portfólio

Um mestre do estilo mongo-ginasiano

Quadrinhos de um exímio rabiscador de caneta esferográfica

Andrício de Souza e Laerte Coutinho

A primeira impressão que se tem ao olhar para um desenho de Andrício de Souza é de que ele desenha mal. Muito mal. A caneta esferográfica, usada em todo o seu “esplendor” cromático (ou seja, nas cores azul, vermelho e preto), o faz parecer um rabiscador de caderno de escola. É meia verdade: Andrício é um exímio rabiscador de caderno de escola.

Conheci seus desenhos dois anos atrás, pela internet. Fiquei fascinada com o traço e o humor, tão finos quanto sacrílegos. Andrício parece se basear em fotografias para desenhar, mas as manipula a ponto de transformar imagens realistas em caricaturas, em algo como um meme permanente.

De certa forma, o desenho de Andrício me remete a Rita Lee, que se refere ao próprio estilo de texto tuitado como “mongo-ginasiano”. Acredito que Andrício faça parte da mesma vertente – e, num mundo tão repleto de imagens realistas, um desenho aparentemente tosco é na verdade algo muito sofisticado.

Andrício de Souza

Cartunista, publicou o livro de quadrinhos O Intestino Eloquente, pela editora Espirro

Laerte Coutinho

Laerte Coutinho é autora de quadrinhos e cartuns. Publica diariamente na Folha de S.Paulo

Leia também

Últimas Mais Lidas

O Minotauro da fronteira 

Como um dos chefes do PCC deixou um rastro de mortes e corrupção no Paraguai

Na piauí_167

A capa e os destaques da revista de agosto

Dispositivo de alerta

Morador provisório do Alvorada mostrou não estar à altura do cargo para o qual foi eleito, assim como seu clã de três zeros

Bolsonaro, o favorito?

Se não aumentar atual taxa de aprovação, presidente chegará a 2022 em situação desconfortável; até lá, arma a retranca e joga a torcida contra o juiz

No app da inclusão

Jovens negros da periferia apostam na tecnologia como ferramenta contra o racismo

Foro de Teresina #111: A república rachada de Bolsonaro

O podcast de política da piauí discute os principais fatos da semana

Álcool, pancadas na cabeça e poluição, novos riscos para o Alzheimer

Teste aponta propensão para a doença vinte anos antes de sintomas aparecerem; estudo inédito identifica três novos fatores a evitar para não desenvolver o mal

Moral religiosa é mais forte no Brasil do que em países com renda parecida 

Diretor de escola de Oxford analisa pesquisa global do Pew Research sobre moralidade e fé e explica por que a cultura brasileira faz do país um ponto fora da curva na questão

Mortes visíveis – o reencontro de Sérgio Ricardo, Dib Lutfi e Glauber Rocha

Contaminados pelo novo coronavírus, milhares de mulheres e homens perderam a vida – morreram de Brasil

Mais textos
2

Deus e o Diabo estão nos detalhes

Notas sobre a importância do desimportante

4

A morte e a morte do Capitão América

Baudrillard, o franco-atirador da teoria de que tudo é ilusão, mandou o Capitão América desta para a pior

5

Por que as crianças gostam de Valtidisnei

De como me perdi de minha família ao ver Pinocchio, fui parar num reformatório, e a reencontrei numa sessão de Bambi

6

Carbonos do pop

Falsos gringos e indústria cover no lado B da canção brasileira

7

A guerra do Cashmere

Como João Doria Júnior se tornou candidato a prefeito e implodiu o PSDB de São Paulo

8

Dentro do pesadelo

O governo Bolsonaro e a calamidade brasileira

9

Falta combinar no WhatsApp

Por 24 horas, a piauí acompanhou quatro grupos de caminhoneiros no aplicativo; viu minuto a minuto eles se insurgirem contra as forças federais, desprezarem o acordo de Temer e se negarem a encerrar a paralisação

10

O matemático que deu profundidade à superfície

Geômetra Manfredo do Carmo, fundador de seu campo de pesquisa no Brasil e pesquisador emérito do Impa, morre aos 89 anos