitei o feriadão para atacar as pendências. Li e reli o dossiê “Missão Anti-idade” da Máxima. Fiquei chocada com o efeito dos radicais livres no processo de envelhecimento. Meu desassossego me levou ao Varoufakis, um radical libérrimo que continua estalando de novo. Gato. Γάτα. Miau.

5 de abril_O único braço do Estado que funciona é a Abin. Eles acabam de me passar a informação de que a Gisele Bündchen vai se aposentar na São Paulo Fashion Week. É agora que a Paulista explode de vez.

Mandei um MP3 por e-mail para o Varoufakis. “Sa-sa-sa-ricando/Todo mundo leva a vida no arame/Sa-sa-sa-ricando/A viúva, o brotinho e a madame.” Disse que era à guisa de “intercâmbio cultural”.

6 de abril_Agora que terceirizei os destinos do país para o triunvirato Cunha–Renan–Levy, euzinha já posso me dedicar ao catálogo do Netflix. Passo as tardes estatelada no meu gabinete vendo The Bridge no iPad. Aquele detetive Marco Ruiz é um pedaço de mau caminho. Próxima parada: trilogia Jogos Vorazes!

7 de abril_A gente até que tenta ajudar o pessoal, mas eles não se ajudam. Aí fica difícil. Dei uma chance pro Pepe e ele não fez nada. Arrumei outra vaga pra ele no ministério e ele saiu correndo pra contar pra todo mundo antes da hora. O vesguinho não tem visão.

Ainda não achei os ovos de Páscoa que mamãe escondeu no jardim. As coisas não têm dado certo pra mim.

8 de abril_O Cunha e o Renan estão com a macaca. Se eu digo “par”, eles gritam “ímpar”. Só me resta adotar a psicologia infantil. Quando quiser aprovar um projeto vou aos jornais dizer o contrário.

Tem algo de admirável em tanta eficiência. Acaba de chegar um e-mail carinhoso do Obama garantindo que me ajuda a conquistar o coração do Varoufakis se eu ceder o pré-sal para os Estados Unidos.

9 de abril_Pedi para recolherem aqueles ratos que foram soltos no meio da CPI. Vou guardá-los aqui em casa. Achei uma bola aquilo.

Tô com pena de quem comprou aquela máquina de Nespresso durante os áureos tempos da economia e agora pena para comprar as cápsulas, que são caríssimas.

10 de abril_O Levy está latindo para economizar cachorro. Bati o pé e avisei: aqui em casa, parmesão só italiano, quero assinatura da HBO e da Máxima, manicure e pedicure em casa, além do auxílio-laquê. Não vou abrir mão dos meus pequeníssimos luxos.

Deixei de pagar a passagem do Kamura e o traíra já se juntou com a sirigaita da Marta. É tanta coisa se desmantelando que tenho de me agarrar ao que der.

11 de abril_Polícia Federal também é cultura. Graças à Operação Zelotes descobri que existe um órgão chamado Carf.

12 de abril_Fui ao Panamá e soltei na lata: “Seu Obama, se o senhor continuar com bisbilhotice na minha vida, vai ter!” Foi quando ele sacou da pasta um convite para um jantar de gala na Casa Branca. Negociei duro: “Com canja do Morris Albert?” Ele: “Morris Albert não prometo. Garanto Tony Bennett.” Fechei negócio.

13 de abril_As manifestações murcharam, benza Deus! Por um lado é bom, havia um futum de golpe no ar. Mas, por outro lado, confesso que estou adorando esse período de ócio criativo. Daqui a pouco o pessoal do PT vai querer que eu reassuma a Presidência.

14 de abril_À tarde, recebi o ministro de Ciência, Tecnologia e Inovação. Esqueci que era o Aldo Rebelo. O homem quer apresentar um projeto de lei que impeça a Apple de nos impor padrões da pomicultura do Norte desenvolvido. Sugeriu trocar a maçã por um cupuaçu.

16 de abril_Compromisso das 15 horas: “Cerimônia de posse do novo ministro do Turismo.” Um tal de Henrique Eduardo Alves. Mas isso não foi no ano passado? Ou retrasado? Essa gente do cerimonial me deixa mais confusa que camaleão diante de arco-íris.

17 de abril_Meu Deus, eu quero ser sócia do Zé Dirceu! A consultoria dele é um sucesso! As más línguas ficam insinuando coisas, mas o Zé sempre foi brilhante, trabalhador, arrojado. Um Lemann da esquerda.

19 de abril_Mandei cortar essa festa do caqui com avião da FAB. Todo fim de semana é ministro viajando com família e criadagem. Incrível como o pessoal não me obedece.

21 de abril_Fico imaginando como a imprensa de hoje cobriria a condenação de Tiradentes. “Vândalo”, “Petralha” ou “Mártir do Estado Mínimo”? Está tudo muito polarizado.

Quer dizer que o Geraldinho também tinha um blogueiro pra chamar de seu? Malandrinho! Pra variar, ninguém deu muita bola. É um fenômeno mesmo.

22 de abril_Parece que a Globo vai passar os próximos cinquenta anos comemorando os primeiros cinquenta. Se o mundo explodir amanhã, o Jornal Nacional abrirá o bloco dizendo que “Cinquenta anos antes do fim do mundo a Globo estreava O Ébrio, de José Castellar”.

Aliás, estou a-man-do Os Dez Mandamentos, da Record. Adoro um tema bíblico. Lembro da minha infância assistindo Sansão e Dalila com o Victor Mature e a Hedy Lamarr. Os peitos dele eram maiores que os dela.

23 de abril_A Marta agora quer me agradar. Falou que sou culta, inteligente, bem informada… lacraia! A gente só falava de passamanaria e roupa, e agora ela vem com essa onda.

Dida merece um Oscar de maquiagem. O balanço da Petrobras ficou um primor!

25 de abril_Que mau gosto aquele vídeo do Lula fazendo ginástica. Homem que se preze não usa regata. E ele estava feio de doer, todo suado, um horror!

26 de abril_Li o artigo de uma iraniana me esculhambando porque não assinei sei lá o quê contra a violação dos direitos humanos no Irã. Chamei o novo Patriota pra saber do que se trata. Virou moda jogar pedra na Dilminha para aumentar a popularidade.

Vaccari foi pro brejo. Nem vilão da Televisa se dá tão mal quanto tesoureiro do PT.

28 de abril_Marta Suplicy tá se achando a Hillary Clinton brasileira. Um dia a máscara de botox cai e todos vão perceber que essa bisca não passa de uma Erundina com grife.

Lula me mandou um selfie sensualizando em frente ao espelho da academia. Divorciei-me de minha libido.

29 de abril_Liguei pra Hillary verdadeira para dizer: Winter, spring, summer or fall./ All you have to do is call/ And I’ll be there. Aquela história da estagiária é pinto perto do que ela tem pela frente na campanha presidencial. Aqui ela tem uma amiga.

30 de abril_O governo encostou o Varoufakis. O homem está com tempo livre. No ócio, como Dilminha. Let the good times roll.

Leia também

Últimas Mais Lidas

Fragmentos de vida e morte

Os 300 dias de luto e espera das famílias de pessoas engolidas pela lama em Brumadinho

Foro de Teresina #77: Lula solto, crise na Bolívia e o novo partido de Bolsonaro

O podcast de política da piauí discute os principais fatos da semana

Trégua negociada atrás das grades

Documento do sistema penitenciário mostra como chefes do tráfico presos em Rondônia disputam à distância o controle da Rocinha

Bolsonaro, Marielle e a tempestade no Twitter

Entre os voos para Brasília e a presença do então deputado na Câmara, tempo apertado afasta hipótese de que Bolsonaro estivesse no Rio para receber acusado de matar vereadora  

Ruptura de bolsonaristas com PSL ganhou asas no Twitter

Disputa por controle do partido impulsionou menções a Eduardo e Joice na rede

Scorsese pede para se explicar

Quem sonha em fazer filmes enfrenta situação brutal, afirma cineasta

Silêncio na “República de Curitiba”

Com Lula solto, acampamentos de militantes se desfazem, e capital paranaense volta à rotina

Projeto da piauí é um dos vencedores de desafio do Google

"Refinaria de Histórias" vai transformar reportagens em séries, filmes e documentários

Mais textos
1

Trégua negociada atrás das grades

Documento do sistema penitenciário mostra como chefes do tráfico presos em Rondônia disputam à distância o controle da Rocinha

2

Bolsonaro, Marielle e a tempestade no Twitter

Entre os voos para Brasília e a presença do então deputado na Câmara, tempo apertado afasta hipótese de que Bolsonaro estivesse no Rio para receber acusado de matar vereadora  

3

A chicana

Uma floresta contra o autódromo de Crivella e Bolsonaro

4

A vida dos outros e a minha

Memórias de uma estudante brasileira fichada pela Stasi

5

Silêncio na “República de Curitiba”

Com Lula solto, acampamentos de militantes se desfazem, e capital paranaense volta à rotina

6

O estelionatário

O brasileiro que enganou um mafioso italiano, políticos panamenhos e Donald Trump

8

Começo para uma história sem fim

Como uma foto, um porteiro e um livro de registros complicaram ainda mais a investigação do caso Marielle

9

Scorsese pede para se explicar

Quem sonha em fazer filmes enfrenta situação brutal, afirma cineasta

10

Foro de Teresina #77: Lula solto, crise na Bolívia e o novo partido de Bolsonaro

O podcast de política da piauí discute os principais fatos da semana